Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Earthtongue - Simulador de vida em um planeta escuro

Sabem aqueles jogos que você começa a jogar e não entende direito inicialmente até que compreende o que está acontecendo e toma um baita de um susto ao descobrir o quanto é divertido ou o quanto a proposta é interessante? Foi exatamente o que senti com Earthtongue, um jogo estranho onde a primeira vista pensei "O que está acontecendo? Isso é um monte de terra sem nada?", e depois comecei a ver a essência da coisa e como é possível consumir horas da vida de alguém, especialmente aqueles que amam biologia.

O jogo tem uma trama, mas ela é apresentada de uma maneira diferente, com uma série de diários que te faz sentir como se fosse você que anotou, o que dá aquele climinha de primeira pessoa, mas ao mesmo tempo existe uma certa sensação de vazio, é como se fosse uma fusão entre um jogo puramente sandbox e um jogo de trama linear, você pode consultar os diários se quiser, mas pode simplesmente ignorar tudo e ficar brincando com os acontecimentos.


A cada jogo, um mundo novo é gerado, a coisa é aleatória, portanto surge um terreno seco com um céu noturno e fundo com toque alienígena. Você é um tipo de pesquisador que chega a esse planeta e tem como missão enchê-lo de vida, mas para isso precisa de recursos que são bem limitados e somente de tempos em tempos tem "pontos" o suficiente para poder aplicar determinadas coisas.

Existem quatro opções que você pode gastar o seus pontos, a de adicionar um inseto, a de adicionar um fungo, a de adicionar alguma condição natural como chuva ou a queda de um meteoro, e a opção de terraformação, para alterar determinada área e permitir que um determinado tipo de vida tenha acesso a aquele lugar, ou mesmo impedir que tenha acesso.

É muito fantástico ver as coisas evoluindo, plantas crescendo e insetos vivendo por lá, você precisa manter o equilíbrio, a falta de nutrientes pode fazer uma espécie entrar em extinção, e uma quantidade muito grande de um determinado ser pode acabar prejudicando outro, o mundo inicialmente é seco e vazio, mas logo as coisas começam a ficar mais incríveis.

Com as condições climáticas você precisa ir manipulando o mundo, por exemplo uma chuva pode ser um alívio em um determinado momento, ou um desastre em outro, assim como uma grande quantidade de um determinado ser pode ser contida com um meteoro caindo ali e matando vários de uma só vez.

Existe ainda alguns medidores que você pode ir consultando aos poucos e vendo o ano em que está e assim saber quanto tempo demorou para uma evolução chegar acerto nível, e também o número de nutrientes e também a diversidade de espécies, que quanto maior, naturalmente também é bem mais complexo.
Graficamente o jogo usa um estilo retro que dá um certo charme especial a coisa e rapidamente te faz pensar em como ideias fantásticas poderiam ser usadas na verdadeira época dos 8-bits. É claro que por outro lado, essa também pode ser uma barreira para alguns jogadores que não se atraem tanto por um visual onde é difícil ver as coisas.

Enfim, se você ama jogos com The Sandbox e Doodle God, acredite, você realmente vai se apaixonar por Earthtongue e pode acabar jogando por horas essa maravilha. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui.

Nenhum comentário: