Conclusão sobre o fim de Game of Thrones

Acabei de assistir Game of Thrones, e chegou a hora de falar minha conclusão sobre o fim da série. Lembrando que é uma opinião completamente pessoal e pessoas tem percepções diferentes, então sem estresse! A última temporada sofreu uma pressão como nunca, pois sendo uma série onde cada episódio era mais caro do que muitos filmes, e com a quantidade de fãs obcecados, a expectativa foi imensa, e como todo mundo sabe, a expectativa é capaz de matar a diversão, pois por mais que a coisa seja boa, se a expectativa é maior, pode acabar parecendo ruim. E não bastando isso, foi a única temporada a não ser baseada nos livros da franquia, já que Martin não tinha acabado de escrever ainda.

Antes de tudo, já digo que não sou frescurento do nível de reclamar da paleta de cores diferente que muita gente falou. É claro que existe sim um nível de detalhes que faz a diferença, especialmente quando se é cumulativo, não acho que colocar algo diferente automaticamente faça com que seja inferior e seja necessário surtar com isso.

Episódio 1

Eu achei o primeiro episódio bem legal. Ele foi bastante criticado por ser parado, porém achei adequado prepararem cenário primeiro antes de qualquer coisa. E além do mais, não creio que foram cenas enchendo linguiça. Game of Thrones nunca foi só sobre pancadaria, existe toda a questão política. Ironicamente não me impressionou muito o voo do Jon, que para muitos foi a única coisa que prestou no episódio. Achei legal sim, mas meio que tanto faz.

Mas pra não dizer que sou rabugento com coisa agitada, provavelmente a cena do episódio que mais gostei foi aquela com um toquezinho de terror, que é a do garoto preso na parede com um monte de braços ao redor e que logo é revelado que ele se tornou um morto vivo.

Episódio 2

Já no segundo episódio, apesar de eu ter gostado, tenho que concordar que eles não precisavam ficar nessa enrolação né? Quero dizer, meu... É A ÚLTIMA TEMPORADA, e os caras só tinham seis episódios! Depois de um episódio de 50 minutos, tava bom pra faladeira né? Mas aí chega no segundo e mais bate papo? E o problema não é o papo em si, mas o tempo. Se tivesse mais episódios, eu nem ia  ligar, porque não eram papos vazios também, por outro lado com tanta coisa pra desenvolver, os caras gastam mais um episódio assim?

As partes que eu realmente acho que se destacaram foram as com o Jaime Lannister, ele se apresentando, e depois falando com o Bran, deram um toque especial à coisa, afinal foi ele que aleijou o garoto. A surpresa ao ver que não havia raiva ou algo assim. De resto foram papos que tem a ver, mas sinceramente... 57 minutos usados pra isso foi desnecessário, os caras realmente pensavam que tinham tempo a perder pelo jeito.

Episódio 3

O episódio da grande batalha, mais de uma hora de gritaria e um marco na história da televisão. Mas sem sombra de dúvidas foi onde tive a minha primeira decepção. No episódio anterior eu não me decepcionei quando assisti, isso porque não tinha visto a temporada inteira ainda, então eu não tinha noção de que aquilo era desperdício de tempo. Agora nesse eu posso dizer que foi uma decepção.

A coisa em si foi grandiosa demais, porém é algo que notavelmente poderia ser perfeito! O episódio tem uma hora e vinte de duração, é um tempo absurdo e poderia ter muito mais do que pancadaria ali, poderia ser um daqueles momentos que faz todo mundo arregalar os olhos a cada segundo. Isso sem contar com certos elementos que podiam ser bem mais trabalhados.

Os Dothraki entrando na escuridão e desaparecendo por exemplo, a ideia foi linda, mas achei tão mal aplicada. Isso porque foi repentino demais, eu sei que todo mundo sabe que os Dothraki são fodões, mas já fazia tanto tempo desde a última batalha dos caras. Deviam ter relembrado o público. Poxa, se tivessem reservado 5 minutinhos pra mostrar uma batalha menor deles, detonando uma primeira leva de mortos, acho que iria dar aquele toque "Caracas, esses caras detonam!" e aí as espadas de fogo ia dar aquele "NOSSA! ESSES CARAS DETONAM E COM ESPADAS DE FOGO!!!", e dar aquela confiança a mais, aquela sensação de que iam fazer o arregaço, pra aí sim serem apagados repentinamente.


Acho que a ideia foi maravilhosa, só que foi mal aplicada, podia ser mais intenso né? Ainda mais porque convenhamos, a série não criou uma ligação dos Dothrakicom o público, aquela coisa que faz a sensação da perda realmente pesar. "Nossa meu... Eles se foram!". No começo tinha o Khal Drogo e a Daenerys ligada diretamente, mas depois... Viraram só os capangas de fundo. Então esse foi o primeiro desperdício.

O segundo problema foi que ninguém que o público ligasse de verdade morreu ali. Nossa... No casamento vermelho mataram uma penca de protagonista e aquilo foi a mais pura essência de Game of Thrones. Aquilo foi a sensação real de perda, e o medo do rumo que as coisas iriam tomar. Aí me vem uma batalha sangrenta dessas e só matam personagens secundários? Sim, foi bacana a morte da menininha lá com o gigante, mas convenhamos né? Isso é uma batalha de Game of Thrones, não um anime com o poder do amor em que os melhores amigos vão viver no final.

Ao meu ver, seria fantástico o Tyrion ter morrido ali, isso porque ele é um personagem que amam tanto, que iria fazer muito a diferença. Aquela parte dele com a Sansa, em que ela tira o punhal e começa a tocar aquela música triste. Nossa, seria uma morte elegante se os dois tivessem chegado ao fim ali, mas não... Ninguém morre. Todo mundo sai numa boa.

Uma coisa que vi o povo reclamar, mas que não concordo, é que foi um lixo não ter a batalha final entre Jon Snow vs Rei da Noite. Na real, qual é vai? Chega a ser tosco pensar nessa ideia, no fim o bem contra o mal se enfrentam, sério mesmo? Se fosse pro Rei da Noite vencer, aí até que beleza, daria um toque especial, uma apimentada na coisa, agora ter a batalhinha pro Jon vencer no final, pegar a gata loira e levantar a bandeira dos EUA atrás, é isso que queriam? Fala sério kkkkkk.


Eu gostei muito da Arya ter sido quem matou, afinal de contas quem diria né? Por outro lado, é mais uma exemplo de ótima ideia má desenvolvida. Sérião que depois de toda essa treta, o Rei da Noite chega lá, toma uma facada e é isso aí? Acabou? O INVERNO ESTÁ CHEGANDO, a frase que ouvimos desde o primeiro episódio, algo que acho maior que o trono de ferro. O mal que pode destruir tudo e uma facada no bucho é o fim?

Na real eu nem acreditei, pensei que aquilo era sei lá, uma transformação temporaria. Pensei que iria voltar, que no fim da temporada no meio da treta, o exército de mortos vivos iria ressurgir e a coisa iria ficar cabulosa. Mas não... O cara morreu! FIM! E assim, eu sei que teve toda a guerra de tudo mais, eu gostei da finalização da Arya, mas o problema é que eu queria uma resposta, algo mais profundo.

O Rei da Noite estava de frente com o Bran, aquele era o momento perfeito para surgir uma reviravolta, uma explicação, um motivo, algo que ia quebrar os crânios do público. Tipo "NOSSA, ERA ISSO ENTÃO! ESSE É O MOTIVO!", mas não... O motivo é que o mal... Bom, ele queria matar o bem, entende? Tipo um filme dos anos 80! Aliás, pensando bem agora, a grande reviravolta é o Jon não ter pego a bandeira dos EUA  no final. Com um desfecho desses, quem diria que ele não faria isso né?

Episódio 4

Começa com toda aquela parte do velório dos que lutaram e já um desperdício porque o público poderia sofrer junto as perdas, poderia estar com o aperto. Imagina que fantástico seria se em meio a esses corpos aparecessem algumas figuras amadas? Mas não... Era só o monte de cadáver de coadjuvante mesmo. Baita cena emocionante, mas ninguém ligando...

