Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 12 de maio de 2015

Guns, Gore & Cannoli - Apocalipse zumbi nos anos 20

O nome desse jogo deveria ser "10/10" porque sinceramente, é difícil achar uma obra que agrade tão facilmente, essa maravilha certamente consegue encantar até os jogadores mais rabugentos. Aqui temos uma obra que apresenta jogabilidade viciante, atmosfera fantástica que te faz sentir algo muito estranho se transportando para aquele universo, bons toques de humor, modo cooperativo e por incrível que pareça, uma história que causa uma baita sensação de imersão. E agora chegou o momento de fazer uma análise dessa maravilha.

Aqui você é colocado na década de 20, em plena lei seca e assume o papel do mafioso Vinnie Cannoli, que é contactado pelo chefe da família para fazer um trabalho que a princípio parecia ser só mais um, ir até uma cidade e localizar um homem chamado Frankie, porém assim que o navio está chegando, sons estranhos começam a acontecer e você é surpreendido ao ver que está tendo um ataque de zumbis no lugar, matando todos do navio, menos você que está muito bem armado.

Enquanto jogava Guns, Gore & Cannoli, eu sentia aquela sensação de "saudades de um tempo que você não viveu.", isso porque é incrível a quantidade de elementos que aparece referentes à década de 20, é muita coisa na tela mesmo e isso acompanhado com uma musiquinha toda naquele estilo, realmente é muito bom. Se você é do tipo que ama obras como Mafia City of Lost Heaven, devido a ambientação, já pode adicionar esse aqui a sua lista.

A jogabilidade é o clássico andar e meter bala em todo mundo, diversos inimigos surgem sem parar, alguns são bem lentos, outros completamente agitados e desesperados para pegar uma fatia desse teu pescoço cheio de carne. Mas os cenários não são basicamente o estilo de deslizar para a direita, aqui você sobe, desce, arromba portas, acha atalhos por cima de prédios, procura lugares onde zumbis não podem te pegar, e assim vai, é algo que lembra um pouco o violento e agitado Shank.

Existem várias armas no jogo e aos poucos você vai encontrando novas enquanto vaga pela cidade, da mesma forma que também acha munição aos poucos, cada arma tem maneiras diferentes de reagir, algumas muito poderosas, outras bem fracas como a pistola padrão que tem munição infinita. A sensação de variar entre cada uma delas é maravilhosa, por exemplo enquanto você corre de um zumbi, troca para uma escopeta, recarrega e se vira para meter um tiro certeiro que lança um zumbi para trás.

O jogo também é cheio de efeitos e elementos, carros que explodem e é possível ver as partes dele voando pra todo lado, portas que podem ser destroçadas com tiros e chutes, alavancas para serem ativadas, zumbis que tem diversas maneiras de agir e receber dano, por exemplo o soldado que segura uma metralhadora pra baixo e as vezes aperta o gatilho, se você estiver em um nível inferior ou muito próximo leva bala, e assim vai.

E não posso deixar de falar dos gráficos nessa review, é lindo demais o jogo, existe um certo toque de desenho animado, um 2D bem puro mesmo, colorido e com muitos elementos espalhados para todo lado, você certamente sentirá fácil o quanto é algo robusto, isso sem contar que o jogo conta com apresentações em que a história é mostrada, tudo com dublagem em inglês e legendas em português (de Portugal), é muito bom.

Enfim, eu só lamentei não ter um amigo próximo para poder jogar essa maravilha no modo cooperativo. Mas se você tiver um amigo, especialmente se ele gosta de obras como Boardwalk Empire, vão ficar fascinados em jogarem e sentirem esse climinha incrível. Quem se interessar por e quiser informações, pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: