Begotten - Um filme bizarro pra caramba

Esse é um filme único, feito para se sentir e não para se assistir, sem exageros, esse filme não é para todos, e com certeza não é para mim, mesmo assim não posso deixar de comentar pois apesar de tudo a ideia é muito interessante e talvez tenham pessoas aqui no blog que consigam sentir a essência do que ele transmite.

Não há história no filme, há apenas acontecimentos que ligados podem ter algo considerado uma história, graças a isso o filme pode acabar gerando interpretações diferentes do que realmente é aquilo, um detalhe que pode tornar as interpretações mais parecidas é o fato de que existem três personagens com nomes que podem ser vistos nos créditos, Deus, a Mãe Natureza e o filho da terra.


Uma das interpretações do filme é o seguinte, Deus tirou sua própria vida e só restou a mãe natureza vagando pela terra, graças a isso não há amor, há apenas a vida, a sobrevivência, graças a ela também surge o filho da terra que é chamado apenas de carne grudada em ossos e é um homem sofrendo muito, com isso a vida continua, há assassinatos, cenas de sexo e loucura por toda parte.

Embora o filme seja de 1991 ele é totalmente em preto e branco e com uma imagem propositalmente muito surrada, fazendo com que diversas vezes você não entenda o que está na tela, mas a sensação de que você está vendo sofrimento é constante. Eu me senti como se tivesse assistindo a fita amaldiçoada do chamado em versão estendida.

Quando eu assisti, achei que aquilo se tratava do fim do mundo, de quando Deus não tivesse mais esperança na humanidade e se matasse e o que sobrou que se dane, mas depois li que é o contrário, se trata do começo, como se Deus tivesse se matado após criar a terra e então o resto foi naturalmente evoluindo. Apesar disso é bem estranho pois no começo há um ambiente já moderno, uma casa, que a propósito me fez entrar em um clima de como se estivesse vendo um documentário sobre a vida em Silent Hill, porque eita coisinha bizarra viu, a morte de Deus é realmente agonizante.

Eu não assistiria esse filme de novo, a ideia é muito interessante mas foi algo cansativo de se ver, eu não via a hora de acabar, esse filme foi feito realmente para admiradores profundos da arte, talvez também para sádicos... Mas a escolha é sua. Ele é considerado como um Teste de Rorschach cinematográfico.

Postar um comentário

12 Comentários

  1. Galera hoje não terá capitulo de "Eu sou Deus"

    ResponderExcluir
  2. DROGA DROGA DROGA DROGA!!!!!!!!!!!! 'O________O /\

    Esse filme é muito bom, pois assisti com meus amigos, e no final todos tiveram interpretações diferentes, muito dificil de ver filmes desse jeito...

    http://www.youtube.com/watch?v=0BagQhZkzh4

    lá lá lá lá lá lá S2_S2

    ResponderExcluir
  3. T_T mais que pena

    nao vai ter capitulo

    vim nessa materia para perguntar exatamente isso

    ResponderExcluir
  4. Nossa sua descrição do filme parece a descrição daquele video amaldiçoado que só tem um pedaço no youtube (que esqueci o nome).

    VOU VER.

    ResponderExcluir
  5. Urgs... parece terror. Não é minha praia nem não e não. Terror é coisa para medicina e afins.

    ResponderExcluir
  6. Bom to vendo esse filme agora e geralmente filme sem historia pré dita somente uma historia pre moldada fica dificil a sua interpretação..

    ResponderExcluir
  7. assustador,esse filme?BITCH PLEASE. Me deu o maior sono v essa tranqueira.

    ResponderExcluir
  8. Você leu mesmo a matéria? Ou só viu o título e comentou? Eu não disse que é assustador, disse que é bizarro e falei que é cansativo. '-'

    ResponderExcluir
  9. Prefiro ir ver o filme do Pelé !

    ResponderExcluir