Esse é mais um episódio no estilo dos dois primeiros, de conversação. É também um episódio que deixa claro que essas falas são mais pra tentar dar um desfecho pra turma antes de acabar a série. Mostrando um papo entre eles como se falassem "Foram bons tempos né? A série vai acabar... É... Foi legal cara...". Não culpo, acho que precisava, mas nossa... A HBO sabe o quanto essa série foi uma máquina de fazer dinheiro, é triste ver que ela não deu mais episódios pra dar um tempo adequado ao invés de ficar concentrando essas conversas aos montes. Então nesse caso em especial, não dá pra culpar a produção né?

É nele também que Jon Snow fala pra Daenerys que vai contar pros irmãos que ele é o verdadeiro herdeiro do trono. E nossa... QUE TRISTEZA viu? Aliás, deixa eu revelar esse tempo aqui pra descer o cacete no Jon Snow. Tá aí um personagem que sempre odiei e nunca entendi o que o povo via demais nele nas primeiras temporadas.


Ele ficou o que? Quatro? Cinco temporadas sem fazer nada? Ficava andando pra lá e pra cá com cara de sonso, falando na patrulha da noite "Nós temos que fazer o bem cara, temos que nos preocupar!". Personagens muito mais interessantes como a Arya ou mesmo os vilões e o povo "AInnnn! QUE INCRIVEL! O JON TÁ ANDANDO NO GELO! OLHA COMO SÃO EMOCIONANTES AS CENAS COM ELE! ELE TÁ FALANDO COM O SAM!".

Eu achava o cara um saco! Depois ele começou a ir pra ação e tudo mais, virou um personagem mais decente, mas no começo da série, cada cena com o Jon Snow era algo que eu considerava vazio. O cara indo pra lá e pra cá no gelo e o povo pirando com isso. Depois se tornou um personagem útil, teve cenas fantásticas como a da guerra em que só fica ele em pé no final e quase tem um dos finais mais tristes da série.

O lance de ressuscitar eu achei fantástico, embora eu ache meio quebra clima. Afinal de contas convenhamos que depois que começa com esse negócio de ressuscitar, vira festa né? Quando menos espera todos os personagens estão de volta e as mortes não tem mais impacto nenhum porque você sabe que vão voltar na próxima temporada mesmo. Felizmente não foi o caso aqui e foi algo bem legal. Mas Jon Snow é um personagem que nunca gostei.

E estou descendo o cacete exatamente porque a parte dele falando pra Daenerys isso de que tem que contar pros irmãos. Meu, convenhamos vai? A culpa foi dele "Ai, eles são família e o poder do nosso amor tem que estar acima disso tudo e no fim todos vão dar as mãos e chorar!", qual é né? O cara era da patrulha da noite, vivia com a galera mais filha da puta do universo, passou pelo caos, e um pedido tão forte e intenso da Daenerys pra ele não fazer e me vem com uma dessas? No mundo ferrado do jeito que estão? Ele sabia que ela iria ser uma rainha boa, sabia pelo o que ela lutava e tal (Nem adianta citar o quinto episódio porque ele não sabia disso e nem você sabia, além disso ele tava perdidamente apaixonado), e ainda assim vem com isso? Assumir as rédeas da língua descontrolada dele é difícil demais, mas matar a Daenerys ele conseguiu?


Ao meu ver, a morte do dragão foi a coisa mais impactante do episódio, e talvez até mesmo da temporada. Parece que foi a única coisa genuína. Não que eu gostasse tanto assim dos dragões, eu não tava nem aí, mas os três eram símbolo de poder. Aquela coisa de "Nossa, olha como são fodas!", e quando perdeu o primeiro, já bateu aquela sensação tão incômoda. E nesse, de repente mais um morre do nada, e bateu aquele aperto. Afinal antes eram três e aí só tem um único dragão. Deu pra sentir a dor da Daenerys ali, e isso é algo que faltou muito nessa série.

A parte da decapitação da Missandei eu achei bacana, mas não me causou impacto. Na real achei a cena toda meio inconsistente. O negócio é... Vocês tão querendo me dizer que a cobra da Cersei ia estar ali com vários soldados e armas de matar dragão apontados para Daenerys e iria perder essa chance por diplomacia? Outros reis eu entendo, mas aquela ali sabe como jogar sujo, então achei algo bem nada a ver com a personagem.

Episódio 5

Um episódio que carregou o peso da batalha final e obviamente o público estava exigindo bastante. Esse é o episódio que também ostra as consequências do episódio anterior sobre Daenerys. Basicamente foram a morte do dragão, a morte de Missandei, a traição de Jon Snow. E para muitos é o episódio que ferrou a porra toda!

Acho que é mais um grande exemplo de ideia fantástica e mal aplicada. Assumo que nunca pensei muito sobre como seria o final de Game of Thrones e o que me vinha a cabeça era aquela coisa clichê do Jon e Daenerys casados e sentados no trono. Claro que era de imaginar que não seria algo clichê assim, mas como disse, nunca pensei muito sobre. Talvez porque eu sabia que não adiantava pensar muito, afinal a história podia ir pra qualquer rumo.

Então assumo que a ideia de uma Rainha Louca para tirar toda a licença poética de ser a filha do Rei Louco é uma ideia que achei fenomenal! Eu NUNCA diria que a Daenerys enlouqueceria, e isso sim é uma reviravolta digna de Game of Thrones. Aquela que foi tão amada, aquela que dava um prazer enorme ver ela fazendo o bem, então de repente logo ela vira uma vilã. Isso é lindo de se imaginar!

Infelizmente acho que ficou só na imaginação dos produtores mesmo, porque sinceramente a complexidade que a personagem se mostrou ao longo da temporada não é algo que deveria ser quebrado em um episódio. Com certeza foram coisas dolorosas, mas correndo desse jeito não passou a essência.


Eu acho que pra aquela cena funcionar de verdade, o público tinha que sentir o quanto ela tava acabada.Acho que deveria ser o trabalho de uma temporada inteira para desenvolver decepções e aí no fim da temporada mostrar ela quebrando. Mostrar ela no céu observando aquilo, observando a rendição, e vindo a fúria. Deveriam ter alimentado isso, ter colocado por exemplo um diálogo de alguém falando pra ela que essas pessoas não merecem aquilo e no céu essa lembrança vindo, assim como a de Jon a traindo, assim como a morte de seu dragão e de sua melhor amiga. 

Mas não... Se rendem, ela olha e de repente começa a tocar fogo em tudo. Eu gostei da sensação desagradável que isso causou, mostrando a parte de baixo e o fogo em cima, a destruição, a gritaria. Foi muito bacana eles terem deixado o público tão perdido quanto quem estava embaixo. Afinal o que ela estava fazendo? Ela ficou louca? Ou só é raiva? Ou ela tinha isso planejado? Isso gerou aquele desejo de ver o próximo episódio pra ver quais seriam as consequências que ela enfrentaria por ter feito aquilo. Mas é algo que realmente precisava de um trabalho melhor, acho que ela ter feito isso pelos motivos que foram e tão rápido foi tão fora da personagem quanto Cersei não ter sacaneado com ela quando teve a chance.

A morte de Cersei, meu Deus ein? QUE DESGRAÇA! Eu sinceramente não acredito que os caras fizeram aquilo. A infeliz era uma maldita, uma cobra do inferno, todo mundo a odiava, ela infernizou desde a primeira temporada, explodiu a princesa boazinha, foi ela que ignorou o último pedido do marido de que Nerd Stark assumisse porque aquilo era "só uma folha de papel" e deu origem à guerra, ela fez de tudo. E após acumular tanto ódio de todo mundo, qual é o fim que tem? "Já sei galera, que tal no fim da Cersei a gente colocar um muro caindo em cima dela? Nossa! Vai ser genial! O público vai adorar!".
Como é que pode? Não dá pra dizer que a galera de GOT sabe fazer boas mortes de vilões, acho que o único que teve uma morte minimamente digna foi o Ramsay Bolton comido pelos cachorros. Eu lamento muito que a morte do Joffrey, que ao meu ver foi o maior vilão da série, conseguindo causar um ódio absurdo nas pessoas tenha sido tão rápida e sem ele ser humilhado primeiro, coisa que eu iria adorar ver. Mas nessa temporada... Os caras surpreenderam! Rei da Noite toma facadinha e Cersei morre com um muro. Inclusive, tá aí outra que não acreditei que tinha morrido, pensei que no episódio seguinte ia mostrar que ela tava viva, mas não... O muro matou mesmo.

