Lost Planet - Pra quem curte inimigos gigantescos Ò_Ò

Bom, esse é um jogo que demorei muito tempo para jogar desde o seu lançamento, mas sempre o vi com muito bons olhos. Lost Planet sempre me atraiu pelo o que apresentava e eu via em imagens, vários personagens lutando contra criaturas gigantescas.

Infelizmente o jogo não é exatamente o que eu esperava e por isso de certa forma foi uma decepção, eu imaginava um jogo de ficção científica em que você e um grupo tinham que fazer missões por um planeta cheio de gelo e se deparar com monstros enormes, isso com uma história bastante firme, no entanto o jogo é oriental demais... Eu esperava algo mais ocidental, não que tenha algo contra jogos que tenham seu estilo, eu jogo vários como os visitantes mais antigos já devem ter notado, só que eu não estava preparado pra isso, então achei meio estranho.

A história do universo criado para o jogo é tão foda quanto eu imaginei que fosse, porém a trama eu achei bem bobinha, mas bom, vou resumir aqui. A história se passa em um planeta completamente congelado em que a humanidade tenta colonizar e tornar habitável, porém os humanos acabam se deparando com criaturas chamadas de Akrid, seres que variam de tamanho, alguns são do tamanho de uma criança, já outros chegam a atingir o tamanho de prédios. Já quanto a trama, é sobre um rapaz que perde o pai e quer se vingar, e faz isso com ajuda de alguns amigos, mas acaba se metendo em algo bem mais profundo, algo envolvendo uma organização com planos sombrios.

Bom, o que eu realmente não gostei no jogo foi o fato de que ele é muito "anime" feliz. Parece realmente que metade da equipe era especializada em animes e a outra em jogos sérios. Isso porque existem coisas como aqueles cabelos e roupas excêntricas de animes, e várias coisas completamente previsíveis tipo o "malvado" que na hora que você bate os olhos sabe que vai fazer parte do grupo de amigos. E quanto aos cabelos, fica difícil levar alguns personagens a sério, tipo um vilão que é pra ser fodão mas eu não conseguia ver ele assim já que ele tinha duas trancinhas de menininha com xuxinhas rosas prendendo e as tranças ainda eram na parte da frente da cabeça, como se fossem dois chifres caindo pra frente do rosto.

Mas nem todas as surpresas com estilo oriental colocadas foram desagradáveis, por exemplo o que eu mais gostei no jogo é exatamente um padrão oriental que eu não sabia que tinha. Que são os VS, ou em bom português, "O robozão" tudo bem que não são robôs do tamanho dos que tem no Power Rangers, mas sim aqueles que são três vezes a altura de um humano, só que isso só melhorou ao meu ver, é simplesmente muito gostoso controlar um e lutar contra os inimigos.

Mas chega de falar mal do jogo e vamos falar agora das coisas realmente boas! Em Lost Planet você você vive em um planeta completamente congelado e por isso naturalmente o seu calor é limitado, sendo assim uma hora você vai congelar e morrer. Por isso você carrega um dispositivo que mantém a energia térmica do seu corpo em um nível bom, o nível térmico é chamado de T-Eng, só que tem um problema, o T-Eng fica caindo o tempo todo sem parar e se esse nível chega a zero, o seu corpo vai começar a tomar danos, por isso você precisa conseguir combustível, mas para sua sorte, os Akrid contém energia em seus corpos que servem como combustível e aumentam seu nível de T-Eng. E quanto maior a criatura, mais energia térmica ela terá.

Existem diversas armas pelos cenários, porém você só pode carregar duas por vez, sendo que se achar mais terá que abandonar uma, você também tem um cabo que pode lançar em certos lugares e ser puxado por ele instantaneamente, o que é ótimo para alcançar um local mais alto, descer de alturas grandes demais e até mesmo fugir de certas situações. Também é possível se achar granadas que tem suas variações, como mina terrestres e descarga de energia, você só pode carregar um tipo por vez.

Normalmente você não começa com VS(Os robôs) mas pode achar algum pelo lugar, sendo que nem sempre eles estão prontinhos pra serem usados, alguns estão caídos no chão e outros até mesmo cobertos de neve, o que faz com que você tenha que cavar pra poder tirar ele de lá. Existem diversos modelos, alguns mais sofisticados, outros mais simples. É muito legal andar por aí com eles, sendo que você pode encaixar armas neles, ou seja se você estiver andando por aí e achar uma arma, você pode pegá-la e colocar no seu robô, ou se você achar algum outro VS abandonado mas que não é tão bom quanto o seu só que tem armas, pode descer e ir até ele, desinstalar as armas, levar até o seu e instalar nele! Isso sem contar com as outras vantagens que um VS te permite fazer, varia de modelo pra modelo, mas alguns você pode transformar em veículo com rodas e andar em alta velocidade, outros você pode voar, alguns você pode ativar turbinas e deslizar em alta velocidade para os lados para desviar de tiros, é uma sensação maravilhosa que senti e antes só tinha sentido em Metal Warriors.

Os inimigos tem suas variações na forma de tomarem dano, o que faz lembrar muito jogos antigos, ao meu ver isso é um ponto positivo, eu gostei de ver que inimigos são invulneráveis no corpo todo menos em um local. Isso sem contar alguns chefes que realmente são bem agradáveis de se lutar. E você ainda luta contra outros humanos vestindo VS também, a maioria não tem veículos, porém vários tem daí você tem rivais à altura, é bem divertido.

Enfim, eu não achei o jogo tão bom quanto queria achar, mesmo assim foi divertido pra caramba e foi uma baita surpresa a parte de se usar robôs, para quem quiser passar o tempo é um jogo de apenas 11 fases, apesar de que as últimas tem uma duração relativamente longas, o jogo tem uma média de umas oito horas de duração.

É possível achar esse e outros jogos da franquia a venda no Brasil em caixinha. Já quanto a versão digital vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui. Agora vejam o trailer enganoso que te faz pensar que você e uma galera vão enfrentar isso tudo junto enquanto na verdade é sozinho Ò_Ò!

Postar um comentário

2 Comentários

  1. tentei rodar na época que lançou aqui e travou.... parece bom... um dia quem sabe?

    ResponderExcluir
  2. Caralho eu me espantei quando joguei o 2 , online esse jogo é massa demais , quando passa de mapa tem até cutscenes que vc interage até pra se salvar o salvar um aliado , e os boss gigantes , lembro de uma cobrona ou sei lá que porra era aquela , entrava e saía da água , e vc de longe assistindo aquilo tudo , muito massa

    ResponderExcluir