Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Três Viajantes - Para você que ama um climinha medieval

Existem inúmeros tipos de universos em relação ao entretenimento, velho oeste, espaço, futuro pós apocalíptico e vários outros. E vez ou outra um fã quer apenas passar o tempo aproveitando uma aventura tranquila que apenas se passe em um determinado universo. Hoje vou falar exatamente sobre isso, um livro que se passa em um universo de fantasia medieval mas com uma história bem simples, sem reviravoltas mirabolantes, apenas uma diversão para relaxar.

Em "Três Viajantes" é apresentado Lisael, Rusc e Estus, prisioneiros de uma fortaleza. Porém mesmo após fugir o tormento não acaba. O mestre do lugar é implacável e está disposto a persegui-los até o fim do mundo. Porém em meio a tentativa de se livrar desse problema, acabam entrando em uma jornada que envolve algo muito maior.

Bom, esse é um livro que é a cara de uma aventura de RPG de Mesa, com personagens de raças variadas, lugares com toda uma cultura própria, além de narração constante sobre diversos elementos das terras de Breasal, o mundo em que se passa a aventura. Então para aqueles que estão procurando por algo que apresente essa essência da fantasia medieval de uma forma bem pura, com certeza achará isso aqui.


O autor Thiago Tizzot criou todo um universo em cima da coisa, sendo assim especialmente no começo do livro você tem diversas notas de rodapé avisando sobre certos detalhes que podem ser conferidos de forma mais profunda em outras obras. Sendo assim não é algo limitado a apenas uma obra, é mesmo um universo como Game of Thrones e o nosso tão conhecido Senhor dos Anéis.

Essa é uma típica obra com forte elemento Dungeon Crawler, então tem constantemente aquele climinha de que um tesouro aguarda e os aventureiros passando por muita dificuldade e enfrentando inimigos exóticos enquanto tem também que se safar de armadilhas e arrumar forma de lidar com perigos peculiares.

A linguagem é bastante simples e direto ao ponto, não é o tipo de livro que usa palavras difíceis. Aliás, a obra por completa é bastante simples, não é um livro que eu chamaria de profundo, é algo bastante suave, não tem grandes reviravoltas ou toques filosóficos profundos. É mais algo que tem o foco mesmo na aventura, no climinha de universo fantástico.

Enfim, Três viajantes não é um livro profundo e filosófico, é bem aquele tipo de obra que o foco é uma diversão suave. Um livro bem bacana para se passar o tempo, ele é curtinho tendo 139 páginas apenas então para algumas pessoas que leem rapidamente talvez seja tranquilo ler em um dia apenas, mas mesmo para quem lê lentamente é algo bem fácil de digerir e gera um bom momento. Quem se interessar pode conferir ele a venda em diversos sites.


Nenhum comentário: