Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Yatagarasu Attack on Cataclysm | Porrada a moda antiga

Esse é um jogo que conheci de última hora e fiquei um tanto confuso, e também curioso, me fazendo depois dar uma pesquisada e entender exatamente o que estava acontecendo. Digo isso porque parece demais com um jogo de emulador, um daqueles ports descarados de algum jogo de fliperama que rodam em uma janela que claramente está emulando o negócio ali dentro. Mas a verdade é que não é nada disso.

Como eu jamais tinha ouvido falar em "Yatagarasu Attack on Cataclysm", pensei que era um título underground, talvez algo mais conhecido por fãs de luta mesmo. Mas não seria nenhuma surpresa se tivesse uma quantidade imensa de fãs e eu não tivesse ideia, já que não é bem o estilo de jogo que costumo experimentar, é só ver a surpresa que tive com Guilty Gear, que eu não conhecia, mas que tinha fãs pra caramba.

Mas em geral esse é um jogo que achei ser underground especialmente pelo nome em japonês(?), é certo que tem alguns jogos bem específicos com nome oriental que eu amo, como o inesquecível Eretzvaju, mas é um caso realmente de algo que conheci por acaso e não uma franquia famosa. Então afinal de contas de onde veio esse tal Yatagarasu Attack?

Em uma pesquisa rápida, não consegui achar nada sobre, então fui mais a fundo e descobri que a verdade é que o jogo não é emulado! E isso foi uma verdadeira surpresa, mas que logo me fez notar que é um daqueles exemplos de títulos que surgiu a partir dos sonhos de fãs fervorosos, como por exemplo o maravilhoso The Last Tinker.

Ou seja, esse é um daqueles jogos que pega toda a essência de um estilo e a usa. No caso o que temos aqui é mesmo um jogo puro de arcade que funcionaria perfeitamente em uma máquina dos anos 90. Ele tem tudo que um The King of Fighters da vida tem, personagens super bem detalhados em 2D com belos movimentos, pancadaria agitada, músicas com toques eletrônicos e um baita climinha oriental com toques ocidentais.

Então aqui temos um pequeno jogo com poucos personagens, mas com uma jogabilidade sólida, suporte a controles, modo online, modo história daqueles que vemos textos entre as lutas onde os personagens conversam, e um climinha bastante agitado de pancadaria constante.

Tenho que assumir que não é o meu tipo de jogo, mas é daqueles que você sabe que agrada aos fãs do gênero. No meu caso eu gosto de jogos de luta com uma jogabilidade mais peculiar como o zuadíssimo Kings of Kung Fu e o inusitado simulador Karate Master 2. Esse aqui é um jogo de porrada mesmo, mas é uma coisa sólida. Então fica essa dica, quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.


Um comentário:

Bruno Arce disse...

O sistema de luta é bastante expirado no do Street Fighter 3, na verdade quase uma cópia.Pra quem curtia SF3 e talvez o Alpha tambem com certeza vai curtir Yatagarasu