American Horror Story Murder House

American Horror Story é uma série inovadora, que me pegou de surpresa e surpreendeu demais. Ela inovou por apresentar em cada temporada uma história diferente, usando os mesmos atores, porém interpretando outras pessoas. E hoje vou falar sobre a primeira temporada, que tem o subtítulo Murder House.

Uma família se muda para uma nova casa em busca de um recomeço, tentando esquecer os problemas do passado e seguir em frente, no entanto demora muito pouco para perceberem que há algo esquisito acontecendo na casa...

A primeira vista a história é bem tosquinha e clichê não acham? Uma família indo para uma casa assombrada não tem nada demais, todo mundo já viu algo assim antes em algum lugar, e foi com esse pensamento que comecei a assistir essa série, não tava realmente achando que iria ver algo demais, ainda mais com o título da série que achei bem tosquinho, portanto eu só tava pensando que ia ser um seriado identico a milhares de filmes de terror adolescentes, mas foi aí que me enganei feio.

Eu tinha acabado de assistir Terra Nova quando comecei a assistir American Horror Story, então já estava com aquele gostinho de personagens sem profundidade alguma e sem sal, e já tava esperando ver mais personagens assim nessa série também, mas foi aí que me espantei pra caramba.

Os personagens dessa série tem uma profundidade que me fizeram empolgar de forma absurda, simplesmente todos os personagens fazem você querer saber mais sobre eles e ver o que está por vir. Por exemplo a governanta da casa é interpretada por duas atrizes e é vista como uma pessoa diferente por Ben, o pai da família.

Isso gera cenas muito interessantes quando ele e mais algum outro personagem está na presença dela pois aparece ele conversando com ela em uma aparência e quando a câmera muda para outra pessoa a aparência dela é outra. Há a vizinha com síndrome de down que sempre aparece dentro da casa de forma repentina.

Existe um paciente de Ben(ele é psicólogo) que é um garoto muito louco e fica citando histórias muito esquisitas e enquanto ele narra a cena vai sendo mostrada. Bom tem muitos personagens mesmo e cada um deles tem um destaque que sempre te faz querer ver mais desse personagem.

A casa também tem seu destaque, apesar do clichê inicial de casa mal assombrada ela apresenta muitas coisas interessantes, por exemplo antes deles morarem lá, quem morava não era uma tradicional família feliz que foi morta por um assassino, mas sim um casal gay que cometeu suicídio e muitos detalhes interessantes e até bizarros da vida deles foi deixado lá, como por exemplo uma roupa de masoquismo no sótão da casa.

Essa série é espetacular, enquanto eu assistia o primeiro episódio eu não conseguia parar de sentir medo dela ser cancelada como ocorreu com a fantástica Happy Town, isso é porque quando aparece uma série boa assim, se ela não é da HBO eu já fico preocupado porque o publico americano parece não gostar de séries com temas mais profundos como tabus, mas sim de Heroes. '-' 

Como a série tem o formato de uma história por temporada, é tipo como se fosse Masters of Horror, porém ao invés de usar episódios pra contar as histórias, usa temporadas inteiras homenageando filmes de terror, daí tem um bom desenvolvimento. Agora confiram uma compilação dos teasers:

Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Comentários

Anônimo disse…
Ben é psiquiatra xD
Patrick disse…
Ben é terapeuta xD
Kyoshi disse…
BEN É 10 !!!!!
+Piada
Mantus disse…
Bom eu achei a seri boa nesse primeiro episodio. Eu nao estava esperando muito de uma serie de horror criada nos EUA, com essa tendencia de filmes de terror de la. O episodio te deixa ligado e esperando alguma bizarrice aconteça. Nota 10 pra esse episodio.
Camaleão. disse…
Sky, eu acho que suas analises são muito superficiais isso é proposital ou não? Quero dizer, eu curto nerd maldito justamente por causa dessa descontração nos posts e pelos emoticons Ò_Ó Que são muito show, mas em caso de analises eu acho que deveria ir um pouquinho mais fundo.

Aproposito, acabei de assistir o primeiro episodio da série e é realmente excelente.Misteriosa e poderiamos dizer até excitante, a série realmente deixa aquela vontade de saber o que realmente está acontecendo.
Skywalkerpg disse…
Camaleão.

Esse é o meu jeito normal de escrever mesmo, não consigo fazer melhor, desculpe. '-'
BruceWayne disse…
Nosaaaaa, que serie extremamente FODA...
Merece um palavrão...
Comecei a assistir e, meu Deus, q medo, adorei. O jeito como tudo acontece, você fica tão preso ao episodio.
As bizarrices são essepcionais, o terror psicológico é Awsome...
E puta que la merda, tudo ainda é inexplicado.
Tomare que mais venha por ai...
Eu não achei mais episódios, alguém poderia me informar se há mais episódios, porque eu só vi o primeiro..
Valeu galera...
Camaleão. disse…
O único problema é que a série abusa do bizarro e do erótico. Para quem espera ver uma historia de suspense/terror inovadora, ou para quem não é paciente. Eu não recomendo.

Sky, entendi. Acho que dava pra dar uma melhorada no testo, mas se é assim que você se acostumou.
Napalm disse…
poraa....nem tava sabendo dessa serie, ainda bem q passei aqui pra pegar umas dicas, acabei de baixar, vo começar assistir o prologo agora!
valew pela dica!!!! e os cara q tao reclamando ai do review do cara, criem um blog e façam suas proprias reviews...nao venham aqui defecar pela boca, porraaa!!!
Napalm disse…
"Acho que dava pra dar uma melhorada no testo"

camaleão, testo?? vc quer q melhore o testo?? kkkkk sem comentarios!!
Camaleão. disse…
Napalm, você uma coisa é errar uma coisa por falta de atenção, outra coisa é não saber ou errar de propósito. Você que escreve "poraa" e nem inicia as frases com letra maiúscula não deve saber disso. Aproposito, eu tinha um site de reviews, mas parei de fazer parte por falta de tempo.

Agora, acho que quem está falando merda e você. Tome mais cuidado antes de falar alguma coisa. E se não entendeu, estava dando um conselho, e não difamando.
Gui Tomas disse…
Camaleão, você escreve bem mal mesmo, cale a boca. "Aproposito" junto...

Paga de inteligente mas é um mané que não presta atenção nas aulas.