Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Os assassinos de Assassin's Creed realmente existiram!

Quando meu amigo Patrick falou sobre isso, eu achei muito surreal, afinal de contas todo mundo sabe sobre a existência dos cavaleiros templários, no entanto os assassinos de Assassin's Creed sempre me pareceram inventados, algo apenas para impressionar mesmo, colocando uma sociedade secreta envolvida nos eventos mais marcantes da história da humanidade, mas sem nenhuma base real, mas a coisa não é bem assim, pois os caras existiram e há quem afirme que ainda existam, imaginem só?

Bom, eu acho que o que aconteceu foi o seguinte, com o final da história dos jogos da trilogia das areias do tempo do Prince of Persia, certamente a Ubisoft precisaria suprir a coisa com uma novidade e muita gente vê o primeiro Assassin's Creed como um novo Prince of Persia, já que trazia muitos elementos, como por exemplo todo aquele estilinho "Das Arábias" e movimentos muito estilosos do personagem. E a origem da história dos assassinos parece só deixar isso ainda mais claro, pois ela começou exatamente na Persia, o que me faz acreditar que deviam estar pesquisando por histórias do lugar para tentar criar algo novo e acabaram decidindo abandonar para criar uma nova franquia.

Mas bom, tudo começou com Hassan i Sabbah, um homem que nasceu em 1034 e no final do século XI ao ser expulso da Pérsia, fazendo assim com que vagasse divulgando uma divisão do Ismaelismo inventada por ele mesmo e onde ele era o único representante de Deus na terra. Parece egocêntrico, não? E era mesmo, porém o cara sabia o que estava fazendo e tinha lido muito sobre religião, fazendo com que ganhasse seguidores. Junto a seus servos eles vagaram pelo Irã e foram até a cordilheira de Elburz, onde estava localizada a fortaleza de Alamut, que já tinha mais de 1000 anos e se localizava com uma altitude de 2100 metros.

Apesar de parecer inalcançável, ele tinha homens extremamente bem treinados e assim tomaram conta do lugar e ali passou a ser o principal lugar onde habitariam desde então. Foi ali também que Hassan começou a ser chamado de "O velho da montanha", pois ele não saía nunca da fortaleza, apenas organizava e ordenava as missões.Não se sabe com clareza de onde vem a palavra "Assassino" ou se realmente eles a usavam, mas muitos dizem que é apenas uma modificação para a palavra haschichiyun, que significava "Fumador de Haxixe" hahaha, eu estou falando sério! O motivo disso é que a maioria dos relatos sobre a ordem não é de arquivos da própria ordem, mas sim de seus inúmeros inimigos, e alguns textos cristãos diziam que enquanto estavam na fortaleza, os membros fimavam haxixe o dia todo, e antes de cometerem o ataque, também faziam o mesmo para poderem "ver" o paraíso e entender que aquilo é uma missão santa. Apesar disso não é algo que se sabe com certeza, por exemplo dizem que o velho da montanha chamava os discípulos de Asasiyun, que significa "Pessoa fiel a Asas" e que os viajantes estrangeiros não conheciam a palavra e acabavam achando que significava haxixe..

Os assassinos ficaram conhecidos por sua eficiência praticamente infalível e isso era devido ao fanatismo religioso, já que o seu mestre dizia que aqueles que morressem tentando cumprir um dever, iriam para o paraíso ser para sempre recompensados, além do mais se eles realmente usavam haxixe para fazer as missões, os caras iam bem loucões pra dar um fim no infeliz e ainda tinham um treinamento muito eficaz, atacando em três.

O método dos assassinos era de se misturar entre pessoas na cidade, as vezes trabalhando no lugar, mas sem dúvidas o método mais comum era o de se misturar entre os mendigos, viver nas ruas. As vezes eles faziam isso por dias e tornavam-se rostos conhecidos, apenas esperando até que recebessem a ordem de assassinato. Um do trio era escolhido para cometer o assassinato, os outros dois eram suporte, e assim eles se posicionavam, se o primeiro não conseguisse matar, o segundo estaria em outro lugar esperando para concluir o serviço, e se esse também falhasse, ainda havia o terceiro, ou seja, era muito difícil alguém sair dessa vivo.

Hassan realmente falava para os seus discípulos o tão conhecido "Nada é verdade, tudo é permitido" e dizia ser imortal, e tinha uma grande ligação com esoterismo, símbolos ocultos e outras coisas. Provavelmente ele realmente acreditava ser imortal, pois além de conseguir tanta coisa e uma ordem tão poderosa e capaz de causar o caos, ele só morreu em 1124, ou seja o cara viveu 90 anos, se hoje em dia isso já é muita coisa, tentem imaginar naquela época, a idade do cara era simplesmente absurda. Após a sua morte vieram outros mestres, sendo esses:

    Hassan i Sabbah..................................................1097-1124
    Buzurg-Ummid Brayner......................................1124-1138
    Mohammed I.......................................................1138-1162
    Hassan II.............................................................1162-1166
    Mohammed II.....................................................1166-1210
    Hassan III...........................................................1210-1221
    Mohammed III...................................................1221-1255
    Rukh al-Din Khurshah.......................................1255-1256

Quanto as roupas que o Altair usa no jogo, um manto branco e uma faixa vermelha na cintura, isso também existia, os caras se vestiam desse jeito, no entanto a diferença é que não saiam assim para missões, apenas quando estavam na fortaleza é que eles usavam isso como um uniforme. Quanto as armas, punhais eram bastante comuns, inclusive já chegaram a deixar punhais como aviso, mas também usavam espadas e escondiam lâminas presas em baixo das mangas.

Como eles eram assassinos de aluguel, haviam muitos que os contratavam, inclusive os próprios cavaleiros templários já contrataram os assassinos para serviços, nem sempre de assassinato, mas as vezes de terrorismo, os caras também destruíam coisas. Mas o que se diz é que a ordem dos Templários temia o poder dos assassinos, que tinha aproximadamente 60 mil membros divididos de forma hierárquica. Quanto a luta entre as duas ordens que aparece no jogo, era algo político que teve início em 1173, pois Amalric I, o atual rei de Jerusalém pediu para que um grupo de assassinos fosse ao seu encontro, pois queria convertê-los ao cristianismo, e eles foram, porém a coisa ficou feia quando o grupo inteiro foi massacrado enquanto viajavam.

Dizem que o massacre foi ordem dos senhores feudais, pois quem não era cristão tinha que pagar tributos, e como tinha uma penca pessoas de outras religiões, eles ganhavam muito dinheiro dos infiéis! Então se uma quantidade tão gigante de membros como o grupo dos assassinos fosse convertido, imaginem o tanto dinheiro que os senhores feudais deixariam de ganhar? Não era algo lucrativo. E foi aí que a coisa ficou feia, pois os assassinos se sentiram magoados com a coisa toda e queriam vingança, como os caras tinham um treinamento militar cabuloso, eles começaram a fazer ataques políticos e em cima de senhores cristãos. E é nessa parte que entram os templários, pois apesar de terem um bom relacionamento com os assassinos, serviam a esses senhores cristão, e aí se tornaram inimigos.

Mas os templários não eram os únicos inimigos da ordem, existia uma quantidade enorme de pessoas que os queriam mortos. Entre esses povos, estavam os Mongóis e em 1256 eles invadiram a fortaleza de Alamut e destruíram tudo, os assassinos que conseguiram sobreviver, fugiram para a Europa e depois disso foram achados alguns vestígios da ordem como sendo peça chave de vitórias variadas como em Constantinopla no ano de 1453 onde o sultão Maomé II contratou assassinos para coletarem informações do povo da cidade, espalharem boatos e assassinarem comandantes, sendo que acredita-se que o caos todo foi feito por apenas cinco homens e uma mulher.
Apesar dos 60 mil seguidores, a maior parte era de cidadãos comuns que eram usados como ferramentas e esses viam os assassinos que cometiam mesmo os atos, como pessoas que viviam de forma luxuosa onde tudo era perfeito, era algo desejado mas não alcançado por todos, sendo que a maioria apenas ajudava quando podia e só viviam suas vidas normalmente, a hierarquia era a seguinte:

-Gral mestre velho da montanha
-Dail Kebir do Grande Priorado
-Iniciados Dais
-Rafiqs Associados
-Devotos Fadais
-Lasiqus Irmãos da lei
-Pessoas comuns que eram instrumentos cegos

Enfim é isso aí, eu tinha que postar aqui, e uma coisa interessante é que essa ordem já foi usada em vários outros elementos da cultura pop, por exemplo o cardgame Illuminati, aquele jogo polêmico que usa várias ordens secretas que domina o mundo, tem uma expansão que se chama "Assassins" e adiciona exatamente a ordem do velho da montanha. Há quem diga que após a destruição de Alamut foi o que fez a ordem aproveitou para se manter nas sombras e até hoje existe, e que o terrorismo atual com homens bombas e etc tem raízes ligadas aos Assassinos. Já pensaram? Realmente haver ainda por aí essa ordem hoje em dia?

9 comentários:

Marcelo Jzc disse...

Até mesmo os zelots a ordem qual Barrabás pertencia era vinculado aos Hassanin, os assasinos de disfarçavam de mendigos não só por dias mas até por anos e quando recebiam duas ordens eram "despertados" com o haxixe.

lucas otacilio disse...

E a visao de aguia tem algo ave com esses simbolos?

Lury 7 droidpc disse...

Qual era a religião. Dos assassinos?

Skywalkerpg disse...

Lucas

Não sei, talvez seja só ficção ou talvez tenha a ver com as drogas que eles usavam. Vai saber...

Lury

Ismaelismo, mas uma versão própria onde o Velho da Montanha era o "escolhido".

Unknown disse...

Edward Kenway,Connor Kenway,Altaïr,Ézio,Jacob Frye,etc...<Eles realmente existiram??

Neemias Sousa disse...

Edward Kenway,Connor Kenway,Altaïr,Ézio,Jacob Frye,etc...<Eles realmente existiram??

Skywalkerpg disse...

Não, só a ordem, mas os personagens dos jogos só são pra encaixar fatos históricos e dar uma personalidade e tal.

gabriel araujo disse...

Cara, não misture história com fantasia mds

Matheus Eduardo disse...

Ele disse que eram 5 homens e uma mulher que fizeram todo o caos

Homens:Edward Kenway,Connor Kenway,Altaïr,Ezio Auditore e Jacobe Friy.

As mulheres.. A Evie Friy