Gostei do desfecho do Montanha com o Cão de Caça, embora não tenha assim me surpreendido ou qualquer coisa, acho que é o tipo de elemento que tornam batalhas épicas mais interessantes. Ao invés de ter só morte e explosão, tem uma pequena história ali dentro, e no caso a de dois irmãos que se odeiam demais. Acho que foi muito bem colocado.

Também gostei muito do fim do episódio, com essa sensação de dor, a Arya toda ferrada no meio dos destroços olhando aquilo. Acabar ali fez dar aquela vontade enorme de assistir o próximo episódio e ver o que aconteceria com Daenerys, afinal de contas ela fez algo muito horrível, será que Jon iria assumir? Será que ia começar uma guerra contra ela?

 Episódio 6

O episódio mais aguardado de todos os tempos, e com uma carga extrema para se carregar, especialmente depois de uma temporada que gerou tantas críticas. Ali estava a última esperança, a chance de uma reviravolta cósmica que ia calar a boca de todo mundo e fazer notarem que tudo que aconteceu era muito importante e tinha sentido. Ou seja... Uma exigência grande demais para ser carregada com tranquilidade.

Esse é um episódio do tamanho de um filme, e portanto o que eu esperava era basicamente um filme aqui. Algo do tipo a Daenerys como vilã e outros personagens tentando conter a fúria de uma rainha louca. Até porque é o último episódio e obviamente tinha que ser épico pra caramba né? Quem não imaginava um final épico para GOT?

Mas a conclusão que eu tive, é que pra variar, aplicaram errado a coisa... Acho que o episódio 5 e 6 tinham que ser lançados juntos como episódio duplo, isso porque o 6 é a conclusão do que rolou no 5, é a segunda metade daquela "história", e ao meu ver ficou estranho pegarem um episódio que exigiam tanto e colocarem assim, só com partes dramáticas.


A coisa começou super tensa, Tyrion andando em meio à aquelas cinzas e o clima extremamente pesado. A forte sensação de "Nossa... Vai acontecer uma consequência cabulosa disso!". Infelizmente a coisa realmente é concentrada no drama. Nada contra, até porque acho que são cenas dramáticas extremamente bem feitas, mas... É o ÚLTIMO EPISÓDIO! Precisava ser absurdo de incrível.

A cena do Tyrion achando os irmãos foi fenomenal ao meu ver, achei ela muito melhor do que a morte deles. Esse momento dele chorando em cima do corpo dos dois foi bem intenso. Seria tão incrível se essa cena fosse complemento de uma morte decente para a Cersei. Assim, a morte do Jaime eu achei boa, foi ele com a irmã que ele fez tudo, foi simbólica, mas dava pra chegar nessa morte emocionante depois da Cersei se lascar né? Não só ela sair correndo do castelo e depois se lascar.

A parte do discurso da Daenerys me surpreendeu, pois se ela enlouqueceu mesmo, saiu bem em forma ali ein? Toda alegrinha e tal. Eu pensei que ela ia tá toda detonada. Então vem aquela coisa, será que ela quebrou mesmo ou será que sempre pensou assim? Ambas as formas acho que foram corridas demais pra se absorver, e aí dá aquele clima de "Vamos só colocar que de repente ela pensou assim, ok?".

Por outro lado nessa cena gostei demais do Tyrion indo lá e tacando o broche de mão do rei dele, e imaginei que aquele seria o ponto pra algo fantástico acontecer, afinal de contas ele desafiou ela na frente de todo mundo fazendo uma coisa dessas. Foi uma parte tensa, e pensei inclusive que poderia ter uma morte brutal ali (Não exigindo isso, só estou falando que que foi bacana deles terem feito o público pensar em possibilidades). 
Aí veio a cena da conversa do Jon Snow, que colocaram muito bem a dor que ele tava sentindo. Achei isso super bacana, essa pressão. Do jeito que fizeram esse personagem sonso, não ia me surpreender não ter profundidade ou carga emocional alguma ali, mas realmente dava pra sentir a culpa que ele estava sentindo. Foi muito bom.

