Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

O Predestinado - Um filme que vai torcer sua mente

Bom, indo direto ao ponto, esse é um daqueles filmes simplesmente muito difíceis de falar sobre sem acabar falando spoiler, e eu vou tentar ser o mais cauteloso possível, no entanto o que realmente recomendo é que você não assista trailers, não leia análises, se possível nem ao menos olhe direito para posters desse longa, pois é o tipo de obra que vale a pena assistir sem saber nada do que está por vir.

As pessoas me indicam filmes constantemente, mas a maioria eu apenas deixo de lado para que em um momento adequado, venha a assistir, no entanto eu tenho dois amigos que quando eles recomendam um filme, vai diretamente pra lista de assistir urgente, e esses dias um desses veio falar do filme "O predestinado", um título que não me atraiu nem um pouco, mas logo me preparei para dar uma conferida. Uma coisa que acho uma pena na recomendação desses amigos é que assim que falam pra eu ver algo, meu cérebro já começa a trabalhar e procurar cada mínimo detalhe, algo que me faz deduzir coisas, e isso fez com que algumas das surpresas do filme fossem previstas, mas mesmo assim não pude deixar de admirar a qualidade dessas surpresas e facilmente consigo me colocar no lugar de uma pessoa que foi ver esse filme do nada.

Basicamente a história começa com uma série de cenas confusas e informações que você sabe que depois vai entender, para então por os pés no chão quando apresenta dois personagens em uma conversa de bar, um está trabalhando, e o outro é um cliente. Até que a conversa acaba em uma aposta por uma garrafa de bebida onde o freguês diz que vai contar a melhor história que o atendente já ouviu.

Bom, a partir daí é que as coisas começam a ficar realmente muito intensas, é aquele tipo de filme estiloso, com uma narrativa interessante pra caramba e que te prende. A forma que a vida do personagem vai sendo apresentada é muito fantástica e você vai acompanhando gostando e querendo saber mais, até que chega aquele grande momento que tem algo que surpreende, mas não para por aí, logo vem outra e outra coisa até você sentir que sua mente está prestes a explodir.

Enfim, me desculpem não falar tanto sobre o filme em si, mas é que seria um desperdício ir a fundo na história, você vai querer sentir a emoção de ver os elementos surreais apresentados. É o tipo de longa metragem que você vai querer ver de novo depois para encaixar melhor as coisas que não sabia no início. Mas se você não está nem aí pra spoilers, é só ver o trailer que não tá nem aí e conta tudo:

3 comentários:

Jéhppy disse...

Pqp curti pacas esse filme, mas ele me bugo completamente heuheuheuhe ainda to tentando entender ele

Ronaldo disse...

O filme tem roteiro fraco e mal elaborado. É impossível gerar existência de si mesmo no futuro se antes não tivesse sido gerado por outro que senão a si mesmo. Enfim, a confusão no roteiro é um truque para prender o coitado do telespectador até que ele perceba que a lógica não é obedecida. Filme idiota e olha que entendi tudo mesmo.

Skywalkerpg disse...

Uma pessoa que não entendeu absolutamente nada de um filme poderia dizer "E OLHA QUE EU ENTENDI TUDO MESMO!", então a pergunta é, como você sabe que entendeu tudo e que é diferente de uma pessoa que não entendeu nada? Para um filme tão confuso, é um pouco de arrogância ser tão cheio de si para fazer uma afirmação dessas. Por exemplo, você usa como:

"É impossível gerar existência de si mesmo no futuro se antes não tivesse sido gerado por outro que senão a si mesmo."

Esse argumento já deixa claro que você não entendeu uma das partes completamente essenciais da história, pois o filme fala sobre paradoxo, usando o tempo como base e assim fazendo uma referência ao paradoxo do avô. Esse paradoxo sobre viagens no tempo faz a seguinte pergunta "Você poderia viajar no tempo e matar o seu próprio avô antes de conhecer sua avó?" e aí vem toda uma questão filosófica por trás, afinal de contas se ele morresse, como a pessoa poderia ter nascido? E é aí que surge um Paradoxo Temporal, algo muito discutido na ciência sobre os segredos do universo. Dessa maneira se você usar um argumento desses de "Não dá!" e pronto, é algo um tanto vazio demais, esse é um filme filosófico e mais para ser sentido do que procurar uma lógica de filme do Rambo "TEM QUE IR LÁ, MATAR O VILÃO E PEGAR A GAROTA E BEIJAR E ACABOU!", é algo mais para ser visto com calma, algo para ser SENTIDO, uma coisa que te faz observar o símbolo da cobra do infinito e perceber que nós não conseguimos imaginar o infinito, pois tem que ter havido um começo. Enfim, vendo de uma maneira bruta, é possível mesmo já dizer "Filme idiota e olha que entendi tudo mesmo.", mas o vendo mais como essência sobre o que ele está falando, é possível ver que ele se mostra bem mais profundo em diversos elementos e apresenta alguns itens científicos muito legais, que se você for pesquisar sobre viagem no tempo, verá mais claramente certas regras aplicadas e explicadas, como por exemplo o ponto limite para onde se pode viajar no tempo, existe realmente algo desse tipo, embora atualmente a ciência mostre como esse ponto seja exatamente o momento em que a máquina for inventada.

Mas enfim, de qualquer forma gosto é gosto também. =)