Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 7 de outubro de 2014

N - Um seriado lovecraftiano criado por Stephen King

Enquanto pesquisava sobre temas relacionados a H.P. Lovecraft, acabei descobrindo sem querer, essa série fantástica de Stephen King, que foi feita usando a técnica Motion Comic, aquela que é como se fosse uma revista em quadrinhos, porém levemente animada, acompanhada constantemente de narração dos personagens. A história foi baseada em um conto do autor, que carrega o mesmo nome, "N" e que foi lançado originalmente em 2008 para dois anos depois a Marvel fazer a adaptação para Motion Comic e lançar em 25 episódios, mas todos bem curtos, totalizando mais ou menos 27 minutos de animação.

A história apresenta uma mulher chamada Sheila, que envia uma carta a um amigo de infância sobre o suicídio de seu irmão que ela tem certeza ter sido uma farsa, e que sua morte tem outra explicação. No relato ela conta como se arrepende de ter começado a investigar isso, e sobre o sombrio paciente que seu irmão atendia (como psiquiatra) e se referia a ele apenas pela letra "N".

Como podem ver, realmente existe um baita toque lovecraftiano na coisa, para quem conhece O chamado de Cthulhu, é bem notável a semelhança de um personagem investigando a misteriosa morte de um ente querido e perdendo a sanidade aos poucos, se arrependendo de ter começado a pesquisar sobre aquela coisa. E as referências não param por aí, artefatos, portais para outra dimensão, e até mesmo uma criatura chamada Cthun está presente. É notável que esse é como se fosse um remake de Call of Cthulhu feito pelo Stephen King.

Apesar disso, talvez devido as cores usadas na animação, estranhamente eu não senti a atmosfera lovecraftiana nem um pouco enquanto assistia, não é sombrio, existe uma cor de por do sol constante nas cores usadas, e como está presente "As trevas" que tentam constantemente entrar na terra e consumir tudo, foi impossível eu não pensar em Alan Wake, mais especificamente no American Nightmare, graças ao seu visual mais brilhante, simplesmente achei as duas obras semelhantes demais, a atmosfera muito parecida, até cheguei a estranhar.

Sei muito bem que a maioria das pessoas vai achar genial a história, e realmente é bem interessante, mas não me surpreendeu tanto porque quando comecei a ver, eu não pensei de imediato em Call of Cthulhu, apesar da história ser muito igual, mas sim em um episódio de Night Visions que é IDÊNTICO, e mostra um personagem que pensa ser o responsável pela harmonia no universo, tendo que fazer certas coisas que mantém o caos preso, essas coisas são manias como andar pela calçada e não pisar nas linhas, contar o número de sapatos pretos que pessoas usam, entre outras coisas paranoicas, ele olha e PRECISA fazer essas coisas, pois se não fizer, o portal será quebrado, mas sua vida começa a ficar cansativa, e algumas das tarefas são árduas, são coisas que que surgem de forma aleatória na mente do personagem e ele sabe que precisa fazer aquilo. Apesar da obra de Stephen King ir além nisso, esse toque inicial do episódio de Night Visions é uma das coisas super charmosas presentes e que me impressionou tanto na época, que acabou fazendo eu não me surpreender ao ver isso exatamente igual em "N", mas como Stephen foi além e adicionou elementos lovecraftianos, meio que foi um mistureba que acabou por gerar algo especial no final.

Apesar da semelhança, e imediatamente eu ter ido procurar para ver se era uma cópia descarada, vi que o autor assumiu ter escrito usando muitos elementos encontrados em um conto chamado "O Grande Deus Pã" de Arthur Machen, não cheguei a ler essa história, mas vi que Del Toro (Que também é muitíssimo fã de Lovecraft) usou também como fonte para fazer o filme "O labirinto de Fauno".

Enfim, "N" é certamente uma bela animação capaz de surpreender, e o melhor de tudo é que é grátis! Quem se interessar pode dar uma conferida em todos os episódios juntos e já legendado no vídeo aqui em baixo:

Nenhum comentário: