Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

No Cair da Noite - Um filme com climinha de Alan Wake

Esse é um daqueles filmes que eu tenho uma história com ele hehehe, isso porque existe algo que não sei dizer o motivo, mas que me apavorou tão intensamente que o nome Matilda (A vilã do filme) ficou marcada demais. Pra falar a verdade posso dizer facilmente que esse foi o filme que mais me deu medo, pois não foi apenas algo momentâneo, foi um pavor que se estendeu por dias depois. E atualmente resolvi assistir de novo, foi uma surpresa notar semelhanças com Alan Wake.

A história fala sobre uma senhora chamada Matilda, que morava na vila de Darkness Falls, ela era conhecida por trocar por moedas de ouro os dentes das crianças, isso fez com que ela ganhasse o apelido de "Fada dos Dentes". No entanto um dia aconteceu um incêndio e ela ficou completamente queimada e extremamente sensível à luz. Isso fez com que passasse a usar uma máscara de porcelana para ninguém olhar para seu rosto deformado.
Um dia duas crianças da vila desapareceram e os aldeões arrastaram Matilda para fora de casa e a queimaram, dizendo que foi ela. Durante sua morte ela lançou uma maldição na cidade, dizendo que o que antes fazia por gentileza, agora iria tirar por vingança de todos aqueles que perdessem o último dente. No outro dia as duas crianças foram encontradas e a cidade simplesmente escondeu o segredo como se nada tivesse acontecido.

Bom, esse é um filme que tem uma mitologia interessante, mas especialmente filmes de terror eu não costumo me impressionar com a mitologia, isso porque a maioria é bem descartável. Filmes desse gênero costumam ter apenas um e depois desaparecer, apenas os que alcançam algum sucesso é que tem continuação e a tendência é a ficar cada vez mais tosca. No entanto esse em especial me chamou a atenção.

É claro que todo mundo torce pra Matilda perder, mas caramba... Que gente filha da puta a dessa cidade ein? É de culpar ela ter ficado irada? Então me agradou a ideia dela ser uma entidade vingativa e eu sei que vem o "Mas nós não temos nada a ver com isso, foi outra geração!". Bom, são os mesmos genes né? Os mesmos genes de pessoas filhas da puta que tiveram a ideia de ir queimar a velha que ajudava crianças, então se fizeram isso no passado, não adianta bancarem as vítimas agora. è_é

Fui assistir esse filme em 2003 no cinema, e na época minha família tava viajando e eu estava sozinho em casa. Achei estranho que não causou o mesmo efeito em ninguém, somente eu fiquei com tanto medo daquela porra. Parece até que é algo subliminar que tava presente, porque a sensação foi simplesmente muito estranha. Batia um arrepio ficar no escuro sozinho em casa, aquela máscara de porcelana da Matilda não saia da minha mente, especialmente na cena inicial com um garotinho e ela vagando pelo quarto.

É claro que esse tipo de medo passa com o tempo e embora tenha ficado marcado, fui ver sabendo que a coisa não seria pesada. E realmente... Tenho que assumir que alguns jump scares ainda me afetaram levemente, mas nada perto do que senti naquela época. E, embora tenha ficado marcado, se fosse um filme que eu visse hoje em dia seria só mais um filminho de terror qualquer. Apesar de tudo tem seus pontos altos.

A própria criatura é fantástica demais, hoje em dia é comum o estilo dela, mas naquela época era algo bastante diferente. A movimentação pela parede e teto e a roupa agindo como se estivesse embaixo d'água. O melhor é que não é um CG horroroso igual no filme Mama, que exageram tanto na computação que chega a parecer que os personagens estão enfrentando um desenho animado. Aqui eles usam uma técnica que eu nem sei identificar direito o que foi feito.

O negócio é, a criatura parece um ser real, que foi filmado com um boneco ou sei lá, não tem cara de CG, no entanto a movimentação com esse efeito da roupa e o jeito que desliza tão rápido pelos lugares acaba dando a sensação de que foi feito em CG, o que não é possível a não ser que tenha sido um CG extremamente realista. Então só posso imaginar que a Matilda tenha sido criada com uma mistura dos dois, filmada em live action e depois recebido uns retoques.

Outra coisa que me chamou a atenção foi a quantidade de semelhanças a Alan Wake! O filme se passa na cidade de Darkness Fall (Algo como Cair da Escuridão), Alan Wake se passa na cidade de Bright Falls (Algo como Cair da Claridade). Ambas as cidades tem uma floresta densa ao redor e cenas que se passam nelas. Lanternas são as principais armas usadas contra Matilda, um farol é o símbolo máximo de proteção tanto no filme quanto no jogo. Assim como Alan, o protagonista tem um amigo meio engraçado que o dá auxilio, e assim vai.

Enfim, como falei é um filme que tenho um carinho especial por ter me marcado. Apesar de tudo assumo que não é lá uma obra prima não, é um filme que envelheceu e que pode ser um passa tempo legal, mas nada surreal. Se você estiver em busca de um filme de terror apenas pra passar o tempo pode agradar bastante.


Nenhum comentário: