Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

The Crew - Um cooperativo que mistura RPG e corrida

Tá certo que eu sabia bem que The Crew era um jogo super badalado, mas não fiquei tão empolgado assim para jogá-lo, isso porque corrida não é um dos meus gêneros favoritos, mas quando saiu, o povo logo começou a me fazer alguma pressão para falar sobre e assim resolvi dar uma conferida e realmente foi algo fantástico, simplesmente muito gostoso mesmo para se passar o tempo e que com certeza é capaz de consumir uma quantidade imensa de horas.

A história se passa no universo das corridas de rua ilegais e há toda uma rede criada para transmitir informações sobre lugares e acontecimentos. Você assume o papel de Alex, um homem que acaba caindo em uma armadilha e é acusado do assassinato do próprio irmão, em meio a isso estão envolvidos policiais corruptos e uma perigosa gangue que cresce nas ruas. Após algum tempo na cadeia, você recebe uma proposta muito interessante, será livre e deve se infiltrar na gangue responsável pela morte do seu irmão, mas para isso terá que conseguir destaque.



Normalmente eu não fico muito apegado a história de jogos de corrida, mas essa realmente consegue passar o desenvolvimento. O que eu estava esperando ver era simplesmente uma sequencia de corridas com algum diálogo superficial, mas as coisas acontecem de uma forma muito intensa. Você se sente como se fosse mesmo um agente disfarçado, por exemplo existe uma missão em que pedem para que você assassine uma pessoa, e assim você logo entra em contato com a mulher que te colocou como agente e ela fala algo do tipo "Droga! Apenas tire ela da estrada, irei cuidar do resto, tentarei fazer uma coisa como proteção a testemunha ou algo do tipo!", existe uma baita série de comunicação entre você, seus contatos e a polícia, isso faz com que as coisas fiquem muito intensas enquanto é preciso tentar manter a pose de bandido. O seu objetivo é conseguir uma tatuagem para se infiltrar na gangue principal, mas para isso é necessário ganhar reconhecimento nas ruas, e assim você vai aos poucos ganhando novos contatos que tem trabalhos pra você.

O mundo do jogo é aberto e lindo demais com ciclo entre dia e noite, apesar de não ser os Estados Unidos inteiro, diversas cidades foram feitas e você pode ir de uma ponta a outra do país, atravessando áreas rurais e realmente com uma sensação de liberdade para ir onde quiser, não é igual a aqueles jogos onde a ligação entre cidades são simplesmente uma estrada resta, se você quiser pode entrar no meio do mato mesmo, passar por plantações, desertos, montanhas, matas fechadas, é simplesmente muito bonito de se ver tudo! Há uma grande quantidade de detalhes em todos os lugares e também pedestres pelas ruas, sendo que eles tem reações próprias e você os pega fazendo diversas coisas.

The Crew é um mundo vivo, cheio de coisas acontecendo, quando joguei eu me senti como se estivesse na época de Need for Speed Underground 2, um jogo que amo demais e tenho um carinho especial muito grande. E assim por diversas vezes eu cheguei a parar só para dar uma olhada no ambiente ao meu redor e ver as coisas acontecendo, ainda mais com as variadas músicas que tem, certa vez começou a minha música favorita no jogo, essa (Começa aos 23 segundos):
E o sol estava nascendo na hora, foi simplesmente muito agradável, algo bonito de se ver, além de que como se trata de um MMO, você vê outros jogadores passando pela rua, e coisas acontecendo, por exemplo pode passar bem do seu lado um cara fugindo da polícia e diversas viaturas atrás, ou coisas mais tranquilas, como certa vez em que eu estava andando e vi que um jogador já me seguia há algum tempo e assim parei o carro para ver se era um dos valentões que perseguem e detonam outros carros de outros jogadores por pura diversão, mas assim que ele foi se aproximando, a velocidade dele foi diminuindo, até que parou ao meu lado e me mandou um convite para equipe, aceitei e então ele perguntou se eu falava inglês e depois disse que era da Hungria e tal e começamos a jogar juntos de vez em quando. Esse tipo de coisa acontece de vez em quando, é bem fantástico.

O jogo não tem foco em apenas corridas, são missões, algumas você tem sim que desafiar outros corredores, mas há coisas como perseguição, onde existe um alvo e você precisa bater nele até destruir o carro e causar um acidente, fuga, onde a polícia ou bandidos resolvem te perseguir por algum motivo e assim você tem que despistá-lo em um mundo aberto onde pode ir para onde quiser, as missões vai variar dependendo do contexto da história.

Mas sem dúvidas o modo cooperativo é o que rouba a cena, o jogo por si só é muito difícil e já na primeira missão eu senti o peso da coisa, especialmente porque não sou dos melhores em corridas, mesmo assim em geral eu costumo vencer as primeiras partidas, já nesse eu vi que eu tinha que ralar um bocado, até porque não existe espaço para segundo lugar. Decidi então testar o coop e quando fui entrar em uma missão, ao invés de escolher solo, entrei em jogar com outras pessoas e assim um cara entrou. A diferença foi que havia um carro a mais e ambos formam equipe, sendo assim quem sair em primeiro lugar conta como vitória para a equipe, sendo assim você ser ultrapassado, mas ficar tranquilo por ver que o seu companheiro ainda está na frente.

Quando uma partida em equipe termina, você continua nessa equipe e juntos podem sair para fazer coisas juntos, é fantástico viajar por aí com um amigo, ficar brincando pelas ruas, ou entrar em uma missão difícil e ver que fica bem mais fácil. Vocês podem sair para procurar itens escondidos que geram recompensas, como as peças de carro nos mapas, ou juntos irem vendo a história do jogo evoluindo aos poucos, já que os vídeos de apresentação no começo e finais das missões são mostrados para toda a equipe e só são pulados se todos confirmarem que não querem ver.

Há ainda a possibilidade de fazer corrida contra outras equipes, sendo que cada equipe pode ter até quatro jogadores e é possível fazer corridas onde até três equipes estejam juntas, e assim aqueles que querem a emoção de enfrentar outros humanos poderão se divertir demais ao verem se são mesmo bons, além de ser bem maravilhoso saber que se tem o apoio de amigos.

Mas uma coisa que é notável, é que o jogo é mesmo um MMO e tem elementos de RPG, onde o seu carro é o seu personagem, você vai jogando corridas, ganhando dinheiro e tunando o seu carro, podendo também depois ir até a concessionária e comprar um novo modelo depois, é possível repetir corridas para ganhar dinheiro e aumentar o nível do carro, além de melhorar a sua pontuação e ganhar melhores peças por cada tipo de troféu ganho.

Enfim, The Crew é um jogo simplesmente muito gostoso, diferente, é certo que ele não é o primeiro MMO de carros do mundo, Need for Speed World veio quatro anos antes, porém a proposta e a sensação de liberdade é sem dúvidas muito maior! Você pira na franquia Velozes e Furiosos? Então saiba que esse vale a pena, senti falta da dublagem em português, mas o jogo mesmo assim vem legendado.

A coisa fica ainda mais intensa com a expansão Wild Run, que adiciona motos, Monster Trucks e várias outras novidades. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A pra ver o preço que está lá, pois eles costumam vender keys da steam e uplay por um valor bem mais barato que na própria steam e uplay e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida no preço que tá lá, clicando aqui.

Nenhum comentário: