O lançamento da Alexa no Brasil e um passo enorme para o futuro

Acho que tecnologicamente falando, o dia 3 de outubro de 2019 é um marco histórico para nosso país. O motivo é a chegada da Alexa em português, que apesar de não ser a primeira assistente virtual a falar português, foi a primeira a aproveitar o mercado de uma forma tão ousada. Enquanto outros assistentes já falavam português, a ausência de um lançamento de itens físicos e suporte 100% acabava deixando a coisa meio tímida para brasileiros adquirirem. E a Amazon decidiu investir pesado.


Bom, vocês já devem conhecer o conceito de Internet das Coisas, que é apresentado o mundo onde a internet deixa de ser apenas algo virtual e passa a ser físico, com dispositivos se conectando uns com os outros, podendo se controlar, passar informações e facilitar muito a vida. E os assistentes virtuais são essenciais nesse mundo, podendo pegar informações gerais de um lugar e apresentar em outro. E a Alexa é um desses assistentes.

Como esses assistentes estão nos servidores e não presos a algum dispositivo, eles acabam podendo ser acessados em qualquer dispositivo que dê suporte e consiga ficar cada vez mais inteligente sem precisar que atualizações sejam baixadas, afinal tudo é feito em nuvem. E em uma casa inteligente costuma se ter itens fixos em algum ponto da casa para que ela seja controlada.

A chegada da Alexa no Brasil trouxe inicialmente três itens. O "echo dot", que é uma pequena caixinha de som estilosa com microfone que atende seus pedidos, fala e toca música, o "echo" que é uma versão com caixa de som mais potente por ser maior e o "echo show", que é um pequeno monitor e além de dar informações e respostas via áudio, ainda apresenta elementos na tela e tem câmera para transmissões de vídeo.



A Amazon já tinha dado indícios em 2018 que traria a Alexa pro Brasil, pois começou a liberar para empresas e criadores de conteúdos o kit de produção de "Skills", que as pessoas poderiam ensinar a Alexa a atender pedidos baseados em seus negócios. Por exemplo uma pizzaria automatizar um pedido inteiro sem precisar de um humano ou um banco deixar o cliente fazer transações, e assim vai.

Esse é o tipo de coisa que amplia bem mais as capacidades do assistente, pois não o limita apenas ao que a dona da assistente quer, mas a vários tipos de negócios e serviços, deixando a pessoa por exemplo adicionar itens à lista de compras e depois pedir para entregarem em casa apenas falando, sem dar um clique.

Em setembro de 2019 a Amazon deu um soco no estômago das lojas concorrentes e da Netflix lançando o Amazon Prime, que acabou se destacando por ao invés de focar em um serviço, reunir vários em um só, tornando impossível para concorrentes lançar um concorrente, afinal de contas lojas online não tem um serviço de vídeo pra lançar, e a Netflix não tem uma loja pra lançar frete grátis, isso sem contar com os outros serviços. Daí um combo junto por menos de 10 reais ao mês fez a concorrência não ter o que fazer.

A coisa também foi um tanto revolucionária por ser um kit multimídia bem diferencial para a vida de brasileiros. Muita gente que nunca quis testar Netflix acabou entrando no mundo do streaming por na verdade ter interesse no frete grátis, ou em jogos grátis (Com o Twitch Prime que vem junto no pacote). E também tem o lance do Amazon Reading e Amazon Music que fez muita gente acabar experimentando por estar no pacote.

E para um combo multimídia desses, os aparelhos Amazon Echo acabaram sendo perfeitos, pois estão ligados diretamente à coisa. Ou seja, a Amazon introduziu algo incrível no mercado brasileiro em um mês, fez uma penca de pessoas assinarem e logo no mês seguinte apresentou ferramentas físicas fantásticas pra deixar esse serviço ficar ainda melhor, e também sendo uma ótima forma de despertar a curiosidade.

Com o Echo, você pode pedir para ele tocar músicas e seu serviço de streaming será acessado, seja o Amazon Music, seja o Spotify, e assim é possível pedir uma playlist sua ou músicas específicas. É possível deixar aleatoriamente, avançar, pausar, repetir e ter controle geral apenas falando o que quer fazer. Acaba sendo perfeito para qualquer momento que se queira música, seja no banho, cozinhando ou jogado na cama preguiçosamente.

Você pode também pedir notícias e informações gerais, desde o horário até o clima do dia ou da semana e notícias mesmo, o que está acontecendo no mundo. É possível começar a se arrumar pra sair de casa e enquanto isso pedir para a Alexa ir falando o que está acontecendo no mundo e como estão as coisas lá fora, tipo o trânsito.

É possível perguntar coisas completamente aleatórias, desde usar o echo como calculadora até fatos históricos, distâncias até certos lugares, perguntas sobre geografia, biologia, física. O que for, podendo ser algo atual, como notícias sobre uma coisa que tem acontecido, até fatos imutáveis, coisas que são de um jeito e pronto. Além de poder pedir pra Alexa te ensinar a fazer algo, tipo uma receita.

Você consegue marcar compromissos, sejam coisas rápidas do tipo algo que você precisa ser lembrado em alguns minutos, até deixar marcado compromissos para meses ou até mesmo anos depois. Sejam lembretes de aniversários, seja uma consulta ao médico. Também é possível configurar despertador para certos dias da semana.

Dá ainda pra controlar dispositivos inteligentes da casa. Inclusive a Amazon lançou uma área exclusiva só para dispositivos inteligentes. Você pode ordenar ligar e desligar sua TV, lâmpadas, e até dispositivos não inteligentes como um ventilador, se você ligar um smart plug nele. Então pode acontecer coisas como você derramar farinha no chão enquanto vê uma receita no echo show e então ordenar pra alexa ativar o robô aspirador e ele ir lá limpar enquanto você continua a receita tranquilamente.

E por falar no Echo Show, com ele a experiência fica ainda mais imersiva, pois como ele tem uma tela, é possível ilustrar as respostas e ações. Então pode ficar ali parado como um relógio permanente mostrando hora e clima, ou mostrar mapas, imagens, passo a passo, e até mesmo vídeos para ilustrar detalhadamente o que ela está fazendo.

Como tem uma câmera, você pode fazer várias coisas extras como pode por exemplo ter um Echo Show em um ponto da casa para observar algo como o bebê dormindo, conferir se está tudo bem. Ou você pode ligar para amigos e conversar por video chamadas. E pra quem é paranoico com os Illuminati, tem uma tampa física para a câmera, e também dá pra desativar o microfone.

É possível ainda assistir coisas por ele, então você pode deixar do ladinho de sua cama como relógio, mas de vez em quando pegar ele e assistir Prime Video, Twitch, Vimeo, Uol Esportes e muito mais, tem até entrada pra fone de ouvido e depois é só tacar de volta do lado da cama e pronto, ele fica lá paradinho esperando por suas próximas instruções.

Enfim, achei muito fantástico e um tanto ousado ela ter introduzido a coisa no Brasil, abrindo demais o caminho para casas inteligentes em nosso país, ainda mais com o fato de que lançou os produtos com desconto de lançamento, sendo que os preços já são um tanto acessíveis. Enfim, quem se interessar pode conferir aqui.

Comentários