Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Uncanny Valley - Um jogo de terror muito estiloso

Sabem, quando Joe's Diner veio, uma das coisas mais apaixonantes que que achei, foi exatamente o fato de que o criador conseguiu variar o gênero terror para um nível muito diferente do padrão, esquecendo aquele papo de hospital abandonado e colocando um simples restaurante, porém o jogo decepcionava em sua jogabilidade mal aplicada. Por outro lado Uncanny Valley além de conseguir apresentar também algo muito variado, ainda dá um toque pixel que torna as coisas ainda mais especiais e adiciona uma série de elementos interessantes.


Aqui você assume o papel de Tom, um homem que é chamado para um trabalho como guarda noturno em um enorme edifício no meio do nada, o lugar tem um segundo prédio com apartamentos para os funcionários e vários outros moradores, mas devido ao fato de ser um lugar isolado e bloqueado pela neve, acaba naturalmente não sendo muito urbano também, tendo alguns lugares com mata.

O ambiente inicialmente criado já é algo que causa um baita de um atrativo, parece que foi pensado meticulosamente para ser uma trama que adiciona suas doses na medida certa, afinal de contas fica a um passo de se tornar o clichê de uma instalação abandonada e isolada, mas não, a trama para no lugar certo, apresentando sim uma área isolada, mas com moradores e um personagem que sabe muito bem o que está fazendo ali.

A jogabilidade também fascina um bocado, pois a experiência é realmente ampla, porém basicamente se passa de duas formas. A primeira é trabalhando no horário noturno, onde você tem uma certa quantidade de minutos que deve ficar no lugar e explorá-lo e em que podem acontecer "coisas do dia a dia", como por exemplo cair a energia e você ter que ir lá ligar novamente. A segunda parte é quando o turno acaba, você precisa ir pra casa dormir, ou pode acabar caindo de cansaço em qualquer lugar, e começa o turno de sonhos, que podem variar muito, como por exemplo se passando em um bar lotado de pessoas e com um climinha agradável, ou em um beco cheio de engrenagens e com pessoas machucadas e presas em algum lugar, tentando sair. Mas independente de como começam, os sonhos sempre acabam mal, sempre uma multidão de sombras começam a gritar e correr atrás de você, até te engolirem e é quando começa o próximo turno no trabalho.

O jogo é cheio de histórias alternativas, o que é fantástico demais, enquanto você está no ambiente de trabalho, é possível ficar apenas paradinho esperando o turno terminar ou esperando algo acontecer, mas você pode também. Mas você pode também explorar o edifício enorme e começar a mexer nas coisas dos outros, acessar computadores e descobrir senhas de acesso, descobrir coisas, é você quem sabe.
Uma outra mecânica presente no jogo e que é muito legal, são os puzzles, portanto vez ou outra você acabará se deparando com um quebra cabeça e vai ter que resolver, achar uma lógica para aquilo, lembrando sempre que existe um tempo para o seu turno acabar, então em alguns momentos você vai estar louco para descobrir algo, mas vai ter que deixar para outro momento, pois terá que voltar para seu apartamento.

O personagem também tem toda uma série de habilidades para serem usadas, você pode correr e tentar fugir de criaturas, pode acender a lanterna enquanto estiver andando, sendo que as vezes a tela fica em total escuridão e por isso ela é bem necessária, e também pode atirar se você tiver uma arma disponível.
Graficamente é um espetáculo, usando um daqueles estilos pixelizados bem luxuosos, tenho que assumir que foi a primeira coisa que me atraiu nesse jogo e tive que ir dar uma conferida, tudo recebeu um tratamento tão bonito que eu me peguei várias vezes falando "Nossa, que jogo lindo", por exemplo fizeram uma segunda camada ao fundo, que se movimenta a medida que você anda, simulando o horizonte, e existe uma ótima variação de ambientes, desde metrôs e ambientes bem urbanos até matas fechadas.

Enfim, eu acho que o único problema do jogo é a quantidade de bugs, infelizmente não é uma obra tão bem polida nesse quesito, e para os que se irritam facilmente, isso pode frustrar, mas no geral, Uncanny Valley é um jogo maravilhoso e feito com um carinho enorme. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui.

Nenhum comentário: