Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 26 de setembro de 2015

Scream Queens | A série que é quase um spin off de American Horror Story

Eu já falei aqui na matéria sobre a Nintendo ter sido esculachada por promover Pixels, eu não sou fã de comédia. Até acho legal, mas não empolgo pra assistir, são muito peculiares as séries desse gênero que me agradam. No entanto Scream Queens é uma comédia que me deixou apaixonado, não é algo meramente pra rir, é algo pra perder o fôlego com as possibilidades.

A primeira coisa que me atraiu na série foi o fato de ser dos mesmos criadores da macabra American Horror Story, no entanto a minha falta de gosto pela comédia me deixou confuso demais, afinal de contas só isso não era o suficiente já que Glee também é dos mesmos criadores e até hoje não consegui juntar forças pra assistir. Por outro lado no poster que vi tinha uma das protagonistas de American Horror Story com um bocado de sangue na mão, o que me fez pensar em uma inspiração.

Apesar de tudo aquele monte de patricinhas, esse nome de série de menininha "Rainhas dos Gritos", e todo o toque em geral que parecia fresco demais me deixou com um pé atrás. Mas não me aguentei, eu tinha que assistir. Tenho que dizer que demorou pouquíssimo tempo pra eu me apaixonar pela série, simplesmente achei fantástica!


Parece que pegaram a fotografia de American Horror Story e usaram nessa, inclusive parece uma nova temporada de American Horror Story mas voltado para o lado comédia da coisa. Até mesmo algumas cenas dignas da série de terror aparecem, pois tem momentos que são bem brutais, com a bizarrice rolando solta.

Mas bom, na história é apresentada uma fraternidade chamada Kappa Kappa Tau, que é nada menos do que um grupo de garotas em uma universidade. Elas são as mais fodonas, bonitas, estilosas e ricas. Humilham todo mundo, odeiam todo mundo. O único problema é quando um assassino vestido de Satanás (É isso mesmo meu querido, O CÃO) aparece e começa a passar a faca em um monte de gente.

Acredito eu que essa série pegou a essência do Seapunk e a usou, digo a essência porque esteticamente ela não usa esse estilo, mas é tão trash e remonta as tosqueiras dos anos 90 em filmes de terror B com uma força tão grande, que é meio complicado não pensar em Seapunk. A quantidade de clichês é aos montes.

E aliás, esse "Scream" aí do título me faz imaginar demais que seja uma homenagem ao clássico Pânico, que se chama "Scream" no nome original. Digo isso porque além de ser um filme dos anos 90, ele tem um baita de um clima de comédia mas em um filme de terror. Scream Queens faz exatamente isso, coloca cenas absurdamente zuadas com garotas gritando histericamente (e homens também), quanto cenas completamente gore tipo uma pessoa com a cara derretendo depois de ter a cabeça afundada no óleo quente.

As cenas de tosqueira são absurdas, são coisas do tipo as garotas do Kappa Kappa Tau chegando a um lugar e a câmera mostrando elas de frente gritando desesperadamente ao ver algo que você logo imagina ser um cadáver destroçado ou algo assim, e quando a câmera vira pra mostrar o que elas estão vendo, é uma mensagem na parede escrito "As vadias vão morrer!".

Esse seriado parece um Spin Off de American Horror Story Coven, porque a líder da Kappa Kappa Tau além de ser a mesma atriz que interpretou a Madison Montgomery, as personagens são tão desgraçadas quanto e se passa boa parte em uma instituição rústica bem luxuosa, então lembra demais o casarão da temporada Coven cheio de patricinhas.

Por outro lado, essa série é bem peculiar, ela tem uma carinha própria e certamente não é qualquer pessoa que vai com a cara. As partes de comédia constantemente são de trash proposital, ou seja é TOSQUEIRA MESMO, tipo a garota que tá sendo assassinada e fica twittando "O assassino ta me matando agora" kkkkkkk, já as de terror podem causar perturbação em algumas pessoas. Sendo assim são dois elementos bem contrários que formam um contraste forte, mas existem algumas obras interessantes que usam essa mistura como o clássico Evil Dead e a tosqueira interminável de Banquete no Inferno.

Enfim, eu ADOREI essa série, cada episódio é uma emoção, se você se sente tranquilo para assistir uma mistura com tanto contraste como terror e comédia, além de ser apaixonado por tosqueiras dos anos 90, certamente vai gostar demais e identificar certos elementos, agora confiram a abertura que mostra muito bem a essência da bagaceira:


3 comentários:

Miya Seat Lee disse...

Achei divertidíssima.a série. Realmente dá a impressão de um revival de "Coven" principalmente pela atriz e pela casa que é a mesma (Buckner Mansion, New Orleans). Enfim, gostei bastante, vou continuar assistindo!

Esse blog é inútil disse...

Odeio ver mulher bonita morrer em filme ou série, e aquela menina do ácido, nossa; mas mesmo assim eu não pude deixar de assistir. Para você saber a estreia foi decepcionante nos EUA no quesito da audiência, mas creio que a série já possui um público bem cativo, principalmente com esses ídolos teens que compõem o elenco.Não tem nada haver com o assunto, mas você poderia fazer um post sobre os filmes do Syfy, tipo sharknado e Lavantulas, ve lá a tosqueira que rola solta. Mudando de assunto de novo, você poderia fazer uma crítica do filme ''espírito: a morte ao seu lado'', é um filme de terror asiático, um dos melhores que eu já assisti.

Skywalkerpg disse...

Está na minha lista esses filmes da tosqueiras, mas não sei quando vou ver ainda, tem muito tempo que quero assistir Sharknado, só que tem vários filmes na espera kkkk. Quando a Espíritos, assisti há muitos anos atrás em uma época que eu gostava muito de filmes de terror orientais, no entanto não creio que vá ver de novo tão cedo, é bem legal mas só vou fazer uma análise quando eu reassistir.