Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Olhos Famintos 3 - Um filme pra você dormir muito!

Não é que eu esperava que esse filme fosse bom, na verdade já imaginava que era horrível, no entanto sempre bate aquele aperto no coração ao ver pessoalmente a coisa, ainda mais com o tempo que demorou sair. Me atraio bastante pela franquia Olhos Famintos e sempre me empolgou a ideia de um terceiro filme.



É meio complicado explicar qual é a história do filme, porque parece que nem o roteirista sabia o que exatamente ele queria falar, tacando um monte de histórias juntas e no fim não conseguindo desenvolver ou fazer desfecho decente em nenhuma. Então o que dá pra dizer é que é uma cidadezinha atormentada por uma criatura misteriosa.

O filme tem tantos erros que é difícil saber por onde começar, portanto acho que é melhor falar primeiro do que veio antes. Em 2001 o primeiro Olhos Famintos fez sucesso porque apresentou uma proposta que tinha adormecido mais de uma década antes e trouxe nostalgia ao povo. Foi a ideia de um filme no estilo anos 80.

O negócio é, aquele longa metragem tinha toda aquela história misteriosa, dois irmãos em uma estrada e de repente um caminhão velho aparece, que logo se revela ser uma criatura. Foi usado muita borracha e pouco CG, além de um gore excessivo. Então era um filme bruto pra caramba, que combinava o mistério de "O que é essa coisa?" e o horror à moda antiga, tipo o primeiro episódio de Masters of Horror.

Daí veio 2003 e já começou a bagaceira, o roteirista inventou de colocar um grupo de colegiais em Olhos Famintos 2. Por um lado é verdade que isso mantém a ideia de anos 80, mas por outro tornou a coisa genérica ao absurdo. E o pior é que ele fez uma ótima introdução com uma família de fazendeiros atacada e que daria uma história bem mais intensa, mas preferiu focar nos colegiais.
 
Depois disso a franquia adormeceu de vez, por muito tempo se falou em Jeepers Creepers 3: Cathedral. A história era atraente pra caramba, se passava no passado, mostrando a origem do Creeper em uma cidadezinha na época do velho oeste. Sonhei muito com o clima de mistério que isso não ia ter.

Mas foi sendo enrolado, enrolado e a coisa nunca saía, até que cancelaram, depois vieram de novo com a ideia e em 2017 saiu o filme sem um subtítulo e nada a ver com a proposta anterior. Tratando-se apenas de um filme de baixo orçamento lançado direto em vídeo e muito pouco falado. Então já dava pra saber que a tendência era sair uma bagaceira.

Pra vocês terem uma ideia de orçamento, o primeiro filme custou 10 milhões de dólares e rendeu 59 milhões. O segundo custou 17 milhões e rendeu 63 milhões. Já o terceiro, bom eu nem consegui achar o orçamente o orçamento da bodega, mas achei quanto rendeu, meros 3 milhões de dólares, e duvido muito que o filme tenha custado mais do que rendeu, porque o bagulho é trash com força!

O pior de tudo é que eu esperava que o filme fosse ruim como o segundo, ou seja aquele "ruim" por ser clichê demais e apresentar as mesmas situações que já vimos em vários outros filmes. Mas consegue ser pior, porque pelo menos esses filminhos adolescentes servem como passa tempo. No caso desse era tedioso, sabe daqueles de você se segurar MUITO pra não dormir? E ficar olhando o relógio o tempo todo pra ver se vai acabar? Pois bem, esse é desses...

Tem um grupo de policiais que quer caçar os Creepers e as cenas são tão chatas que não dá nem pra acreditar como a equipe teve paciência de filmar aquilo. Uma briguinha constante "Nós temos que caçar ele!" e o outro "Não, nós não devemos fazer isso!", é do começo ao fim do filme essa ladainha chata demais.

Ironicamente o diretor e roteirista Victor Salva conseguiu a façanha de cometer o mesmo erro do filme anterior. Apresentou uma história com potencial envolvendo fazendeiros e simplesmente não focou naquilo. A diferença é que a do segundo filme era divertida naturalmente, a desse só tinha potencial mesmo porque não tem desenvolvimento nenhum e fica só um tédio.

E parece que que não bastava ter um baixo orçamento, eles queriam realmente mostrar que a coisa era vagabunda, porque o filme quase todo se passa durante o dia! Então fica bem claro os efeitos especiais horrorosos que dão aquele destaque super desagradável por ser óbvio demais que se trata de algo 3D.

Mesmo coisas não 3D ficaram horrorosas, sei que o baixo orçamento é a explicação, mas nossa, que tentassem disfarçar né? O caminhão parece que foi feito por um cosplayer, tem uma carinha de novo e com pinturas ao redor pra parecer velho, e o mesmo dá pra dizer pro visual do vilão. É quase possível sentir o cheirinho de novo do sobretudo dele. É o mesmo ator, mas é bem diferente do que foi visto antes. O 1 e 2 tem aquela cara de história rural e uma "pessoa" de chapéu com uma aparência bizarra demais. Nesse é só um cara emborrachado.

E não basta ser quase tudo durante o dia não, ao invés de evitarem ficar mostrando coisas para disfarçar, adivinha só? Usaram e abusaram da coisa! O caminhão do creeper virou o batmóvel, ele não para de usar apetrechos ridículos como uma bola explosiva teleguiada que ele libera e ela sai perseguindo o alvo.

O próprio Creeper tá parecendo bem mais um humano, tem uma cena que ele tá lá tranquilamente fazendo um checkup em sua máquina, acho que estava se preparando pra ir pegar as minas na night, só pode kkkkkkkk. Uma bagaceira sem fim! Aquela ideia de monstro misterioso que se disfarça de humano, mas não é, ficou de fora. Aqui parece mais um humano psicopata com mutações.
E na falta de atmosfera os caras nem ao menos colocaram a música tema do filme e que dá origem ao título. Não sei se foram desleixados com força em esquecer uma coisa dessas (o que não seria surpresa), ou se simplesmente não tinham os direitos autorais da coisa e resolveram não comprar (ou não tinham grana pra isso).

Enfim, esse filme é uma bela de uma desgraça. É uma pena mesmo que a trilogia tenha sido fechada de uma forma tão cansativa. Sem sombra de dúvidas pior do que filme clichê que não tenta inovar, são filmes que te cansam e fazem bater aquele desespero pra acabar logo. Não recomendo não, viu. '-'


Nenhum comentário: