Tormenta RPG - Um RPG que marcou minha vida *-*

La pelo ano de 1998 ou 1999 mais ou menos, eu colecionava uma revista chamada Dragão Brasil, era a maior revista de RPG do Brasil na época e ela apresentava diversos conteúdos divertidos pra caramba. Em uma época que eu não tinha computador e muito menos imaginava como era mexer na internet, a existência de uma revista especializada em um tema que eu tanto gosto era incrível.

Todo mês era a mesma coisa, eu indo diariamente na banca vendo se já tinha chegado a nova edição e ancioso imaginando que matérias iriam vir e o que eu estava prestes a ler. E foi então que finalmente chegou a edição 50. Aquela edição era inesquecível, perfeita, maravilhosa, incrível, espetacular!!!! Ò_Ò! E tudo isso por que? Simples, porque me apresentava um reino medieval que jamais vou esquecer, o Reino de Arton.

Nessa edição especial, a revista trazia um módulo especial chamado Tormenta, que era a apresentação do Reino de Arton, mostrando diversos lugares do mundo, costumes, criaturas, magias, lendas e tudo quanto era coisa presente. Aquilo me deixou maravilhado pra caramba! E o sucesso foi tão tremendo, que logo começaram a lançar novos módulos para o Reino de Arton, com informações mais complexas sobre locais do mundo, guias para aventureiros, módulos com histórias adicionais, e muito mais coisas. Tormenta recebeu uma segunda edição bem mais grossa e mais complexa, assim como chegou a ganhar uma revista mensal própria que falava apenas do universo de Tormenta. Assim como ganhou uma revista em quadrinhos mensal com traços de mangá chamada Holy Avenger.

O tempo passou, a Dragão Brasil infelizmente acabou devido às baixas vendas (resultado da era digital...), mas Tormenta continuou, e o que antes era apenas um encarte de uma revista, hoje é o maior RPG nacional, com livros bem grossos em capa dura e diversos módulos impressionantes.

O módulo Tormenta RPG é o principal módulo de Tormenta, ele dá uma introdução geral sobre o Reino, seus costumes e tudo mais, é mais ou menos equivalente ao módulo que vinha grátis à edição 50 , só que com muitos anos de evolução, modificações. O que antes era um brinde, agora é um RPG luxuoso e fantástico.

O Reino de Arton tem diversas raças, culturas, lendas, heróis e vilões. Mas todas as criaturas desse reino são atingidas por um mal em comum, a tempestade de demônios chamada Tormenta. Alguns locais do mundo foram cobertos por um céu vermelho onde chove demônios que destroem e corrompem tudo. O pânico pelo reino é enorme pois todos temem que esse mal se alastre.

Arton tem locais fantásticos como a sua capital chamada Valkaria que foi construída ao redor de uma deusa ajoelhada que foi transformada em estátua como punição de outros deuses. Ou a cidade de Vectora, que é um mercado nas nuvens, construído em uma grande ilha voadora. E há vários outros lugares incríveis apresentados.

Apesar disso, o foco do livro não são os locais de Arton, mas sim os povos que vivem nele, pois esse livro em especial da série é especial para a criação de personagens e assim faz uma explicação muito detalhada de raças, classes, habilidades, perícias, talentos, catecterísticas, equipamentos, magias e combate. Sendo que cada um dos itens que citei, tem um capítulo inteiro com vários itens abordados.

Além disso ainda há um enorme capitulo destinado ao mestre com dicas, explicações, um bestiário para se conhecer criaturas do mundo, não apenas animais, mas também espíritos e monstros, construtos e humanóides.

Esse livro é uma edição de luxo, com uma capa dura, papel de ótima qualidade e 304 páginas. É um ótimo ponto de partida para quem quer conhecer o Reino de Arton, inclusive tentei empolgar meu amigo Renan a recriar o reino inteiro em minecraft, mas ele não empolgou uahaha. Então aproveitando, deixo a dica aí, esse é o cenário nacional mais famoso que existe, então se você quer fama, faça Arton em minecraft e coloque no youtube que na certa vai causar euforia em forums de RPG, ainda mais se pode achar diversos mapas do reino pela internet e muitos iriam querer usar um cenário assim para jogar aventuras nesse reino huhuhuhuhu *o*.

