Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 16 de abril de 2016

Epistory - Vire o deus da digitação nesse jogo inovador

Tem alguns jogos que você simplesmente fica encantado com a mecânica inovadora apresentada, realmente é aquele tipo de jogo que você pode dizer com a mais pura certeza que foi feito com um carinho imenso e a ideia não era simplesmente criar mais uma opção, mas sim inventar uma coisa que não se vê em outras obras.


Epistory - Typing Chronicles é um jogo que a primeira coisa que costuma chamar a atenção é o seu visual, assim como muitos outros jogos que se destacam por sua beleza ou design muito próprio, é só dar uma olhada em títulos como Homesick, Treeker e Grow Home. Cada um com seu visual encantador próprio e que acaba te fisgando.

Infelizmente um belo visual em um jogo nem sempre significa que ele é bom e muitas vezes causa uma ilusão de diversão, mas a verdade é que é apenas algo psicológico, ficamos tão encantado com algo que essa coisa tão bonita não pode ser ruim. Mas para a nossa alegria esse não é o caso de Epistory, que conseguiu muito bem unir uma jogabilidade atraente a um visual fantástico.

Aqui você assume o papel de uma garota montada em cima de uma enorme raposa de três caudas, ela está em um lugar que não se lembra e em um mundo muito familiar porém que não sabe exatamente qual a sua ligação com ele. E assim passa a vagar sem rumo para buscar por respostas, que aos poucos vão se revelando.

Lembra de Tengami? Aquele belíssimo jogo que simulava páginas de livros pop up? (Se não conhece essas maravilhas clique aqui pra ver do que to falando) Se você conhece, provavelmente assim que começar a jogar Epistory, provavelmente a primeira lembrança que vai ter será daquele jogo, isso porque aqui as coisas são mais ou menos semelhante a aquilo, com você andando e o mundo se formando de papel.

A diferença é que enquanto Tengami usava aquele estilo de livros infantis que formam cenários quando abertos, aqui a coisa usada é a de origamis feitos de folhas de jornal e pintados. Sendo assim a medida que você avança, vai vendo folhas de jornal se desdobrando em um ambiente imenso e logo depois ganhando formatos e cores, é lindo de se ver!

Os controles podem ser a maior esquisitice! Quando fui jogar eu estava meio certo de que um jogo bonitinho desses tinha suporte a controle e fiquei meio surpreso ao olhar na ficha da steam e ver que não tinha. Na hora não entendi o motivo disso, mas depois percebi que era praticamente impossível um jogo assim com suporte a controle.

Esse é um dos poucos jogos que vejo ter uma valorização total da jogabilidade no PC, a maioria vejo se esforçar para a coisa ser bem aproveitada de verdade no controle e na hora de usar o teclado só adaptam. Quem nunca viu por exemplo uma roda de seleção de armas no teclado ao invés de selecionar os números 1, 2, 3 e 4?

Aqui você controla a raposa com as letras E, F e J, O, isso faz com que seja um certo susto no começo por ser um controle diferente e meio incômodo. Porém você se adapta muito rapidamente, pois são perfeitos para ir pra cima e pra baixo, pra esquerda e pra direita, além de se mover na diagonal.

O motivo desse tipo de controle é que as teclas F e J são aquelas que tem o tracinho pra localizar o dedo e digitar rápido. E a base do jogo é a digitação! Ou seja, você constantemente vai ter que escrever palavras e se estiver com os dedos já na forma adequada, a coisa fica muito mais prática. Mas para quem não conseguir se adaptar ainda é possível jogar no W,A,S,D. Porém vale a pena experimentar.

Enquanto você anda, uma narradora constantemente vai falando detalhes, apesar da dublagem ser em inglês, toda a interface do jogo é em português, sendo assim você vai vendo as coisas narradas sendo escritas em partes do cenário como o chão ou o céu dependendo de onde a câmera estiver apontando no momento.

Objetos vão sendo encontrados e você pode apertar espaço ou enter para entrar no modo digitação, e assim palavras são reveladas em cima de cada um dos objetos, a partir daí você deve digitá-las. Quando terminar uma, aparecerá uma barra que vai descendo, se você digitar outra antes da barra chegar ao fim, formará um combo e os pontos de experiência vão aumentando.

Outra coisa que acontece ao digitar palavras são efeitos no cenário, por exemplo se tiver raízes cheias de espinhos bloqueando um lugar, você pode atear chamas. As palavras que aparecem em cima normalmente tem a ver com a ação que é efetuada, é possível fazer coisas variadas com isso, como por exemplo abrir baús. Alguns lugares tem mais palavras e você te que digitar uma sequencia.

Quando você passa de nível, pode comprar habilidades novas que são coisas como fazer a raposa andar mais rápido, aumentar a barra de tempo quando se está fazendo combos, receber um indicador de onde tem palavras próximas para correr até lá e continuar um combo e assim vai. Algumas vão sendo liberadas com o passar do tempo, então nem todas estão disponíveis no começo do jogo.

O combate também é feito na base da digitação e essa é uma das coisas mais empolgantes, isso porque se te tocarem você morre. Sendo assim, as vezes você vê múltiplos inimigos se aproximando e neles são várias palavras, você começa a digitar e uma nova aparece, somente quando digita todas é que ele é destruído, enquanto isso os outros continuam andando.

Uma coisa curiosa sobre o combate é que jogar em português ao meu ver é mais difícil, pois tem acentos constantemente nas palavras, coisa que não tem na versão em inglês. E na hora da pancadaria às vezes aparecem palavras cabulosas e imensas, isso dá um belo susto quando tá vindo um monstrão gigante em sua direção.

Novos poderes também vão sendo destravados, o mundo desse jogo vai sendo liberado com suas novas habilidades. Por exemplo o poder de fogo é o primeiro, você vê um meteoro caindo do céu e ao ir até lá consegue a habilidade que além de queimar caminhos, ainda bota fogo nos inimigos, queimando as palavras seguintes.

Enfim, Epistory é um baita de um joguinho fantástico com um toque especial todo próprio e que definitivamente recomendo para aqueles que estão cansados de jogar experiências parecidas e querem apenas experimentar algo completamente diferente do que costuma se ver. Quem se interessar por mais informações pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

E você pode achar ele a venda mais barato que na própria steam e com opção de pagamento via boleto bancário clicando aqui. Se não conhece esse site fantástico, SIM ele é confiável e eu fiz uma matéria sobre, vale a pena dar uma olhada! Clique aqui para ler.


4 comentários:

Saitama - sama disse...

O visual desse jogo é meio parecido com The Witness. Não sei se é inspiração, se é coincidência, ou se estou perdendo minha sanidade. (isso que dá ficar fazendo rituais para Cthulhu, Nyarlathotep e Shub-Niggurath ao mesmo tempo)

Skywalkerpg disse...

Vi aqui umas fotos e realmente lembra um pouco o visual. Ò_Ò!

Naberiusx37 disse...

se esqueceu o "O" de inovador no título.
parece torchlight, só que legal :v

Skywalkerpg disse...

Arrumei, valeu! =)