Por outro lado a morte da Daenerys, meu deus... Que desgraça ein? Foi intenso sim, mas corrido demaaaaais meu... Sério, depois do que ela fez no último episódio eu pensei em tantas possibilidades, e basicamente ela aparece, dá um discursos e depois o Jon vai lá e mete a faca nela. Não tem nada entre isso... Que tristeza viu, que desperdício terem feito uma dessas. Parece que os caras estavam desesperados pra só acabar logo.

Mas como falei, a cena em si achei muito intensa, especialmente com o dragão chegando. Achei fantástica a sequencia. Absurdamente triste ele empurrando o corpo dela, acho que muita gente deve ter chorado. Especialmente aqueles que não ficaram com raiva dela, e o dragão ter derretido o trono de ferro foi tão simbólico. O impacto de "Tudo isso por causa dessa coisa!" e ele descarregar a raiva toda ali.

Também achei muito incrível ele não passar a servir o Jon (Que também tem sangue Targaryen e tem gente reclamando que queria que ele fosse rei e tivesse um dragão por isso). Ao invés disso o bicho pegou o corpo da mãe dele e ir embora dali. Foi realmente um fim intenso, triste demais e tal, mas corridissimo. Essa cena é perfeita, porém colocada de forma tão rápida que só resta lamentar.
A seleção de Bran para rei, achei meio forçada, na real... Pra começar, os personagens que estavam ali foram bem esquisitos. O Sam e a Lady Brienne??? Serião? Ficou tão com cara de "Vamos por todos os protagonistas em um lugar legal!". Tiveram partes sólidas como a posição do Verme Cinzento. O cara tava irado e queria mesmo a morte do Jon e do Tyron, mas quando falam de um novo rei ele só diz "Ah, então tá :v ". Também achei sólida a reação do povo quando o Sam sugere uma votação do povo. Eu fiquei com medo de aceitarem, ia ser tão forçado... Afinal é um reino de fantasia sombria e se tacassem um negócio desse de poder do amor ia ser a gota! Então que ótimo que nem a Sansa levou a sério.

Também achei meio fraco o argumento do Tyrion para selecionarem o Bran "Todo mundo gosta de uma boa história! E ele tem mais histórias do que todo mundo!". Assim, não achei ruim o Bran se tornar o rei, acho até bacana não terem feito um clichê horroroso como Daenerys e Jon no trono felizes para sempre. Mas em meio à brutalidade e ódio e desespero, ficou tudo muito bonitinho e encaixadinho né? Uma escolha assim eu esperava mais depois de uma baita luta e alguém que se destacou ser selecionado pelos presentes.

O destino do Jon Snow eu achei muito legal, não porque eu odeie o cara, mas porque acho que foge muito do que se esperava. Entendo bem quem odiou isso, mas deu um toque amargo ao fim da série que acho que torna a coisa especial. Foge do "Felizes para sempre" e em meio a um mundo tão cheio de horror, é o mais natural. As coisas não acabarem bem para todos.

Finalizando...

Game of Thrones foi uma das melhores séries que assisti na vida, não condeno ela inteira pelo fim. Achei estranho tantos vacilos, já que confio demais no potencial da HBO, mas tem seus momentos bonitos. E não é o pior fim que eu poderia ver na vida. Talvez se a expectativa não fosse tão alta, seria mais fácil engolir tudo isso. Mas depois de toda a grandiosidade da série, acaba sendo difícil não esperar mais.

Inclusive teve um abaixo assinado por um remake da última temporada, e muita gente irada. Acho que o que mais me fez falta foi uma explicação profunda para o Rei da Noite, depois de todas as visões do Bran e a saga dele com esse clima sobrenatural, ver aquele monstro só despedaçar foi o caos... Mas enfim, é a vida né? Gostei muito e vai fazer falta. E vocês, o que acharam?

Comentários