E quem estiver afim de comprar Tormenta RPG, basta encomendar o seu no site da Editora Jambô. =)

Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Postar um comentário

10 Comentários

  1. AH Holy Avenger, saudades do Sandro, Lisandra, Tork, Jim K, mestre Arsenal, Niele... Ainda cheguei a ter as edições física do 1 ao 33, só muito tempo depois que eu fui conseguir completar a minha coleção baixando em PDF. A Dragão Brasil ja era outra historia,cheguei a ter o guia completo do jogador e do mestre, me lembro dos tempos que eu me reunia com meus amigos do 2º ano B, nos domingos pela manhã no clube do SESC, para jogar tormenta, como nos eramos Noob, e tinham alguns iniciantes jogávamos no sistema 3D&T, por ser muito bem mais simples, só depois com o tempo quando o grupo se consolidou é que partimos para o D&D, eu sempre jogava com a classe Vingador, que dava +5 ou era +2, contra o inimigo declarado, ou então com um Paladino, bons tempos que não voltam mais...

    ResponderExcluir
  2. Cara, é otimo poder acessar o nerd maldito, e ver o tio Sky postando coisas atuais ou as vezes saudosas. Aprendi a jogar RPG, com aventuras ambientadas em Arton. Quantos lugares e batalhas inesqueciveis, desde as Uivantes até o Deserto da Perdição. Navegando no rio dos Deuses e por ai vai. Parabens pelo post.

    ResponderExcluir
  3. Nossa cara que foda, eu não comprava a Dragão Brasil então nem sabia disso, com certeza o livro é um belo ponto de partida nesse universo sendo um RPG brasileiro e edição de luxo *-* e saber que é nacional anima bem mais, estava pra comprar um livro e vai ser esse deu uma bela animada, vi também varias coisas de magic por lá, não sei se vai dar pra resistir O_O'

    ResponderExcluir
  4. Alguem tem o link da coleçao de holy avenger em pdf?

    ResponderExcluir
  5. Luc4s, Pirataria é crime mano, compra o original, e além disso é brasileiro!

    ResponderExcluir
  6. É um mundo bem interessante mesmo.Já li Holy Avenger e tenho o manual básico e o Manual do Aventureiro aqui.

    Holy Avenger tem todo o clima de um bom anime, só que sem a "felicidade japonesa".

    ResponderExcluir
  7. Lembro que fui num evento no centro cutulral de uma cidade no interior, ai vi a primeira edição do tormenta que tinha suporte a Daemon e 3d&t, comprei com a minha primeira folha de cheque da vida, paguei 40 reais. Tivemos uma série de aventuras no evento e este livro nos divertiu por pelo menos mais 5 anos seguidos. Foi passado de pessoa pra pessoa revendido várias vezes. Mundo de tormenta é a salada medieval mais divertida do mundo :3

    Atualmente o projeto esta gigantesco e muita coisa no mundo mudou (Valkaria voltou, arsenal foi pro saco, aliança negra... chega de spoilers) kkk

    ResponderExcluir
  8. Arsenal pro saco? Onde vc viu isso?
    "Pelos poderes a mim consedidos pelo grande Kenn...Eu os declaro marido e mulher..."
    Um dos momentos mais épicos de Holy Avenger, o casamento de Lisandra e Sandro sob as bençãos do clérigo do deus da guerra.
    É uma pena um conteúdo brasileiro tão bom, ser tão pouco divulgado, Tormenta é o Tolkien brasileiro.

    ResponderExcluir
  9. CARAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! A dragão era muito foda! Adorava a tirinha do Paladino e quando ele respondia as cartas! Vééééééééiiiiiii Vc conhece isso!
    Ah! o paladino(marcelo cassaro) foi trabalhar de roteirista pra TURMA DA MONICA JOVEM, e se vc lembra o estili dele de desenho( dedos do meio juntos/colados) vc repara que até o tipo de ilustração é dele!
    BYE Véio, agora te respeito

    ResponderExcluir
  10. Sou dessa época também... era feliz e não sabia... :(, Minha adolescência foi vivida primeiramente em Arton e depois em Toril...

    ResponderExcluir