O brutal Splinter Cell que você deveria experimentar! (Cooperativo incluso)

A franquia Splinter Cell é uma das mais respeitadas franquias do gênero stealth que existem, sendo inspirada nos detalhados livros de espionagem de Tom Clancy. No entanto, tendo o primeiro título lançado em 2002 e sendo absurdamente conhecida naquela década, teve um jogo que foi o divisor de águas, mas também causou uma bela polêmica em seu tempo, mas que se você olhar bem, é uma verdadeira joia dos videogames que muita gente deixa de jogar à toa.

Enquanto a franquia se tornou conhecida exatamente pela sensação de agente do governo em missões extremamente discretas, Tom Clancy's Splinter Cell Conviction empolgou a Ubisoft com sua estreia na geração do Xbox 360. Ela quis mesmo mostrar todo o potencial daquele console, mas fez um jogo completo para surpreender, apresentando uma mistura de história, gráficos, movimentação e elementos frenéticos.
A história apresenta um Sam Fisher muito diferente do que vimos em Pandora Tomorrow, onde tínhamos um personagem frio fazendo seu trabalho. Aqui ele perdeu sua filha, que foi atropelada, mas ao começar a desconfiar, começou a investigar sozinho e descobriu que se tratava de uma conspiração. Sua saída no entanto, o tornou um procurado.

O resultado dessa história é refletido no gameplay. Ao invés de uma coisa que parece friamente calculada, temos um protagonista irado! A justiça é feita com as próprias mãos e ele está pronto pra atacar brutalmente e torturar seus inimigos em busca de respostas. Toda a movimentação do personagem é trabalhada para algo mais agitado.
Então você escala lugares, se esconde em coberturas para entrar em tiroteios e faz eliminações rápidas em meio a pancadaria mesmo. Já os equipamentos do governo não estão presentes, sendo necessário usar gambiarras para suprir isso, além das próprias habilidades corporais do personagem. Mas se isso foi amado por parte do público da época e fez o jogo servir como porta de entrada para novos fãs, também teve o grupo que não gostou nada.

Porém, a verdade é que muita gente acabou perdendo um jogão pro causa disso. Já tinham sido lançado quatro jogos da franquia principal que usava o mesmo estilo, e inclusive Splinter Cell: Blacklist, que veio depois, procurou retornar à fórmula mais discreta. Mas não acho que isso desmereça Conviction, mas apenas o torne especial, mostrando um capítulo diferente da história de Sam.
Uma outra coisa que nem todo mundo sabe e também pode acabar deixando passar, é a presença do modo cooperativo. Atualmente ainda é possível jogar no PC, mesmo com os servidores tendo sido desligados há muitos anos atrás. Isso porque é possível usar a conexão de LAN e dessa forma entrar em missões com um amigo.

Então fica essa dica! Esse é um jogo que tem um baita carinho em cima, apesar de ser diferente. É uma ótima combinação de história cheia de surpresas, com jogabilidade pronta gerar muita diversão e um visual bem diferenciado. Mas e você, chegou a jogar Splinter Cell Conviction? Tem boas lembranças dessa obra? Caso queira comprar jogos baratinhos, recomendo sempre dar uma olhadinha no preços das keys da Ubisoft Connect (e outras lojas) à venda na GMG, muitas vezes os preços deles estão bem abaixo do normal, e comprando keys lá, você acumula XP, que gera várias vantagens como descontos extras nas próximas compras e até jogos grátis! Dê uma conferida aqui.

 
(DICA: Fica de olho nos CUPONS DE DESCONTO que costumam aparecer na página inicial da GMG frequentemente! O preço cai muito!) 
 
Esse trailer é de fã, mas mostra muito da jogabilidade:

Postar um comentário

0 Comentários