A sete palmos

Para os fãs de um humor negro, hoje falarei de uma série que me agradou muito e creio que vai agradar a uma grande parte dos leitores também, mas não a todos.

História

A familia Fisher é dona de uma funerária, tudo ocorre normalmente até a morte do pai, a partir daí a família tem que seguir a vida a sua maneira.

Sobre a série

A sete palmos é uma série que eu considero irmã de Dexter, inclusive um dos personagens principais é o próprio ator que faz o Dexter, falo isso pela forma em que a série é contada, muitas coisas que acontecem eu sempre fico pensando que foi algo muito semelhante a Dexter, mas na verdade essa série é a irmã mais velha de True Blood, pois é o mesmo cara que faz as duas séries e foi isso que me fez começar a assistir, eu já a conhecia e achava interessante mas nunca tinha assistido pra valer, porém com as esperas entre os episódios de True Blood, eu ficava tão ansioso que acabei decidindo assistir uma série do mesmo cara que faz para ver se me causava a mesma sensação, e o resultado é que NÃO, não me causou a mesma sensação, acho true blood uma série única, mas não quer dizer que a sete palmos é ruim, ela é uma série incrível!
A série explora bastante o pensamento dos personagens, mas não de forma padrão, por exemplo se eles pensam em como seria a reação do pai em ver certa situação, eles vêem o pai ali conversando com eles, ou então como eles imaginariam certas situações, tipo quando a mãe leva um cara para jantar, a filha olha pra ela e vê ela colocando a mão por baixo da mesa nas pernas dele e então dando uma gargalhada e falando ainda rindo:

“AHAHAHHAHA EU NÃO ME CANSO DO PÊNIS DELE!!!”

Ai a cena volta e mostra que ela só estava imaginando que a mãe é tarada no cara kkkkkkkkk, também exploram isso muito com os cadáveres que tratam, muitas vezes enquanto estão embalsamando, aparece o cadáver conversando com eles, lógico que é apenas a mente do personagem imaginando em como seria essa pessoa a qual estão tratando.
Há também cenas bem hilarias, como quando a mãe pega o filho sendo chupado pela namorada e sai vazada rapidinho do lugar sem querer nem papo kkkkkk.
Cada personagem da série acaba por ser marcante, a mãe que perde o marido, fica desesperada e depois se sente culpada por sentir atração por outros caras, o filho, Nate, que morava fora mas voltou para a família e se envolveu com uma mulher que tem uma família de psicólogos, algo que fica muito interessante pois ela analisa certas situações de forma bem incrível, as vezes irritando Nate, e fazendo ela parecer muitas vezes que vive intensamente, já outras vezes parece não estar nem ai para as coisas.Como Nate não morava com a família antes, ele não sabe exercer o trabalho tão bem quando seu irmão, por isso muitas vezes acaba fazendo burradas ou até mesmo ironias do destino, um exemplo é quando briga com a namorada e liga pra ela para pedir desculpas mas fica na caixa eletronica e então ele diz “Me liga quando voltar...” e ao desligar, demora uns dois segundos e o telefone toca, ele pega e atende animadamente com um “HEYYY” e logo diz “Er... Sim, aqui é do necrotério sim...” kkkkkkkkk. O irmão de Nate, David, é gay mas a família não sabe, a série mostra ele tentando esconder e as dificuldades de não ser um cara assumido, também os constrangimentos e a forma como a igreja trata já que ele é religioso apesar de tudo, acho que entre uma das conversas imaginarias com mortos que envolve ele e que mais se destaca é a que ele está arrumando o corpo de um cara que morreu por ser homossexual e ele fica falando “Não adianta você me arrumar pois na bíblia está escrito de qualquer forma eu irei para o inferno” aí ele olha para David e diz “E você sabe muito bem disso, pois você vai também” ficou assustadora essa cena O_O’ . A irmã adolescente é uma das personagens que talvez muitos se identificam, ela tenta viver a vida de uma forma tranquila e experimenta sensações novas como usar drogas, também percebe que as coisas parecem sempre dar erradas para ela mesmo não sendo uma encrenqueira, também tem o seu lado vingativo como a maioria dos adolescentes... Há uma das cenas em que ela discute com a professora e ai do nada aparece a professora dizendo “Hã? O que é isso? O que você ta fazendo? Ahhhhhh” e BUUUM a cabeça da professora explode com os poderes psíquicos da garota, ai a cena volta e mostra que na verdade era só a imaginação dela, kkkkkkkkkkk.
Mas bom, é isso pessoal, a série é adulta, para pessoas que gostam de uma coisa mais série eu recomando bastante, cada temporada tem 13 episódios como as séries da HBO costumam ser, recomendo que assistam pelo menos três episódios antes de desistir de assistir porque no começo assisti assim numa boa e tava achando legal mas não viciante, porém depois do terceiro episódio as coisas começam a esquentar pra caramba. Vejam com a abertura da série:

Como podem ver a abertura da série é, assim como a de True Blood, totalmente simbólica e acompanhada de uma musica bem agradável sincronizada com os acontecimentos que ocorrem, começando com um corvo voando em um céu azul sobre um campo verde, como sabem o corvo pode simbolizar a morte, e então logo depois duas pessoas de mãos dadas e então a separação, nossa não sei para vocês mas pra mim esse inicio já é de arrepiar e logo depois quando a musica começa sincronizar mesmo acompanhando a roda de uma maca de hospital e a silhueta de uma pessoa sendo deixada para trás observando e então desaparecendo na luz, nooossa *-* e depois só um monte de detalhes sendo jogados na tela, tipo uma flor no seu ápice e logo depois murchando.
É isso ai pessoal se vocês não ligam de uma série sem elementos sobrenaturais, assistam, pois é bem legal essa série.

Comentários

Yan/Yzy disse…
Me interessou mais que todas as outras séries que você postou aqui ._.' Quando eu tiver pensando em uma desculpa para deixar o PC ligado baixo ela :P
Ellen disse…
realmente six feet under é uma série ótima, pra ser mais exata é do caralho mesmo.

é a melhor série que já vi na vida e olhe que vejo muuuuuuuuuitta série (mais de 30 entre já acabadas e em andamento)

vale a pena mesmo. :)
Bianca B.M disse…
Perfeita! Estudantes de psicologia, assistam...