Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 19 de dezembro de 2010

Silent Hill 4 - Desprezado porém maravilhoso!

Hoje eu vou falar sobre um jogo que é extremamente chutado pelos fãs de Silent Hill, o quarto jogo da franquia. Mas apesar de tudo, se você olhar para ele como um jogo de terror e não como uma obra da franquia Silent Hill, vai notar que é um baita de um jogo incrível e atmosférico, com elementos realmente bons.

Henry Townshend é um homem na casa dos 30 anos que se muda para um novo apartamento, no começo ocorre tudo bem, porém começa a se incomodar com pesadelos que passa a ter, com criaturas saindo da parede de seu apartamento, e um dia ao acordar, ele nota alto espantoso, a porta do seu apartamento está lotada de correntes e cadeados, e a mensagem escrita em vermelho "Não vá lá fora". Henry tenta quebrar os vidros da janela, mas nada ocorre, ele pode ver os vizinhos no corredor, mas mesmo batendo a porta, ninguém ouve. Outra coisa estranha é que em seu banheiro aparece um imenso buraco que ele não sabe onde vai dar...

Esse jogo é muito esculachado pelos fãs, inclusive eu na primeira vez olhei de cara feia pra ele, o negócio é que o jogo colocou algumas coisas diferentes, o que me incomodou de primeiro foi que quando se está dentro do apartamento, a visão é em primeira pessoa pessoa, e como prefiro jogos em terceira isso foi meio chato pra mim, porém como a minoria do tempo se passa no apartamento, acabei acostumando. Agora o que realmente deixou os fãs putos, é que o jogo simplesmente não se passa em Silent Hill, o máximo que você vai é nos arredores da cidade, pois a história do jogo mesmo é mostrado em uma cidade fictícia chamada Ashfield.

O negócio é que desde o inicio o jogo não foi projetado pra ser um Silent Hill, mas sim um outro jogo chamado "Room 302" apenas, mas aí os produtores amarelaram de não fazer sucesso e arriscarem na nova franquia, então adaptaram ele pra ser um Silent Hill, e assim usar o nome da série como fonte de dinheiro fácil!

Mas bom, o negócio é que eu joguei o jogo realmente desconsiderando ele ser um Silent Hill, porque na verdade não é! O Silent Hill 2 também sofreu suas críticas quando chegou, isso porque o jogo mudava, só que a diferença é que o segundo realmente foi feito pra ser da série e se passava na cidade, agora o quarto  jogo não, portanto eu joguei ele como se ainda fosse o jogo chamado The Room e tenho que dizer que foi uma experiência realmente incrível!

A história é muito perfeita, cheia de detalhes e você vai descobrindo aos poucos os mistérios, as coisas vão mudando com o tempo de uma forma fantástica, por exemplo há um assassino em série chamado Walter Sullivan que começa rondar o jogo com o tempo e ele aparece de forma randômica, é realmente foda estar andando e então encontrar o Walter do nada, às vezes dá o maior susto ver ele te perseguindo.

Só existe um ponto para salvar o jogo, e ele é no apartamento, e cada vez que você entra no buraco, vai parar em um lugar diferente, sendo que em vários lugares tem buracos, mas toda vez que entra neles, você volta para o apartamento, onde pode se curar e salvar o jogo, além de poder guardar itens, já que o inventário é limitado.

Porém como falei o jogo muda, chega um momento em que nem o apartamento mais é um lugar seguro e começam a surgir aparições que dão uma agonia imensa, e você tem que deixar o lugar com itens sagrados pra poder se proteger, coisas bizarras vão acontecendo no lugar e ele vai se transformando.

Há uma variação nova de inimigos, só que os que me chamaram mais atenção, e me deixaram com mais raiva também, foram os espíritos, que vagam por certos lugares saindo de paredes de forma bizarra e levitam até você para te atacar, até aí tudo bem, o problema é que eles são imortais, o máximo que você consegue é por um tempo deixar eles atordoados, ou se tiver uma espada sagrada, prender eles na parede e deixar lá, só que geralmente não tem apenas um, e se você usa uma dessas espadas, você tem que abandonar ela lá prendendo o infeliz, o que é bem ruim já que não se sabe o que vai aparecer depois.

Esse jogo é muito foda! Você se sente realmente em uma aventura intrigante cheia de mistérios e que vai ficando cada vez mais sombria, a sensação de jogar ele é fantástica!


Twittem aí para seus amigos pessoal =D

4 comentários:

Einex'Nay disse...

Tenho muita vontade de jogar, esse aí tá na fila!

Agelus disse...

Esse jogo me fez virar fã definitivo de Silent Hill, quando lançou o único que eu tinha jogado era o primeiro e como eu era criança eu acabei esquecendo dele por um bom tempo, mas então um amigo meu começou a jogar esse SH4 na casa de um amigo dele e disse que era muito loco e tal e como eu ou ele não tinha PS2 começamos a ver o detonado no youtube e sempre pausando pra mim traduzir a historia e achei incrivel, foi assim que eu comecei a procurar tudo que podia sobre SH na net e ela se tornou minha serie de survivor horror favorita.

B disse...

Muito bom esse game! Sem contar que é o único Silent Hill do PS2 que realmente apresenta uma dificuldade geral.. Eu pelo menos achei a segunda parte do game bem dificinha! Nenhum dos outros me apresentou algum desafio... Tirando o nível de apelação daqueles Riddle Hard do 2 e 3!

Vlw! Ótimo post!

ArthurSharingan! disse...

Muito bom o jogo, fiquei triste logo no começo porque eu moro no apartamento 302 O_O