Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

The Bastard Executioner - Série medieval do criador de Sons of Anarchy

Essa é uma série que, apesar de ter uma temática completamente diferente, considero como irmã da aclamada Sons of Anarchy. Isso porque além de ser uma série do mesmo criador, o Kurt Sutter, também usa a atriz Katey Sagal (a mesma que interpretou Gemma) e mostra um ambiente envolvendo muita brutalidade e uma pessoa destinada a uma vida de violência.


A história se passa no País de Gales durante o século XIV e acompanha a história de um cavaleiro que um dia teve a visão de um ser que ele julgou ser um anjo e a criatura disse que ele deveria baixar a espada. E assim passou a viver tranquilamente, mas as atitudes absurdas da realeza fizeram com que os homens do lugar conspirassem e pagassem caro por isso. E para ocultar sua identidade, roubou o nome de um homem morto, um carrasco, mas o que parecia ser temporário para apenas poder fugir, acabou se tornando permanente.

Eu realmente não estava empolgado quando comecei a assistir essa série, já comecei a ver olhando feio. O que mais me motivou foi ser do criador de Sons of Anarchy, mas logo depois que comecei a ver já estava entediado, olhei pra ela com preconceito mesmo. Pensei na história chatíssima de um cavaleiro e situações tediosas. A coisa ainda piorou com o fato de ser um episódio duplo já de primeira.

Apesar disso depois de um tempo realmente comecei a me empolgar e chegou a uma cena que me deixou completamente alerta e no clima de "Caramba! Que rumo fantástico que a coisa tomou!". Depois disso me apaixonei. Vi que essa era a série medieval que eu estava esperando há algum tempo. Depois que The White Queen terminou, eu senti um imenso vazio, e essa me pareceu ser algo equivalente.

Apesar de se passar em um período histórico real, é preciso ficar atento que a história é fictícia. E inclusive tem magia de uma forma discreta, bruxaria tipo na sombria Camelot. Mas é só um pequeno complemento, o grande foco da coisa é mesmo o período e problemas entre nobres e uma rebelião que se forma em vilas.

As cenas são bem brutais, o que já é de se esperar, afinal de contas é a história de um homem que tem um trabalho horrível, tendo que torturar e matar. Como não é sua verdadeira especialidade, ele tem aversão a isso mas ainda assim precisa manter a farsa para continuar vivo e quando tem alguém presente, ele faz barbaridades mesmo.

Enfim, se você estiver com vontade de assistir uma série que tem um toque realista, mas um pequeno "tempero" mágico que permite fazer as coisas ficarem mais interessantes de vez em quando, essa série pode realmente encantar um bocado. Eu gostei bastante, mas só assistindo para ver se você também se agrada.

Nenhum comentário: