Veja a campanha de uma ONG para não matarem Zergs

Em 12 de março de 2013 ocorreu o lançamento mundial de Starcraft 2: Heart of the Swarm, a continuação de Wings of Liberty, e para a surpresa de muitas pessoas, a PETA, uma Organização não Governamental destinada a defesa dos animais esteve presente em um dos eventos de lançamento distribuindo panfletos que diziam para terem piedade contra Zergs. Isso é curioso especialmente porque o normal de se ver coisas nerds assim é quando se relaciona a bichos fofinhos como os pokemons. Mas é exatamente esse o ponto da coisa, bichos feios também merecem respeito. A ideia é bem inteligente.



Para quem não sabe, os Zergs são uma das três raças apresentadas em Starcraft e tratam-se de criaturas extremamente violentas e com ordens para destroçarem as outras raças. São feios pra cacete sendo evoluídos constantemente sem ligar para sua beleza e sim corpos muito desenvolvidos das mais diversas maneiras.

Nesse jogo em especial, os personagens principais são os Zergs, por isso eles não são o objetivo para serem destruídos, apesar de ocorrerem batalhas entre Zergs os alvos principais são os Terrans (Humanos) e de vez em quando os Protoss. A ONG fez panfletos com um Zerg em uma versão muito fofinha com a frase "Zerglings tem sentimentos também". As seguintes coisas foram declaradas pelo diretor da ONG Joel Bartlett.

"Embora os Zerglings não sejam reais, existem muitos animais igualmente estranhos e exóticos com os quais compartilhamos esse planeta que merecem nossa empatia. Só porque crocodilos e cobras parecem alienígenas para nós, isso não significa que é OK tirar-lhes a pele para uma bolsa, sapato ou cinto"

"E se tivéssemos que compartilhar nosso mundo com os Zerg na realidade, eu gostaria de pensar que nós faríamos um esforço para entende-los e respeitá-los, em vez de enviar os Battlecruisers".

"O que estou dizendo é 'veja aquele Zergling fofo'. Como alguém poderia querer machucar um Zergling?" disse brincando.

Logicamente o objetivo da campanha em si não era defender Zergs, mas sim assemelhar eles a animais feios e esquisitos do mundo real que precisam de respeito apesar de suas aparências e um jeito de aproveitar o sucesso da coisa pra chamar a atenção do povo sobre o projeto real.

Postar um comentário

1 Comentários