Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Romopolis - Simulador de construção na Roma Antiga

Em meio a diversos universos fictícios que nos encantam tanto, existem alguns cenários reais que também conseguem destaques e em especial o mundo antigo, que acabou inspirando diversas obras indo desde livros até o jogos. Roma é um deles e vez ou outra vemos obras fantásticas como a sangrenta série Spartacus ou até mesmo o universo dos jogos de tabuleiro em que podemos ver algumas obras peculiares como Ave Caesar.


Quando bati os olhos em Romopolis, imediatamente dois jogos me vieram a mente, um deles é o viciante Pharaoh e o outro obviamente é o nosso tão amado e inesquecível Caesar III, que eu tenho certeza absoluta que boa parte dos leitores já teve o prazer de usufruir daquela maravilha dublada em português em tempos bem anteriores à moda pegar.

E claro, eu tinha que dar uma conferida e fui voando colocar minhas mãos em Romopolis, mas realmente me deixei levar pelo impacto visual da coisa. A verdade é que ele não é algo no mesmo estilo. Está mais voltado para jogos como Royal Heroes ou o simpático Pre-Civilization Marble, ou seja a jogabilidade é mais simplificada.

Você assume o papel de um político romano que está fazendo carreira, porém para isso precisa primeiro conseguir conquistar a confiança dos poderosos, então é colocado para fazer múltiplos trabalhos em vários lugares, são coisas que vão desde deixar a população feliz, até conseguir determinada quantidade de impostos por mês.

Apesar desse jogo também pertencer ao gênero CMS, ele não era o que eu imaginava. Ele não é ruim, é bem viciante pra falar a verdade, porém devido à minha expectativa no início foi meio estranho porque eu esperava um jogo bem clássico mesmo no gênero, daqueles que você tem um imenso campo e deve construir a cidade do jeito que quer.

Mas aqui a jogabilidade é bem mais fixa, você tem um mapa pequeno na tela onde pode ver uma parte da cidade apenas e nessa área tem que fazer as missões. Então é mais como uma versão minimalista de jogos clássico do estilo. Você tem que espaço bem limitado e tem que se virar com ele para construir algo que funcione, as vezes tendo que destruir coisas antigas. Exista ainda o modo sandbox em que você escolhe o mapa e define os objetivos.

Existe uma série de elementos como a felicidade das pessoas, a religiosidade, a saúde, a cultura, o comércio e assim vai. Você tem que ir comprando projetos e os usar para construir coisas mais complexas, porém sempre há os pré requisitos, madeira, pedra, a quantidade de construtores para fazerem a obra.

Enfim, é um bom jogo, é agradável e definitivamente pode viciar pra caramba, mas é bom ir avisado ou pode ser um certo susto ver as limitações da coisa. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui.

Nenhum comentário: