Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Escape the Room - De jogo em flash para o mundo real

Quem é que nunca jogou um jogo do gênero Escape the room? Ou em bom português "Escape da sala". Esse é aquele tipo de jogo que está impregnado na própria cultura pop, as pessoas que procuram por diversão na internet um dia acabaram topando com um desses, sendo ou não gamers. É o tipo de coisa que vicia por desafiar a pessoa e ela saber da possibilidade de conseguir vencer, além de em boa parte dos casos serem jogos grátis.

Muita gente não sabe que esse estilo de jogo tem um nome, por isso decidi criar essa matéria, os jogos Escape the Room colocam o jogador em um ambiente fechado e o desafiam a tentar sair dele descobrindo todos os mistérios ocultos do lugar. Um dos grandes charmes da coisa é o fato de ser um ambiente pequeno e limitado, dando ao jogador a constantemente a falsa impressão de que já olhou em todos os lugares.


Essa sensação de ter feito tudo possível também é capaz de gerar uma imensa irritação, mas é um tipo de jogo que exercita a mente, então se você é do tipo que gosta de fazer coisas do tipo 101 jogos de Ginástica Mental, para tentar melhorar sua concentração e atenção, saiba que esse gênero definitivamente é capaz de fazer o trabalho e força o jogador e ter que ir além.

Para verem como a mecânica não é fechada aos point and click, o primeiro jogo desse estilo era uma aventura baseada em texto de 1988, chamada Behind Closed Doors. Apesar de tudo a história do gênero Escape the Room é igual ao gênero cyberpunk, que o termo não nasceu na obra que popularizou e colocou alma na coisa.

Então no caso a versão que inventou o nome desse estilo de jogo foi MOTAS (Mystery Of Time And Space), que foi feito em flash por Jan Albartus e publicado na internet. Mas o que popularizou a coisa mesmo foi o jogo japonês Crimson Room, criado por Toshimitsu Takagi e que foi um verdadeiro estouro quanto a esse estilo.

Uma coisa fantástica demais é que esse tipo de jogo se tornou um entretenimento no mundo real, ficou conhecido como Escape Room e em vários lugares do mundo, inclusive no Brasil, você acha lugares onde pode ir com os amigos e são presos, tendo uma hora para conseguirem resolver todos os enigmas da sala e sair. Uma coisa legal é que muitas dessas salas são temáticas, por exemplo em São Paulo saiu uma baseada na obra de Lovecraft.

Enfim, é claro que antes desse estilo já existiam obras em que você precisava juntar peças para passar por um lugar, como é o clássico Gold Rush, mas a diferença é que Escape the Room costuma ter naturalmente um clima de jogo inteligente, daqueles que chega a um ponto que você não acredita como foi bem bolada a forma de esconder determinados detalhes. E você, já ficou viciado em algum jogo do gênero?

3 comentários:

Unknown disse...

Lembro quando joguei um desses no click jogos uma vez... depois de tentar umas 3 vezes e passar raiva desisti do gênero...

Matt Kist disse...

Bah, joguei muito disso, lembro que tinha uma época que jogava todos os Escape the Room. Era salinha verde, azul, vermelha, o que for... Lembro que nessa época eu também resolvia sites de Riddle. Fazia isso com amigos pelo MSN, a gente ia meio que progredindo juntos. Bons tempos.

Wx disse...

Curto bastante esse estilo, e uma serie que gosto de acompanha e a Cube escape, que possui uma historia por baixo da coisa http://www.rustylake.com/