Natal Sangrento 2 - Noel está de volta para matar mais!

História

Um homem relata a um psicanalista  o motivo que o levou a se tornar um sanguinário assassino e as fortes influências que o natal tem sobre ele.

Sobre o filme

Bom, como falei anteriormente, o filme Natal Sangrento foi uma baita de uma surpresa, já que eu esperava um filme trash e acabei vendo uma baita história bem trabalhada. Já o segundo filme eu não tinha esperança alguma, primeiro porque essas continuações dos anos 80 eram muito bizarras e feitas só pra lucrar esquecendo completamente da história, e segundo porque uma das cenas do filme se tornou muito famosa por ser trash ao extremo. No entanto tive uma surpresa ao ver que o filme não é de todo ruim.



O primeiro filme deixa brecha pra continuação e ela foi muito bem aproveitada, dessa vez o assassino não é Billy Caldwell, mas sim o seu irmão Richard, que aparece no primeiro filme apenas como coadjuvante. Era previsível, mas achei muito legal isso de qualquer forma, todos sabiam que o personagem estava destinado a evoluir para protagonista, mas em geral esses filmes arrumam um irmão que surgiu do além, já nesse o personagem realmente existia no primeiro filme e fez diversas aparições.

O começo do filme é bem safado, os caras reaproveitaram pelo menos meia hora do primeiro filme, com o personagem relatando tudo o que aconteceu, até finalmente chegar nos relatos do que houve após aquilo. Mas de qualquer forma fica bem interessante ver o personagem assumindo o lugar do irmão como Noel Assassino. Também é super estilosa a sessão com o psicanalista, fez ficar bem intenso e conseguiu substituir o esquema do primeiro filme em que vemos o assassino crescendo e o que levou a aquilo tudo, nesse caso vemos um outro assassino relatando acontecimentos e os traumas que fizeram ele se tornar o que é.

Infelizmente eu achei o ator que interpreta Richard, extremamente bizarro, o cara é muito forçado e faz as coisas se tornarem trash pra cacete. Além de certas cenas que tem momentos trash terríveis, por exemplo, a vadia começa a xingar o assassino, daí ele se levanta pra pegar ela e então o que ela diz??? "Oh-oh!" caracas, quem diabos fala "Oh-oh!"? Uahahahahha é uma tosqueira total, mas tem uns momentos trash que é notável que se fossem feitos de uma melhor maneira, seriam mortes incríveis, então realmente achei fodões mesmo dando errado, por exemplo uma morte com o guarda chuvas, que ele enfia o guarda chuvas no corpo de um cara e quando sai do outro lado, ele abre, fazendo com que fique todo aquele vermelho no objeto.

Infelizmente as regras criadas no primeiro filme não são seguidas da mesma forma por Richard, como eram seguidas por Billy, o filme até tenta mostrar em uma cena com uma garotinha que as regras são seguidas, só que há furos quando mostra Richard assassinando pessoas sem motivo, tipo a famosa cena do lixo, que ele fala "DIA DO LIXO Ò_Ò!" e mete o tiro em um cara que só ta indo colocar a lixeira pra fora. Billy não faria isso, já que ele precisa de um motivo para punir a pessoa.

Acho que seria fantástico se o primeiro e o segundo filme ganhassem um remake como um filme só, afinal grande parte desse segundo filme mostra cenas já usadas mesmo, então acredito que em duas horas ou duas horas e meia daria pra por a história toda, mostrando os dois assassinos.

Enfim

Não é tão fascinante quanto o primeiro, mas é um filme que achei bom, tem seus níveis de trash mas não é algo que me faça não querer ver novamente nunca mais. Não recomendo ver os dois de uma vez, mas caso faça isso, recomendo acelerar o filme no começo em diversas partes, parando apenas nos momentos em que Richard aparece relatando os acontecimentos, já que ele faz alguns comentários interessantes.

Postar um comentário

0 Comentários