Splinter Cell Conviction - Para quem sempre quis ver Sam Fisher com muita ação e tiroteios! Ò_Ò

Bom, esse é um daqueles jogos que demoraram pra cacete para serem lançados, mas bom um dia tinha que sair né? Uahahahaha e claro que fui zerar rapidinho e gostei muito portanto vou fazer aqui uma análise para vocês sobre o jogo, confiram.

História

Após a filha de Sam Fisher morrer, ele desapareceu por três anos, mas logo é encontrado e recebe a informação sobre envolvidos com a morte dela, a partir dai Fisher passa a investigar uma conspiração em que a morte de sua filha é apenas um pequeno detalhe em algo muito maior.

Sobre o jogo

Bom, esse jogo é espetacular, a começar pelo menu do jogo que é uma cena de um tiroteio em uma sala só que não é uma imagem, mas sim a cena em 3D paralisada, e cada vez que você clica em alguma opção do menu, ele se mexe para algum outro ponto da sala, e assim você vai vendo a cena completa e o que está acontecendo. O jogo já começa empolgando, você em um lugar tranquilo e um garçom chega com um celular em uma bandeja e diz que é para você, ao atender é Anna Grim na linha, dizendo que mercenários te encontraram e para sobreviver terá que seguir tudo que ela fala e aí começa o tutorial do jogo, você vai fazendo exatamente o que ela diz e passando pelos inimigos, ficou uma forma muito boa de começar a história do jogo ao mesmo tempo que ensina. Outro detalhe bem legal é que quando os pensamentos de Sam sobre algo ocorrem, esses pensamentos são exibidos na parede, chão, teto ou qualquer outro lugar como se fosse um super telão mostrando a cena naquele momento, isso mantém um clima muito legal, você vai interrogar alguém e enquanto ele vai contando, a cena vai passando e aliás os interrogatórios são outro ponto bem legal do jogo, apesar de limitados, ficaram muito bons, você pega um personagem e pode convencer ele a responder perguntas com o cenário ao seu redor, como por exemplo enfiar a cabeça dele dentro de uma televisão, mas infelizmente quando ocorre isso, a área se limita, aparece uma das coisas mais feias que tem em jogos, a "parede invisível" para mostrar que você só pode usar aquela área pra torturar o infeliz. Os movimentos do Sam estão bem legais, mais bem feitos, e existem alguns novos como por exemplo, você pode se pendurar em janelas e quanto um inimigo se aproximar dela você o puxa pra fora, pode também correr, e se jogar escorregando por baixo de lugares, e também pode eliminar inimigos manualmente para ganhar dois tiros automáticos, ou seja basta marcar os personagens que quer matar  apertando o botão de ação ele levanta e dá um tiro automaticamente nos dois personagens se estiverem em uma área de alcance, isso causa um bonito efeito de aproximação.
Mas infelizmente tiraram umas coisas que me incomodaram bastante como por exemplo você não pode mais esconder os corpos no escuro, se você matou na luz, já era o presunto vai ficar lá jogado e quando alguém achar, você se fudeu e todo mundo vai atrás de você, portanto aquilo de sigilo dos outros jogos ficou bem mais complicado, você também não pode mais pegar objetos do chão e jogar longe para os inimigos ouvirem o barulho e irem lá dar uma olhada, não existe mais o nível de escuridão, muita gente pegou isso numa boa, mas pra mim foi o que mais me incomodou, agora quando você entra no escuro, tudo fica em preto e branco como se você tivesse visão noturna naturalmente, mas eu demorei demais acostumar com isso porque não tendo mais o nível de escuridão eu me ferrava direto, porque já que tudo fica preto e branco eu não conseguia ver direito onde era luz e onde era sombra e quando descobria que não tava mais na sombra era com a tela ficando colorida do nada e todo mundo me vendo, isso me deixava muito puto mas depois acostumei. Agora existe um sistema de upgrade nas armas, infelizmente você só tem 3 tipos de atualização para cada arma e só pode atualizar uma vez cada um dos níveis, depois só pode gastar os pontos atualizando outras armas, e são muitas armas, esse jogo está muito mais ação, com essa dificuldade de não poder mais esconder os corpos acaba sendo muito bem vindo uma escopeta e uma metralhadora. O jogo também tem um multiplayer cooperativo que permite jogar com outro jogador uma missão alternativa que deve participação dos dois, um pode curar o outro, podem armar enrascadas, infelizmente não pude jogar o multiplayer mas aqui está um ótimo vídeo que mostra como ficou bom
Os gráficos do jogo estão maravilhosos, bonitos mesmo, apesar de um estilo mais colorido e brilhante, tudo ficou tão bem detalhado, e com um estilo próprio, por exemplo quando alguém te vê, aparece uma  versão transparente sua naquele lugar, na pose em que você estava, para indicar que ali foi o último lugar onde os inimigos te viram, quando você quer ver o objetivo daquele momento, você aperta o botão de objetivos e ele aparece como se fosse uma luz lançada na parede, chão ou qualquer outro lugar plano que você tenha apontado naquele momento, nada de menu, isso marcou muito o estilo também. Apesar de você não ter as várias visões que tem nos outros jogos, quando você consegue o óculos nesse, você ao invés de enxergar no escuro com ele, tem uma leitura do ambiente ao redor e pode ver através das paredes, é fantástico, você consegue ver o calor dos inimigos mais próximos e alguns detalhes do que há através de paredes próximas, achei uma pena não incluírem visão noturna nele e sim como algo natural do Sam, isso ficou bem tosco, mas nada que destrua com o jogo.
Mas bom apesar de muitas coisas que ficaram faltando no jogo e algumas que incomodam, Splinter Cell Conviction consegue ser um jogo viciante e para quem nunca jogou nenhum outro jogo da série nem vai notar essas falhas e vai gostar muito com certeza pois é um jogo muito bom apesar de ser absurdamente pequeno, por isso joguem Ò_Ò.
Lembrem-se também que Splinter Cell Conviction edição de colecionador teve o seu conteúdo liberado de graça! É só clicar aí no link para obter!*-*

Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Postar um comentário

5 Comentários

  1. joga fodão zerei em todas as dificuldades e também todas os mapas do dianable ops, esse jogo da pra escolher fazer tudo na "moita" ou dar uma de rambo, o negócio é sempre equipar uma metralhadora pra quando você for descoberto, isso facilita muito

    ResponderExcluir
  2. Não achei o jogo tãaao bom, principalmente qd comparado aos outros da série Splinter Cell, mas não é ruim também. Resumindo, razoável.

    ResponderExcluir
  3. O jogo é bom, mas saiu um pouco do gênero stealth do jogo (saiu muito, na verdade). Se eu tivesse jogado este jogo e depois partisse para os antigos, não teria o mesmo efeito. Mas a história tá bem presente nesse jogo, e isso é o ponto mais forte, nos outros o ara pode zerar sem saber nada da história, nesse é impossível.

    ResponderExcluir
  4. Você poderia fazer mais disso, tipo review que você fez no Splinter Cell e deu a sua opinião sobre o jogo. Ficou muito bom, bem melhor pra entender a história cara.

    ResponderExcluir
  5. Acho Splinter Cell chato demais, com todo o respeito :P

    ResponderExcluir