Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 25 de novembro de 2017

Meus novos vizinhos cultistas e os espíritos do prédio

Sem sombra de dúvidas vizinhos podem ser um verdadeiro problema, às vezes simplesmente não dá pra entender como as pessoas podem ser tão folgadas e parece que fazem especialmente para provocar. No entanto é sempre uma surpresa as suas manias. E atualmente estou descobrindo meus novos vizinhos, não demorou muito para ver que eles também tem suas características que destacam bem.


Eu sempre tive vizinhos peculiares pra onde quer que ia, mas uma coisa que fiquei feliz é que me mudando pra apartamento a possibilidade de ter loucos do som absurdamente alto diminuía bastante, e realmente isso aconteceu. Especialmente aqui que é um lugar de paredes finais e dá pra ouvir todo mundo conversando.

Tem uma mulher aqui que o povo chama de "As doidas dos gatos", porque ela tem gatos gigantescos e é muito estranha, canta alto e feliz e dá pra ouvir ela cantando toda manhã kkkkkk. Ela fala umas coisas estranhas, chega a parecer um personagem de um filme, série, jogo ou sei lá. Aquela velhinha sorridente e falante sempre animada.

Tem também um casal jovem toooodo tatuado e com visuais radicais, cabelo raspado do lado, pintado, piercings, o cara tem até uma daquelas motos pretas do Sons of Anarchy, e eles tem uma filha de uns 7 anos que vi uma vez apenas e toda vestida de preto também kkkkkk, e tem um filho mais velho que não vi ainda. Esse casal é extremamente bacana, quando nos mudamos vieram aqui em casa dar olá e falar que qualquer coisa que precisarem é só pedir que vem ajudar, dão informações de forma super amigável. Chega a ser engraçado o contraste, porque o visual deles é tão barra pesada que uma cara de mal combinaria perfeitamente.

Aliás... No começo tava achando o povo tão amigável aqui que tava já até pensando "Fudeu, isso aqui é uma seita e vão nos usar em um ritual satânico muito em breve! Será tipo o bebê de Rosemary, só que ao invés da gravidez, vão fazer igual a Invectum, essa gente é bacana demais pra ser vizinho de alguém!".

Mas logo descobri que a coisa não era bem assim... Tem dois vizinhos que estão viajando, um deles descobri que tem briga todo dia com a mulher e é gritaria o dia todo, sendo rabugento pra caramba. E o outro, bom... Ainda é uma pessoa meia misteriosa, mas o papo que rola é que é um coroa engravatado que gosta de aventuras noturnas com rapazes O___O! Logo me perguntei se ele frequenta boates com muito couro, neon e chicotes. Saberei quando ele voltar de viajem, vou lá perguntar kkkkkk.

Além desses tem um vizinho do andar superior que pelo jeito é surtado e o inimigo número um de uma vizinha aqui, o carro dele é estacionado embaixo do apartamento dela e ele fica apertando o botão de abrir e fechar do carro, e fica fazendo aquele barulho "Trava, destrava, trava, destrava", e faz isso freneticamente.

Um dia essa mulher foi reclamar com ele porque já tava puta de ficar a noite inteira com ele fazendo algo tão sem lógica e a resposta dele foi um histérico:

-Não! Não sou eu! É a vizinha do meu lado, ela entrou no meu apartamento enquanto eu não estava lá, pegou uma cópia do meu controle e agora está tramando contra mim!
-O que? E como é que você sabe que ela fez isso?
-Porque eles me contaram!
-Eles? Eles quem?
-OS ESPÍRITOS!

Uahahahaha, juuuuuuuuurooo gente, sério mesmo! Juro que a vizinha me contou essa história, isso é completamente louco. Eu sabia que ia encontrar vizinhos estranhos já que todo vizinho que tive na minha vida tinha suas maniazinhas esquisitas, mas esse... Esse sim é underground! Uahahahaha. E detalhe que tem alguém do prédio que coloca macumba na frente da porta de alguns moradores, agora não sei se é o cara dos espíritos kkkk.

Enfim, ao menos inicialmente me agradaram os vizinhos, é o que falei na matéria sobre minha paixão por ambientes urbanos, uma das coisas que eu odiava em morar em casa é que as pessoas pensavam que porque podia ouvir som alto, colocavam em um nível surreal e todo mundo que conversava por skype comigo perguntava que porra era essa que eu tava ouvindo kkkk, em prédio o povo ouve seu som alto em um nível que não incomoda a cidade inteira. =)

2 comentários:

dany myto disse...

Caramba adorei a sua história foi uma das mais divertida q já vi no blog.
De certa forma acharia maneiro ter vizinhos assim kkkkkk principalmente pelos espíritos kkkkkkkk .
Cada lugar na cidade é único e vc teve a sorte de pegar o único dos unicos, acho o máximo
Viver em um lugar q a pessoas são tão diferentes. só desse geito pra vida ter graça .
Ótimo post continue contando mais histórias da sua nova casa.

:)

samuel de jesus brasil pereira Pereira disse...

Daria uma ótima série de comédia, as aventuras de Iscai, kkkkk.