Gray Death | O mundo acabou! As balas são escassas!

Esse é um jogo que assim que coloquei os olhos, vi que era bem o meu estilo. Uma daquelas obras que se conseguiriam se encaixar com facilidade na lista de 100 jogos com visuais 2D maravilhosos, e que me surpreendeu por ser gratuito, sendo que facilmente poderia cobrar um valor simbólico. Mas parece representar bem a vida underground de desenvolvedores indie, onde alguns são ambiciosos demais, enquanto outros tem pouquíssimas ambições.

Na história, o mundo acabou e se encheu de demônios e os humanos começaram a ser transformados em mortos vivos. Você é um homem que conseguiu sobreviver e busca pela esposa, mas em uma cidade sem eletricidade, todo lugar é escuro demais e cheio de criaturas esperando para te matar. O jeito é usar a inteligência e economizar recursos.
Esse jogo tem um estilo um tanto peculiar, com um visual fofinho em pixel art e jogabilidade de plataforma com  tiro, porém usando todos os elementos de uma maneira cruel. Sendo assim, você pode esperar dificuldade de tudo que tem no jogo. Para aqueles que gostam de um desafio, pode ser uma experiência fenomenal, enquanto para os mais moles, a frustração com certeza aguarda.

A mecânica de plataforma é daqueles jogos super difíceis. Não é um jogo comum como Yoshi's Island, que apesar da dificuldade, dá a liberdade ao jogador para cometer alguns erros. Ele é mais para o estilo de Shovel Knight, em que você basicamente morre a todo segundo por motivos bobos que te fazem ficar bem atento na hora de repetir.
Em relação ao tiroteio presente, ele é bastante limitado, pois você tem uma quantidade pequena de munição que pode ser coletada através da exploração. Então no começo do jogo, talvez seja melhor você saltar por cima de inimigos ao invés de atirar, pois depois terão locais apertados que o único jeito vai ser atirar e cada inimigo precisa de no mínimos dois tiros para morrer.
 
Inclusive você tem a opção de explorar ou não o cenário. Às vezes vale muito a pena dar uma olhadinha no ambiente antes de você passar por ele. Em alguns lugares tem munição escondida e definitivamente cada pente vai fazer toda a diferença no futuro. É muito fácil ficar sem poder fazer nada porque você gastou tudo.
Quanto ao fofíssimo visual em pixel art, ele me lembrou um pouco do que temos em Shot in the Dark, pois apresenta um pequeno mundo sombrio que consegue ser super atmosférico mesmo com o visual limitado. Aqui na maioria das vezes você não pode ver o cenário inteiro, mas sim um círculo de luz ao redor do seu personagem.

A ambientação toda em geral acaba sendo bastante atmosférica, com neblina passando e uma paleta de cores que mantém o clima pesado. Isso sem contar com os sons macabros e as frequentes vezes em que você precisa correr pelos cenários claustrofóbicos e pular para se agarrar em uma escada que está descendo ainda.

Enfim, Gray Death é um jogo bem bacana e pode ser um ótimo passatempo para aqueles que gostam de desafios mais robustos. No entanto se você é do tipo que apenas quer relaxar, talvez tenha um pouco de dificuldade em conseguir engolir esse título. A parte boa é que como é um jogo grátis, dá pra testar e ver se é compatível com seu estilo sem gastar um centavo. Baixe Gray Death na steam.

Postar um comentário

0 Comentários