Bons Meninos | O irmão caçula insano de Superbad e Projeto X

Esse é um daqueles filmes que chega a ser meio surreal conseguirem existir. Isso porque usa uma temática batida em filmes adolescentes americanos, que é a da grande festa e dos garotos que querem ser populares e com isso passam por um monte de putaria e formas estranhas de descobrir mais sobre sexo até chegar lá. O diferencial aqui, é que tudo isso acontece, só que com crianças.

Essa é a história de três meninos, Max, Lucas e Thor. Eles finalmente chegaram à sexta série e agora sabem que as coisas vão mudar, pois não são mais criancinhas e assim precisam se destacar. É quando surge a oportunidade de ir a uma festa extremamente badalada de um dos garotos mais populares da escola, e melhor... Vai rolar beijo!

Esse é daqueles filmes que é só o bagaço do jeito que eu gosto, isso porque comédia não é um gênero que me atrai, mas quando a coisa é esculhambada demais, a vontade é grande de dar uma conferida. E o que temos aqui é o que é considerado como uma sequência espiritual de dois clássicos da tosqueira, Projeto X e Superbad.

A quantidade de trapalhada acaba sendo maior exatamente por causa da inocência dos personagens. Diferente de adolescentes, eles são muito mais inexperientes quanto às coisas, e os roteiristas abusaram do uso de coisas pesadas, como brinquedos sexuais. Portanto dildos, mordaças e umas coisas que eu não tenho ideia do que são, aparecem direto, sendo usados como acessórios.

Esse tipo de coisa acaba naturalmente sendo engraçado, por ao mesmo tempo ser fofo e bizarro demais. Algo inesperado que logo faz você notar o quanto a equipe de produção desse filme não deve ter sofrido pra conseguir fazer certas coisas, afinal de contas existem leis de proteção ao menor, e expor crianças de verdade a determinadas situações deve ter exigido muito esforço mesmo.

É fácil se identificar com certas situações que todos nós passamos na infância e as limitações dessa idade. O medo de coisas muito bobinhas e a ingenuidade em ver coisas que realmente não são o que estão acontecendo. Como a cena do policial, que não aborda dois dos garotos, mas eles ficam paranoicos com todos os movimentos do cara e começam a confessar coisa atrás de coisa, sendo que não pressão estavam sofrendo.

Outra coisa que se destaca são as vilãs do filme, duas adolescentes drogadas que têm seu bagulho roubado pelos moleques. As cenas de perseguição e tentativa de negociação são ótimas, com muita tosqueira e ameaças sem muito sentido, além das próprias personagens manipularem os garotos com certas coisas que elas sabem que não são reais, mas que causam horror neles.

Enfim, tá aí um ótimo filme para passar o tempo com os amigos. Recomendo DEMAIS que assistam legendado, pois a versão dublada do filme também teve problemas, pois são crianças que dublam. Eu apoio demais a indústria da dublagem e sei que muita gente assiste comédias e animações sempre dubladas, mas esse aqui não vale a pena, pois no áudio original, a quantidade de absurdos inadequados pra menores falado é muito maior.

Postar um comentário

0 Comentários