Era uma vez no Oeste...

"Você me lembra minha mãe... Ela era a maior prostituta de Alameda"

Estou eu andando pela livraria leitura quando me deparo com um DVD que a capa me chama atenção, isso pelo fato de eu ter achado ela muito, muuuuuuito estilosa, então ta né, peguei o filme e fui dar uma olhada, logo que aproximei mais, notei que era um western(filme de velho oeste) e pensei:



"Blééé que merda! Filme de velho oeste? Pfff credo!"




Eu sei eu sei, sou uma pessoa preconceituosa, logo olhei pra aquele monte de filmes à minha frente e percebi que eu tava em uma seção inteira de velho oeste sem perceber, então dei uma virada na capa para ler os comentários, achei muito interessante o que estava escrito e me deu uma vontade grande de assistir o filme e aí fui procurar a data em que ele foi lançado e memorizei "Por favor tenha sido feito depois do ano 2000" porque já bastava ser de velho oeste, se fosse antigo ainda ia ser mais chato do que eu imaginava e então quando acho a data 1968, eu pensei


"Eitaaa porra esse filme deve ser uma lixeira! Mas que bagaceira eu só me fodo mesmo viu"

Mas ta né, guardei ele la e sai fora mas não consegui parar de pensar no nome super estiloso, na capa super estilosa e nos comentários super estilosos, então passaram uns dois dias e decidi que ia ver algo nesse final de semana, e é claro que esse algo seria "Era uma vez no Oeste..." então me preparei para assistir mas antes de começar a ver dei uma o
lhada em quanto tempo eu teria que aguentar essa bagaça e quando vejo o tempo DUAS HORAS E TRINTA E CINCO MINUTOS DE FILME!!! ou seja era filme que não acabava mais! Eu ia assistir até dizer chega!!! Me deu até cansaço só de ver o tamanho, mas de qualquer forma resolvi ver mesmo assim então ta né, comecei a assistir, no começo já achei um tédio, mas demorou pouco pra o filme começar a me chamar a atenção e eu perceber que não ia ser exatamente tediante como eu imaginava, a cena inicial demora um bocado enrolando, quase sem falas e com personagens apenas esperando por um trem enquanto os créditos vão aparecendo na tela porém quando desce um homem do trem é que as coisas começam a esquentar...

Sobre o filme

Há vários personagens no filme, cada um com sua historia que acaba se cruzando com a dos outros personagens, como Jill, uma mulher que perde o marido, assassinado em um massacre, Cheyenne um homem que tem sua cabeça a prêmio e é líder de um bando, a marca deles são os sobretudo que vestem, que são extremamente estilosos, quando aparecem as cenas do bando dele surgindo em algum lugar ou andando no meio da poeira com o vento batendo balançando as roupas da até arrepios, é muito foda!!! Tem também Frank, um homem ambicioso e perigoso que parece estar sempre com tudo sob controle e por ultimo e mais importante, tem um personagem que simplesmente não tem nome, ele é um homem misterioso que surge na cidade, ninguém sabe quem ele é ou de onde veio, a sua marca é uma gaita que ele sempre usa para tocar uma melodia extremamente tensa, esse personagem me lembra muito personagens de anime, ele está sempre com um sorriso ironico no rosto, e faz coisas muito insensatas, às vezes ele está visivelmente em um local extremamente perigoso e simplesmente começa a tocar sua tensa melodia com a gaita, as atitudes dele são às vezes aparentemente sem nexo e quando lhe perguntam o nome, ele sempre responde com nomes de homens já mortos e se tornam a perguntar ele responde com o nome de outro homem morto.
O filme por inteiro é impressionante, o diretor colocou angulos de camera perfeitos, eu sempre pensava que todos esses filmes antigos sempre tinham angulos de camera super normais sem nada para chamar a atenção, porém nesse não, há cenas em que os angulos são simplesmente fantásticos! A trilha sonora é outra coisa que ficou muito boa, acompanha as cenas com perfeição e em algumas cenas chega até mesmo a acompanhar sincronizada com a atitude dos personagens! O filme é cheio de mistérios, algumas coisas parecem não ter sentido ou que não serão explicadas porém com o passar do filme começam a se ligar e tudo fica claro, segredos de personagens são revelados, e aos poucos tudo fica lógico, por exemplo durante o filme de vez em quando aparece a cena distorcida de um homem andando pelo deserto, simplesmente não há explicação inicial para isso, não da para ver quem é o homem e nem se é explicado o motivo disso, porém depois você percebe que tem tudo a ver! Os personagens são muito bem trabalhados mesmo, cada um tem sua personalidade super bem desenvolvida e com historias muito completas.

Bom é isso aí pessoal "Era uma vez no Oeste" é um filme com muita ação, cheio de surpresas, e extremamente estiloso, tenho repulsa a filme de velho oeste, mas esse realmente eu terminei me sentindo mal por saber que tava no fim, segundo um amigo meu, o filme faz parte de uma trilogia, mas pelo o que li dos outros não tem muito a ver, nem os personagens são os mesmos, não me empolgaram muito mas depois vou tentar ver pra dizer se é realmente uma trilogia ou se é apenas feito pelo mesmo diretor, os nomes dos outros são "Quando Explode a Vingança" e "Era uma vez na América".

Twittem aí para seus amigos pessoal =D

Postar um comentário

3 Comentários

  1. Veja 3 homens em conflito. =DDD
    e Sukiyaki Western Django que é uma mistura de velho oeste com samurai ao estilo Tatantino.
    =D
    "e tem até o Tarantino" =DD

    ResponderExcluir
  2. Me enganei, o Sergio Leoni tem uma trilogia de Velho Oeste mas Era Uma Vez No Oeste não é parte dela.

    A trilogia(que inclusive deu fama ao Clint Eastwood)traz os filmes:
    *Por Um Punhado de Dólares
    *Por Uns Dólares à Mais
    *Três homens em conflito

    ResponderExcluir
  3. "Tombstone - A Justiça Está Chegando"
    O Filme é bem legal, é baseado em fatos reais O_O. Recomendo esse filme! XD

    ResponderExcluir