Os 10 jogos de cartas mais jogados do mundo

Os jogos de cartas já estão enraizados na cultura popular, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. A origem do baralho ainda é desconhecida, mas estima-se que já no século X havia jogos de cartas na China.

Com o passar dos séculos, diversos jogos foram surgindo, ganhando popularidade pelo mundo e formando, inclusive, grandes campeões e fortunas. Algumas modalidades são até reconhecidas como esporte da mente, ou seja, longe da caracterização como jogos de azar.

Confira 10 jogos que estão entre os mais jogados no mundo:

Blackjack

Conhecido no Brasil com 21, o Blackjack é muito jogado nos cassinos pelo mundo. O jogo é muito simples: cada jogador recebe duas cartas e pode comprar outras até que a somatória das cartas atinja 21 pontos ou se aproxime disso. O objetivo é superar o croupier, que é aquele que representa a banca ou o cassino. Também consiste em rodadas de apostas.

No blackjack, as cartas numeradas possuem exatamente o mesmo valor, enquanto as figuras (valete, dama e rei) valem 10 pontos. O ás pode valer 1 ou 11 pontos, dependendo da variação do jogo.

Bridge

Outra modalidade de baralho considerada um esporte da mente, também está entre as mais populares do mundo. Jogado em duplas em melhor de três partidas, cada jogador recebe 13 cartas. São duas rodadas: uma de leilão, onde os jogadores apostam o número de vazas e definem um se haverá um naipe como trunfo. Na rodada seguinte, os jogadores contam as vazas. Os naipes têm força no bridge, sendo espada o naipe mais forte, seguido por copas, ouros e paus.



Poker Texas Hold’em

Considerado o jogo de cartas mais popular do mundo, o poker é jogado com um baralho e possui diversas variantes, como o Texas Hold’em, Omaha hold 'em, Razz, Draw Poker, entre outras. Na modalidade mais popular, o Texas Hold’em, em que são disputadas as principais competições do mundo (como o World Poker Tour, pro exemplo), o jogo consiste em até dez jogadores que recebem duas cartas e as combinam com cinco cartas “comunitárias” para formar a melhor mão possível. São 4 rodadas de apostas de fichas. Nem sempre a melhor mão vence, uma vez que existe o blefe, diferencial de grandes jogadores.

A popularidade do poker não se resume apenas aos milhões de jogadores espalhados pelo Brasil e pelo mundo, mas também nas equipes que são formadas com o objetivo de unir grandes jogadores e potencializar resultados, tal qual em outros esportes. Atualmente, o poker é reconhecido como um esporte da mente.

Poker Omaha Hold’em


Muito similar ao Texas Hold’em, a principal diferença do Omaha é que os jogadores recebem quatro cartas, das quais podem usar duas para combinar com outras três da mesa. A dinâmica de apostas é a mesma.

Truco


Muito popular no Brasil, o truco é jogado em dupla (até em trios) e não é jogado com um baralho completo. O chamado “baralho sujo” é jogado sem 10, 9 e 8, enquanto o “baralho limpo” também não tem 4, 5, 6 e 7. Cada partida consiste em uma melhor de três rodadas, onde a carta mais forte vence. A força das cartas depende do sistema de manilhas, que podem ser fixas ou variáveis (neste caso, dependendo da carta do “vira”, sendo a carta imediatamente seguinte, com os naipes fazendo diferença na força, sendo paus o mais forte – chamado de zap – seguido por copas, espadas e paus).

Buraco


Outra modalidade bastante popular no Brasil, que pode ser jogado um contra um ou em duplas. Similar ao bridge, possui algumas variantes, como o buraco aberto (ou canastra) e o buraco fechado, que diferem entre si em alguns aspectos como lixo aberto, validade das trincas e canastra limpa (sem o coringa) para bater o jogo.

O buraco consiste em formar canastras, ou seja, sequências, e pontuar dependendo da força de cada canastra. A modalidade é jogada com dois baralhos, e cada jogador começa a partida com 11 cartas, e vão comprando cartas ao longo do jogo. Ao final, a dupla que somar mais pontos vence.

Burro


O jogo de Burro tem milhares de adeptos no Brasil e uma dinâmica relativamente simples, apesar de ter diversas variantes. Na mais popular, cada jogador recebe três quartas, e um deles escolhe a maior carta para dar início. Os demais jogadores precisam colocar na mesa uma carta do mesmo naipe – ou comprar do monte até achar uma. Após todos jogarem uma carta na mesa, inicia-se uma nova rodada com aquele que jogou a carta de maior valor. O objetivo do jogo não é ganhar, mas sim não perder – no caso, ser o burro – ou seja, ficar com mais cartas na mão.

Mau-mau

Geralmente disputado por muitos jogadores, em que cada um recebe sete cartas. Após isso, o carteador abre uma carta do monte e tem início os descartes, que devem ser feitos com uma carta de mesmo valor ou naipe da carta aberta. Quem não tiver, precisa comprar, No entanto, a depender da carta descartada, a dinâmica do jogo muda, com jogadores precisando comprar cartas ou com a inversão da ordem do jogo, por exemplo. Vence aquele que não tiver mais cartas na mão.

Paciência

O famoso jogo de Paciência se popularizou por conta do Windows, que tem o jogo desde suas versões mais antigas. Jogado de forma individual, o objetivo é colocar todas as cartas em ordem, formando quatro montes de baralhos distintos. Para isso, é preciso organizar as cartas em outros 8 montes na mesa, de modo a não “travar” o jogo.

Pif-Paf


Nesta modalidade, cada jogador recebe 9 cartas, com cada jogador comprando uma carta do maço e descartando uma da mão, de modo que o número de cartas na mão sempre seja o mesmo. O objetivo é formar trincas ou sequências (do mesmo naipe).

Postar um comentário

0 Comentários