Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 2 de outubro de 2016

A marcante trilha sonora do primeiro Silent Hill

Como já falei, a trilha sonora de Silent Hill é maravilhosa, e isso fez com que eu escrevesse uma matéria especialmente dedicada a ela, no entanto ao escrever a matéria, percebi que a coisa ia ficar grande demais ou bastante incompleta, sendo assim preferi dividir o tema e dedicar uma postagem para cada jogo da série. E hoje vou falar especificamente sobre a trilha sonora do primeiro jogo dessa franquia fantástica.



Algumas pessoas acham estranho quando descobrem que Silent Hill é um jogo japonês, isso porque o nome, personagens e até a localização da cidade é ocidental. Isso se torna ainda mais confuso quando descobrem que foi lançado primeiro nos Estados Unidos. Porém é bastante comum obras de um país serem lançadas primeiro em outros. Aqui no Brasil mesmo é bem frequente chegar alguns filmes americanos primeiro do que no próprio Estados Unidos.

Em 31 de janeiro ele saiu nos EUA e em quatro de março deu as caras no Japão. Mas uma coisa que o Japão saiu na frente foi a trilha sonora do jogo, que chegou por lá no dia seguinte ao lançamento japonês. Já nos Estados Unidos, inicialmente, a trilha sonora simplesmente não foi lançada. Só depois que o jogo fez bastante sucesso que foi lançado por lá em 2007.

Sem dúvidas o CD era bastante fora do comum, já que não era uma trilha sonora inteiramente relaxante ou para se aproveitar o momento. Algumas faixas simplesmente são perturbadoras demais e causam sensações bem desagradáveis. Akira Yamaoka a compôs completamente, exceto por uma faixa em espanhol chamada "Esperándote" (vou colocar mais pra frente aqui na matéria).

Baita itemzinho de colecionador maravilhoso, não acha? O preço na época era ¥2,136. Alguém aí sabe dizer que preço era equivalente a isso na época? O dólar estava na média de R$1,75 em março daquele ano, sendo assim acredito que era na média dos 30/40 reais.

Acredito eu que a maioria das pessoas comprava ou por terem virado fãs da coisa, ou para ouvir as músicas mais melódicas. No entanto tem uns barulhos que são realmente muito esquisitos, talvez uma galera underground quisesse se sentir como se estivesse sendo levado para o inferno, uahahaha. Aparentemente a trilha foi colocada em ordem de aparição no jogo, começando pela inesquecível faixa intitulada "Silent Hill" e que é a abertura, essa:

Sei que não é uma música que agrada a todos, isso porque ela é meio esquisita. No entanto se você é fã de Silent Hill ou gostou naturalmente, é inevitável achar maravilhosa demais. Ela faz uma mistura de sons tão interessante que te faz ir notando aos poucos. Começa com esse som tão esquisito, que aparenta ser feito em um instrumento de cordas e de repente vários outros se juntam, gerando algo simplesmente gostoso de se ouvir.

Mas se você é do tipo que de primeira achou linda e então foi jogar, certamente tomou um susto ao ver a mudança de clima já de primeira. Isso porque já no início do jogo você tem que enfrentar o outro mundo, um lugar cheio de metal enferrujado, sangue e coisas velhas. E o pior é que a coisa vai esquentando aos poucos e quando você menos percebe, já tá lá no meio. E é a música que dá um tempero todo especial a isso, olha só que maravilha:

Não entendeu? Se imagina acordando a noite, saindo do seu quarto e andando pela casa com essa música tocando. Primeiro esse som metálico inicial, algo ameaçador, mas tenso, parado. Aquela sensação de que alguma coisa vai acontecer, e de repente chega a 1 minuto de música, e você percebe que algo realmente está vindo.

Pois é, isso acontece direto e tem diversas músicas que mexem com as emoções desse jeito, esses sons metálicos horríveis conseguem te fazer querer gritar. É um desespero imenso já estar com medo e a música ser tão violenta assim. Algumas delas dando uma mudança radical com a aparição de criaturas, a "Until Death" é um bom exemplo das que nem avisam. Você está olhando tranquilamente um rádio em cima de uma mesa de um bar e a janela ao lado estoura com uma criatura voadora, o som muda na hora pra essa música linda:

Maravilha, ein? O jogo ainda conta com diversas músicas mais suaves, porém que não se encaixam nas super melódicas. Estão mais para uma sensação de suspense, porém sem se alterar, algo que você nota facilmente que foi feito especialmente para certas vezes em que você anda na neblina ou para manter um clima em uma dose específica em determinados lugares.

Mas agora chega das músicas pesadas e vamos para as músicas que o pessoa realmente ama, as melódicas. Normalmente são as músicas que realmente encantam, com um climinha tão maravilhoso que passam. Elas criam aquele contraste que tanto faz parte da essência de Silent Hill. A "Not Tomorrow" é uma das músicas mais conhecidas da franquia e que foi apresentada no primeiro jogo. Confiram:


Bem tranquila, né? Talvez não tão apaixonante para quem não é fã, no entanto quando você joga e se sente na pele do personagem, daí vem aqueles momentos de calmaria, o estresse que você estava já era tão alto, que essa música causa um efeito muito mais forte do que o normal. Ela entra na sua alma do jeito que é aplicada no jogo. Bom, ao menos até chegar a Not Tomorrow 2 né? Uahahaha, aquela é pra estressar sem pena.

A "Tears Of" é outra música maravilhosa, ela tem um certo climinha de bar de Jazz, momentos noturnos, cidade. Aquela calmaria fantástica, uma música maravilhosa para você ouvir durante a noite quando chega em casa do trabalho/escola e só quer ter um momentinho de tranquilidade. Confira:

A música "She" é outra que consegue passar muito bem o climinha de "Silent Hill" em sua forma mais movimentada. Algo que é simplesmente perfeito para vídeos mostrando cenas da franquia, pois se encaixa completamente nesse universo, confira:

Existem várias outras músicas, o CD contém 42 faixas, algumas mais simples como a minúscula "The Wait", outras bizarras que geram teorias estranhas como a faixa "Otherside" que fica mudo até 4:37 e só então começa. Alguns dizem que ela é simbólica para indicar o universo alternativo que não pode ser detectado quando se está no mundo normal.

A única faixa que não foi feita pelo Akira é a música "Esperándote", que é também a única música cantada do primeiro jogo. Uma teoria é de que é um tributo ao diretor David Lynch, criador de Twin Peaks, já que Silent Hill tem influência dele e ele costuma colocar músicas em espanhol quando suas esquisitas obras chegam a um certo ponto. Apesar de que a coisa que mais influenciou a criação de Silent Hill foi o filme Alucinações do Passado.

Mas apesar de tudo, até mesmo essa música tem origem japonesa e foi feita para o jogo, ela foi composta por  Rika Muranaka e cantada pela argentina Vanesa Quiroz, uma vocalista de tango de Buenos Aires. Essa música só pode ser ouvida se você fizer o final ruim do jogo e a letra é relacionada a ele. Confira:

Bom, e basicamente é isso. Naturalmente tem muitas outras músicas que não mostrei aqui, no entanto esse é realmente um jogo que consegue marcar pra caramba especialmente aqueles que jogam. Isso porque os momentos tem significados e quando você chega a um ponto do jogo, elas entram com tudo em sua alma. Parece que as situações te deixam preparados para ouvir exatamente aquilo. Apesar do primeiro jogo da franquia hoje em dia ser raridade, ainda é possível achar alguns dos títulos a venda no Brasil por preços bem em conta. Caso se interesse em ouvir tudo, fica aí a Playlist com as 42 faixas:


Nenhum comentário: