Diablo Immortal exige cerca de 10 anos pra chegar ao poder máximo de um personagem

Quando Diablo Immortal foi anunciado, causou uma certa revolta dos fãs, que estavam na expectativa do anúncio de Diablo 4 e acabaram recebendo um Diablo de celular. No entanto, na medida em que o tempo passou, muitas pessoas foram começando a gostar. E por fim o jogo foi lançado tanto pra celular, quanto pra PC, no entanto uma outra polêmica surgiu... A economia predatória do jogo.

É certo que microtransações sempre foram um grande problema para boa parte da comunidade gamer, com jogadores irritados em ter que pagar dentro do jogo. Inclusive esse foi o ponto que fez tanta gente criar ódio de NFTs. Os sentimentos variam, entre aqueles que não querem saber de nada pago, e aqueles que são tolerantes apenas coisas que sejam apenas estéticas, como roupas novas para os personagens, sem adicionar nenhuma vantagem que só jogadores pagantes têm.

Porém Diablo Immortal acabou deixando muitos jogadores irados exatamente porque chegar ao nível máximo de poder que um personagem pode chegar, é algo que se tornou obviamente abusivo. Não se sabe o tempo que um jogo vai durar no mercado, agora imagine um jogo em que para chegar no nível máximo no estado em que foi lançado, leva dez anos? Foi exatamente esse o caso para a obra da Blizzard!
Assim que foi lançado, obviamente muita gente foi correndo testar e tentar ver o que era possível fazer, e claro... evoluir! Mas na medida em que tentavam, também conheciam o padrão. Um dos principais pilares de progressão do jogo são as Legendary Gems, usadas para serem acopladas aos equipamentos e assim aumentar os bônus, sendo que o nível de qualidade delas também varia. Até aí nada demais, exceto que para conseguir as Legendary Gems do nível mais alto, é necessário também uma sorte colossal e exige que o jogador diariamente faça login pra ganhar o bônus diário.
 
E assim foi feito o cálculo para ver quanto tempo seria necessário para ter um equipamento tunado ao máximo no jogo sem ter que gastar um centavo, mas apenas dependendo da sorte. E o resultado foi cerca de uma década! No entanto, a coisa piorou quando foram ver o preço que custava pra agilizar isso pagando. Deu nada menos do que $110 mil dólares em microtransações!
Inclusive, o jogo foi barrado em alguns países com leis de proteção ao consumidor em relação a obras em que o abuso é muito grande com as microtransações predatórias. A Bélgica e Holanda simplesmente não tiveram o lançamento do jogo por lá, pois a Blizzard não teve autorização para oferecer um produto nessas condições.

Isso acabou gerando falatório entre a comunidade, já que apesar dos fãs de Diablo serem acostumados com expansões, que já existiam desde Diablo 1, a coisa tinha o preço de outro jogo, mas no caso de Diablo Immortal, o preço acabou realmente sendo algo para pessoas muito ricas. Isso sem contar a vinda de atualizações futuras com ainda mais coisas pra tentar alcançar.

Postar um comentário

0 Comentários