Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 8 de maio de 2015

High Strangeness - Esse sim é nostálgico e atmosférico

Jogos pixelizados são maravilhosos para muita gente, no entanto você não está cansado daqueles jogos que insistem em usar a desculpa "Estamos fazendo com esse gráfico porque é uma homenagem aos clássicos do Super Nintendo", esse tipo de papo colava em 2010, mas depois disso é tanto jogo pixelizado, que tentar usar essa mesma desculpa pra atrair os nostálgicos é uma baita de uma balela sem fundamento. Mas felizmente temos jogos pixelizados com personalidade de verdade e que visivelmente não apenas usaram o visual por acharem mais fácil, mas fizeram algo diferente e esse é bem o caso de High Strangeness.

A história apresenta um rapaz que acorda no meio da noite com um grupo de estranhos vestidos com mantos negros, invadindo sua casa. Ele não tem ideia do que está acontecendo, mas consegue fazer com que partam, no dia seguinte seu gato foge e ao procurá-lo, logo percebe que as coisas vão ficando cada vez mais estranhas e sombrias, e que as pessoas de manto passam a novamente aparecer.

Uma coisa que se pode confundir de imediato, é o gênero do jogo, ao contrário do que parece, ele não é um jogo de terror. Mesmo assim não dá para deixar de sentir a atmosfera que é bastante incrível, toda sombria e estilosa, com momentos escuros e seres estranhos vagando por aí, há muitos detalhes que poderiam colocá-lo como jogo de terror, no entanto isso não se classifica por tratar-se de uma obra bem movimentada e sem sustos ou algum peso na tensão, é como se colocassem a atmosfera, mas apenas voltada para o ambiente, não para o clima em si. Eu realmente gostaria que fosse um jogo de terror, mas não ficou ruim no fim das contas, é bem agradável.

Esse é um jogo de aventura, com elementos variados de outros gêneros, é aquele tipo de obra que tem um toque especial todo próprio, você anda por aí, fala com pessoas em um cenário onde você precisa ir e voltar a determinados pontos e as coisas vão se modificando aos poucos. E tem que lutar com combates diretos onde é possível dar ataques de perto ou lançar alguns objetos, cada um com o seu efeito próprio.

Mas sem sombra de dúvidas e o que mostra que esse jogo foi realmente bem trabalhado e com um toque especial para relembrar clássicos, é que não é apenas mais um jogo 2D, mas sim um jogo criado em dois cenários, um da era 16bits e outro da era 8bits. A mecânica usa aquele mesmo estilo fantástico apresentado em Soul Reaver, onde você podia mudar do mundo físico para o espiritual. Mas no caso aqui, você muda de realidades que deixam o visual do jogo com 8 ou 16 bits, mas com alguns detalhes diferentes, isso te permite resolver quebra cabeças, alterando algo em uma realidade para que tenha efeito na outra.

Os visuais são lindíssimos, nas duas dimensões são coisas muito bem trabalhadas e admiráveis que logo de início você sente que foi feito com todo um carinho especial, além disso com o toque sombrio e "erros" que aparecem as vezes, existe um certo toque de creepypasta na coisa, como se você tivesse jogando um daqueles "hacks amaldiçoados".

Enfim, fica aí essa dica de jogo 2D com visual bem interessante e que esse sim pode ser chamado de homenagem visual a clássicos, já que o trabalho em cima é notável e não apenas mais um título 2D qualquer. Quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial de High Strangeness.

Nenhum comentário: