Junji Ito se destacou com mangá inspirado em histórias reais "Contos de Horror da Mimi"

Embora o mangaká de horror Junji Ito, tenha sido "descoberto" no Ocidente apenas no começo do milênio, com o lançamento do sinistro mangá de Uzumaki, o autor não ganhou a popularidade que merecia de primeira. Mas após a era dos memes começar, imagem atrás de imagem com quadros bizarros de suas obras passaram a aparecer e depois disso passou a se destacar sem parar. E com "Contos de Horror da Mimi" não foi diferente, se tornando uma das obras mais vendidas da Amazon Brasil ainda em sua pré-venda!

Essa obra teve a peculiaridade de não ser uma história original do autor, mas sim uma adaptação. E para quem tem medo disso, é só ver a obra prima absurdamente fenomenal que foi Frankenstein de Junji Ito, para ver o quão incrível pode ser uma adaptação com o toque do mangaká. E no caso, "Mimi no Kaidan", é uma obra que teve origem à partir do tenebroso "Hyaku Monogatari Kaidankai", que tiveram os contos reunidos por Hirokatsu Kihara e Ichiro Nakayama e lançaram em 1990 o livro "Shin Mimibukuro – Anata no Tonari no Kowai Hanashi ".
Traduzido de forma livre como "Novo Mimibukuro – Histórias Assustadoras Próximas a Você", eles lançaram uma franquia de 10 volumes e cada um tinham 99 relatos sinistros de pessoas comuns. E Junji Ito acabou recebendo a oportunidade de adaptar a coisa e em 2003 lançou com o formato semelhante à obra mais famosa do autor no Ocidente.
 
Então a coisa pode ser vista como o mangá de terror Uzumaki, mas em que ao invés de se ter a maldição dos espirais enlouquecendo todo mundo, temos uma outra coisa terrível que vaga pela cidade e faz com que acontecimentos inexplicáveis rolem sem parar. Mais uma vez com uma personagem feminina vendo tudo rolar e seu namorado cético achando que é só imaginação.
Dessa vez a protagonista é uma menina chamada Mimi, e as esquisitices que ela vê por aí são os contos adaptados. Todas com o estilo do Junji Ito, co maquele toque excêntrico e quadros hipnotizantes pelo toque de horror tão carregado que o autor consegue. Quase duas décadas depois a Darkside Books decidiu lançar no Brasil, com aquele padrão extremamente luxuosos deles, capa dura e lateral das folhas colorida.

Não deu outra e mesmo na pré-venda, o item se tornou um dos mais vendidos da Amazon, conseguindo inclusive ficar por um tempo como a obra mais vendida da categoria "Horror em Graphic Novels". O que não dá pra dizer que é uma grande surpresa, visto o quanto o autor passou a ser cultuado e os fãs de terror cresceram. Caso tenha vontade de ter essa maravilha na estante, você pode conferir no link de afiliado Amazon.


Postar um comentário

0 Comentários