Behind Every Great One | Jogo gratuito simula vida de dona de casa

Esse é um daqueles joguinhos super simpáticos que se destacam por dar uma variada em sua proposta. Normalmente histórias de casais combinam mais com filmes, séries e livros, porém esse jogo resolveu ousar e colocar algo do tipo aqui, formando uma pequena experiência híbrida entre simulador e narração.

Aqui você assume o papel de Victorine, uma dona de casa que não tem muito objetivo na vida, especialmente por ter se casado com Gabriel, um artista de sucesso que é capaz de oferecer todo o conforto a sua esposa. No entanto ela não se sente satisfeita e constantemente tem recaídas por saber que poderia estar fazendo algo mais produtivo para realização pessoal.

Antes de tudo saiba que embora seja um jogo muito bonitinho visualmente e tenha o elemento da simulação, ele realmente foi feito para o público adulto e inclusive se você não dominar ao menos um nível intermediário de inglês, irá ser complicado porque o foco realmente é na história da coisa e existe um toque dramático.

Sendo assim, esse é daqueles jogos que apresenta uma história que normalmente atrai o mesmo público que consome séries como Nip/Tuk e A Sete Palmos. Digo isso porque se trata de uma obra que é bem no estilo que é preciso sentir a coisa. Eu sei que existem diversos jogos de simulação de vida, no entanto obras como Desert Child tem um toque mais descolado, o jogador acaba se entretendo, enquanto nesse aqui se a pessoa não estiver disposta, ela simplesmente não vai engolir.

O jogo se passa dia após dia e vai mostrando problemas que surgem, assim como deveres que devem ser feitos e o jogador escolhe, porém a personagem não pode se estressar muito. Você precisa escolher entre o que fazer, ela pode ficar o dia todo trabalhando, mas pode acabar chorando no fim das contas, ou pode ficar fumando e navegando na internet, enquanto a casa vira um lixo.

Existem dois momentos mais narrativos, um é a hora do jantar, em que os personagens vão conversando, inicialmente apenas o casal, mas logo novos surgem e também problemas,  como a sogra chata que fica criticando, ou comentários do marido sobre as plantas que estão morrendo e o banheiro sujo. O outro momento é a hora de dormir, quando normalmente chegam a conclusões de certas coisas.

Visualmente o jogo é lindo demais, usa uma visão isométrica em um visual 2D super limpo que é digno de certas artes aleatórias que de vez em quando achamos no google imagens e ficamos admirados com a coisa. Cada cômodo é apresentado separadamente como se estivesse levitando em um fundo colorido.

Enfim, esse é um jogo bastante agradável e que com certeza tem potencial para conseguir um lugar no coração de algumas pessoas, no entanto realmente é o tipo de obra que você sabe facilmente que não é para qualquer pessoa, começando pelos muitos textos em inglês e terminando pela própria jogabilidade que pode não agradar a todos. Mas no geral achei  um jogo super bacana, recomendo dar uma olhada.

Comentários