Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Tyto Ecology - Pra você brincar de deus do ecossistema

Teve uma época em que eu analisava praticamente todos os jogos do steam, foi um dos meus momentos de empolgação naquilo, assim como teve a época dos zumbis, a das crreepypastas, etc... Mas como sempre, eu acabei cansando e assim passei a selecionar apenas alguns jogos pra analisar e a empolgação diminuindo cada vez mais.

Chegou a um ponto em que eu mais adicionava jogos a minha lista de desejo do que dava uma conferida neles. Porém sempre tiveram alguns que causavam aquela provocação muito diferente, e esse foi bem o caso de Tyto Ecology, um jogo do gráfico feio pra caramba e que na primeira vez eu abri a página, olhei e dei o fora, no entanto segundos depois tava lá eu de novo abrindo e sentindo aquela curiosidade.


No fim das contas acabei não aguentando e decidindo que eu precisava dar uma conferida no que ele tem a oferecer. Isso porque trata-se de um simulador de ecossistema, creio eu que desde sempre as pessoas foram apaixonadas por brincar de ecossistemas. Vai dizer que não é fácil imaginar uma criança com aqueles Legos de animais fazendo as mais variadas misturas estranhas?
Aqui é exatamente isso que se tem! Um ambiente onde você pode fazer misturas esquisitas e ver no que dá! Isso inclui não apenas animais, mas também plantas, insetos e até fungos! São espécies de variados ambientes e que você faz combinações com o objetivo de criar um ecossistema saudável que consegue avançar.

Existem diversos jogos em que você brinca dessa forma, criando coisas e fazendo combinações, como por exemplo o viciante Reus, no entanto o primeiro jogo que pensei e esperava um tipo de versão 3D dele foi o simpático Earthtongue. Mas realmente posso dizer que a experiência é um bocado diferente.

Aqui o que temos é uma redoma de vidro simulando um espaço controlado em que um bioma é aplicado. Naturalmente cada bioma tem seus tipos de animais próprios, só que nesse caso você pode escolher que animais colocar e ver como eles vivem, sua forma de agir e se adaptar a um ambiente novo.

Você controla um robozinho que pode vagar pela redoma e adicionar animais e plantas em determinados lugares, é preciso de energia para cada ação dessas e com o passar do tempo ela vai se regenerando, sendo assim não dá para adicionar tudo de uma vez. Você também não começa com todos os seres, eles vão sendo liberados a medida que você evolui seu ecossistema.
Bom, sem dúvidas o jogo tem toques complexos com uma baita lista de informação sobre cada criatura viva e objetivos que farão com que você ganhe a moeda do jogo, e assim possa usar para destravar novas criaturas a sua escolha, depende do tipo de experiência que você queira ter e como pretende guiar a vida no lugar.

Agora esse é um jogo que tem seus probleminhas, a interface é super desagradável e embora eu não seja de reclamar de gráficos existem muitos momentos em que você observa que a coisa é tão simplória que tem cara de ser um alpha, algo sem uma polidez final, que parece ter saído mesmo direto de um cenário base oferecido por engines como a Unity ou algo assim.

Enfim, eu não acho que esse seja um jogo para todos porque em parte ele é muito simbólico, você vê que as coisas acontecem, porém é mais como uma análise de fichas do que uma experiência visual que acho que é uma das coisas que mais atrairia. Mesmo assim se você é fã de biologia talvez goste bastante, caso se interesse clique aqui para ver mais informações.

Vale a pena conferir o preço dele na G2A, muitas vezes o preço do jogo lá são mais baratos do que na própria loja steam e eles aceitam boleto bancário.


Nenhum comentário: