Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 17 de setembro de 2016

American Horror Story: My Roanoke Nightmare tem um clima muito mais obscuro

Para quem não sabe, a série American Horror Story tem uma história temática por temporada, então não são continuações umas das outras, apenas tem ligações extremamente discretas, mas o tema é sempre bem diferente, mantendo apenas o horror. E chegou o momento de falar sobre a sexta temporada, que causou opiniões variadas. algumas pessoas odiando completamente, outras adorando. Não parece ser muito uma daquelas temporadas em que se tem um grande público com meio termo, que achou apenas mais ou menos.



Aqui a coisa é apresentada em forma de Mockumentary, ou seja um documentário falso. Essa temporada é como se fosse uma simulação de programa de TV onde pessoas dão seus relatos sobre os acontecimentos e uma simulação feita por atores é mostrada ao público. Ou seja, é uma temporada em que as cenas são divididas em duas partes, a da entrevista com a pessoa dizendo o que sentiu naquele momento, seus pensamentos, medos, etc... E as partes da simulação, que usa o mesmo formato que já tanto conhecemos na série.

A história fala sobre um casal que se muda para um casarão em ambiente rural, porém aparentemente os outros habitantes caipiras querem expulsá-los de lá, pois coisas sinistras passam a acontecer e assim o marido chama sua irmã, uma policial fora de serviço, para fazer companhia à sua esposa e assim fazê-la se sentir mais segura. A história é mostrada com os depoimentos deles.

Bom, tenho que dizer que sei que é questão de gosto, mas achei algumas das análises que li bem injustas. Em uma os argumentos mais constantes do cara foram "Não acontece nada" e "Não tem nada a ver". Ele ficava repetindo isso várias vezes no vídeo. Esse tipo de crítica me faz lembrar que você não pode acreditar no que o seu amigo ou o amigo do amigo achou, você mesmo tem que ver e descobrir, pois sempre que você for falar que vai assistir algo, vai ter alguém pra dizer "Estão dizendo que não presta!".

No primeiro episódio não para de acontecer coisas, chuva de dente, cenas tensas com a casa sendo invadida, personagem se perdendo na floresta. A narração tem pausas, mas a coisa é frenética, não existe isso que o cara falou que não acontece nada. Acho que boa parte das pessoas que fizeram críticas negativas simplesmente não gostou e decidiu inventar algumas coisinhas pra dizer que a coisa é um total lixo.

Baseado em alguns desses textos, se eu não tivesse assistido certamente iria pensar que o primeiro episódio é todo com um casal andando pra lá e pra cá na casa, conversando, olhando a floresta, pensando na vida e pronto, FIM. Mas definitivamente não é assim, todos os relatos apresentados são de momentos em que a coisa pega, e não "Eu lavei louça... Eu assisti TV...".

Agora quanto a minha opinião mesmo, uma coisa que não gostei na série foi o fato de que entre os personagens que fazem os relatos também tem atores já conhecidos. Isso quebra o clima de imediato, eles deviam ter colocado atores desconhecidos para passar a sensação de que é mesmo uma história real, até porque no começo aparece "A história a seguir é baseada em acontecimentos reais". Então imagina que maneiro se levassem a frente pra valer?

Eles perderam a oportunidade de gerar um falatório na internet com pessoas achando que tudo o que aconteceu foi mesmo real, mas não, tacaram uma atriz conhecida da série pra interpretar outra atriz conhecida. Mas de qualquer forma eu gostei dessa formato diferente, vi gente dizendo que a série se perdeu, mas acho que histórias de terror tem formatos diferentes, e não um único, sendo assim não creio que usar esse estilo seja se perder, mas exatamente usar o que a série propôs desde o início, apresentar as várias faces do terror, com histórias já vistas antes (circo de horrores, casa assombrada, bruxas, etc...).

Por outro lado, eu entendo que exatamente esse formato tenha sido o que incomodou muita gente. Não dá pra negar que graças a ele a história acaba sendo interrompida e isso pode desagradar muita gente, pois querem ação direta, algo constante. Portanto vai variar bastante de pessoa pra pessoa, no meu caso achei as pausas no momento certo, não me incomodou, tanto que só fui realmente pensar sobre isso quando vi um cara reclamando.

Eu adorei a atmosfera adotada, dessa vez de um terror bem mais pesado. É uma temporada escura pra caramba, em diversos momentos eu não sabia bem o que estava vendo na tela, apenas que tinha uma coisa lá. Também acabou me causando aquele impulso de procurar por coisas na tela, ver se acontecia algo ao fundo.

Essa temporada parece ser o que eu realmente esperava da temporada Coven, mostra bruxaria só que sem ser aquela coisa bonitinha, aquele ambiente mágico e limpo. É algo mais semelhante ao que vemos no filme A Chave Mestra, aquela magia assustadora, de rituais macabros vindo da floresta. Algo envolvendo caipiras locais, urucubacas parecendo as de A Bruxa de Blair e sensação de se perder em um mundo com demônios.

Aliás, acho que a temporada sugou demais de A Bruxa de Blair, os caras parecem ter se inspirado bastante. Também há uma sensação meio semelhante ao do filme A Bruxa. Aquela tensão pesada de uma família em uma casa em frente à floresta, e coisas que parecem sair de lá e entrar na casa de vez em quando para perturbá-los. Sério, como é que alguém pode dizer que isso não tem nada a ver com terror? Tudo bem não gostar, mas nada a ver? Fala sério...

Eu adorei a sensação de coisas intrigantes rolando, como as personagens acharem no porão um vídeo assustador sendo passado e nele aparecer uma pessoa com cabeça de porco e uma perseguição. É realmente muito sinistro e te deixa com aquela vontade de saber o que diabos está acontecendo naquele lugar.

Enfim, eu acho que foram dois os elementos que realmente incomodaram as pessoas, o primeiro é o formato documentário da coisa e o segundo é o clima mais pesado, sem aquele humor negro que tanto conhecemos. Eu gostei bastante, mas acho que é o tipo de coisa que você gosta ou odeia, só assistindo para saber. Você pode achar as temporadas da série a venda no Brasil por um preço acessível, agora fiquem com os teasers, que embora eu tenha gostado muito e estejam tão bem feitos
 quanto os anteriores, eu não gostei de não terem um padrão como os outros, alguns parecem ser soltos demais, mas ainda assim fantásticos, confiram:


3 comentários:

Jhonn R'lyeh #ContenteTV disse...

O que pensar dessa temporada? Bem, simplesmente incrível!
Sinceramente, eu amei o novo formato, uma coisa completamente diferente das temporadas anteriores!
Sem contar com o enredo intrigante e imprevisível de sempre!!!
Só o que me desapontou nesse episódio de estréia foi a falta de uma abertura (sim, eu amo todas as aberturas de AHS), mas isso foi de menos... Essa temporada promete!!!! xD

cintia gomes disse...

A temporada está ótima. O problema das pessoas é querer vê o mais do mesmo e AHS nunca vai oferecer mesmisse. Graças aos demônios kkkkkl

Isadora Amancio disse...

Eu concordo plenamente...até o ep 5. Esse episódio 6 me deixou muito confusa, tipo, chegou num close tão errado, que me lembrou "Atividade Sobrenatural" e esse era meu maior medo em American Horror Story. Eu sinceramente não estou entendendo nada. E o pior, é que tem gente que está. Alguém me explica, por favor? Eu pesquisei sobre a verdadeira história imaginando que entenderia se soubesse-a. Não era esse o problema. Me mandem uma mensagem no What's App. 19 996375901
Isadora.