Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Algumas curiosidades sobre os lobos de Game of Thrones

Lobos são animais maravilhosos, bonitos pra caramba e que definitivamente um monte de pessoas são apaixonadas por esses bichinhos, apesar de que por serem selvagens, acabam sendo em geral apenas algo admirado. Mesmo assim, essa paixão surgiu junto com a própria humanidade, já que os cachorros domésticos são nada mais do que lobos que foram domesticados e aos poucos ficaram mais dóceis a cada geração até se tornarem o que são hoje, o "Melhor amigo do homem". Então os cães da série Game of Thrones não poderiam deixar de chamar atenção, e o próprio George R.R. Martin os colocou por ser apaixonado por lobos.

George R.R. Martin é tão apaixonado por lobos, que se tornou um dos grandes investidores a uma organização chamada Wild Spirit Wolf Sanctuary, criada especialmente para ajudar lobos criados em cativeiro, e incapazes de sobreviverem sozinhos em ambiente selvagem.


Na primeira temporada do seriado, os lobos usados na verdade eram cachorros de uma raça chamada "Inuit do Norte" que surgiu em 1980 no Reino Unido com o cruzamento do pastor alemão e do malamute. A sua aparência muito parecida com o de um lobo o tornou uma raça bem adequada para o papel. Além do mais é uma raça muito inteligente e dócil, o que fez com que fosse mais atraente ainda.

Uma das coisas que chocou muita gente na primeira temporada, foi que Ned Stark sacrificou o lobo de Sansa (A personagem mais chata já criada em todo o UNIVEEERSOOO!!!) como forma de punição, mas a cena foi tão brutal e real com um guincho do bichinho, que pessoas começaram a se manifestar sobre mal tratos de animais e o escândalo chegou a um ponto de fazer o próprio autor dos livros a publicar em seu blog que não aconteceu nenhum maltrato e o animal não morreu, até porque ele nem mesmo aparece sendo filmado.

A atriz Sophie Turner, que interpreta Sansa (Ou Sonsa, para descrever melhor a maldita) gostou tanto do cachorrinho, que decidiu adotá-lo, e assim levou "Lady" pra casa, o que deixou muita gente aliviada depois que ficou sabendo disso.

A partir da segunda temporada, com o crescimento dos lobos, os cachorros em cenas reais foram descartados e passaram a adicioná-los a partir de efeitos especiais onde uma cena é feita com os atores sozinhos e na outra é adicionada uma nova camada em que estão os animais. Atualmente é possível achar as temporadas de Game of Thrones a venda no Brasil. Não deixem de conferir também o musical sensual de Game of Thrones.

4 comentários:

Bard disse...

Lembrei agora da cena do casamento vermelho onde matam o lobo do rob, cena mais triste que o casamento inteiro.

Skywalkerpg disse...

Isso soou um pouco sádico hahaha.

Miya Seat Lee disse...

Aconteceu a mesma coisa com a morte da cachorra Baleia, no filme Vidas Secas. A morte da cachorra foi tão bem trabalhada que o filme deixou de ganhar vários prêmios pq as pessoas acreditaram que a cachorra realmente tinha sido assassinada.
Só depois que diretor passou a ir aos festivais acompanhado da cachorra, podendo atestar que a cachorra vivia e gozava de boa saúde, é qur o filme passou a ganhar os festivais.
Mas isso foi nos anos 60... Estranho acreditarem hoje em dia que alguém realmente mataria um cachorro em colocaria a cena na tv!

Adriano M. V. disse...

Pessoalmente acho estranho que pensem que realmente matariam um animal em prol de uma cena. Oras, em filmes pessoas morrem o tempo todo, mas adivinhe: ELAS NÃO MORREM NA VIDA REAL, porque com cachorros, gatos, papagaios, tartarugas, tubarões ou qualquer outro animal seria diferente?
Talvez seja um choque para tais pessoas que acreditam, mas, fazer o que? Tem gente que acredita que engolimos aranhas três vezes ao ano durante o sono (que é uma bobagem óbvia por sinal, aranhas adoram locais escuros e úmidos, então três é uma estimativa muito baixa), existem pessoas que acreditam que o nióbio é contrabandeado do país para e que é vendido por um preço ditado pela inglaterra ou algo do tipo...