Noite do Terror - Um pouco de terror psicológico natalino

História

Um grupo de amigas começa a receber uma série de ligações bizarras durante a época do natal. Logo as ligações ficam cada vez mais horrendas e evoluem para ataques.

Sobre o filme

Na primeira vez que tentei assistir esse filme, acabei assistindo o remake totalmente sem graça dele. Depois da experiência que tive, acabei não animando de assistir o original, afinal se o remake eu achei super sem sal, imagina a versão de 1974? Eu não queria nem ao menos passar perto dessa bagaça e criei um preconceito forte mesmo em cima dele.

Mas bom, um ano se passou e resolvi dar uma chance a ele, mesmo assim tive o azar de começar assistindo o filme com dois pés atrás, pensando muito mal mesmo da obra e cansado já no primeiro minuto, isso foi realmente uma pena pois o que eu não esperava é que o filme fosse um terror psicológico.

Sério, eu não aproveitei de forma adequada por puro preconceito, esse não é um filme pra se assistir a qualquer momento e sim naquelas horas que você está sentindo que sua mente está bem ampla para uma nova experiência. Caso o contrário pode realmente se tornar algo pensativo pois não é o terror padrão de apenas mostrar um assassino matando um por um dos protagonistas.



O vilão da história tem a maioria das aparições mostrando apenas a voz e as ligações são muito bizarras, enquanto a maioria dos assassinos é extremamente frio e não da um pio do começo ao fim do filme, apenas sai matando, esse mostra que é uma pessoa muito perturbada, ele faz diversas vozes pelo telefone e grita muito, parece uma pessoa que está sofrendo muito e tentando se manter no controle, realmente é algo super ameaçador.

Outro detalhe importante é que é necessário prestar atenção no que ele fala ao telefone pois são as frases sem nexo que no final vai dar sentido ao que está acontecendo, eu sinceramente não sei se eu seria capaz de decifrar se não tivesse assistido o remake, onde boa parte da história é dada de graça bem explicadinha. Já no original é bastante sem noção tudo. Até mesmo o fim eu acho que tenho que pensar um bocado pra tentar saber se realmente consegui entender o que era aquilo.

Enfim

Não é um filme que eu digo que é super empolgante, mas com certeza é intenso, pro povo que aguenta filme antigo e gosta de histórias complicadas de pegar, ta aí uma opção.

Postar um comentário

0 Comentários