Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 11 de outubro de 2014

Mangue Negro - Um bizarro filme de terror brasileiro

Esse é um filme que eu tive que dar uma segunda chance, isso porque assumo que na primeira vez, não consegui terminar de assistir porque o achei um tanto cansativo, porém depois acabei dando uma segunda chance quando meu amigo Carlos chegou falando da trilogia e de uma palestra que ele viu com o diretor, o que me deixou mais atento sobre certos detalhes e também deu uma bela colher de chá quanto ao orçamento usado. Mas o que me deu o empurrão de vez foi quando meu amigo Giovani não parou de me importunar falando sobre o terceiro filme, e que eu precisava ver logo pra fofocar com ele, sendo assim finalmente decidi ver o primeiro filme da trilogia.

O filme se passa em um mangue onde uma população pobre vive, porém certo dia, da lama escura do lugar, mortos começam a surgir aos montes e vagam pelas florestas, atacando qualquer habitação que encontrem, e devorando brutalmente aqueles que surgem no caminho, também transformando-os em mortos vivos.

Como podem ver, a premissa é interessante pra caramba, e foi exatamente isso que me empolgou a assistir na primeira vez, além de ser brasileiro, é claro, o filme usa mortos vivos de uma maneira diferente, fazendo parecer mais uma daquelas histórias de assombração que há sempre em áreas rurais, esse foi um detalhe que me agradou demais. No entanto a sensação que o filme passa, é de algo que ao mesmo tempo é rápido, com um ritmo que não para, porém que ao mesmo tempo parece meio morno, e as cenas não empolgam tanto, dando a impressão de que é um filme que caminha lentamente.

Mas na minha segunda conferida, as coisas foram bem melhores, é óbvio que o filme é muito trash, incluindo cenas extremamente gore que eu cheguei a me perder no que era carne, no que era osso e quem era o zumbi e o humano da parada, mas existe um toque artístico todo especial. Esse é daqueles filmes que os personagens não parecem se esforçar para tentar serem estilosos, mas agem de maneira bastante natural, com coisas que soam um tanto engraçadas, mas que no fim das contas são características bem humanas.

Os zumbis são tão agressivos e difíceis de deter nesse filme, que por muitos é considerado como sendo o Evil Dead brasileiro, aqui você realmente pode perceber a evolução dos personagens e como eles sofrem, cada vez mais eles vão ficando com mais sangue encharcando o corpo, chega a um ponto que pode incomodar alguns o estado em que os sobreviventes ficam.

A maquiagem é algo que você vê que ao mesmo tempo que pode ser admirado, também é completamente bizarro, tem alguns mortos que ficaram incrivelmente bem feitos, já outros te fazem rir um bocado com o bonecão de boca aberta mexendo no ar. Não posso deixar de citar os personagens velhos, que são pessoas jovens com uma maquiagem horrorosa na cara, fazendo parecer uma pele de plástico, é realmente bizarra a coisa, e o pior é que as velhas na verdade são homens! Definitivamente algo pra gargalhar um bocado.

Enfim, Mangue Negro é o tipo de filme que você tem que estar no clima para assistir, mas pode ser muito bem admirado por vários públicos, o que curte trash, o que curte gore, o que curte histórias de assombração brasileira, entre outros, mas é o tipo de obra cult que pode ser muito mal compreendida, recomendo assistir com os amigos, pois você vai querer ter alguém pra comentar enquanto vê.

4 comentários:

Luiz s correa disse...

eu vi esse filme muito trash muito legal ,atores sofríveis deixam o clima mais pesado. Mas tem um tiozão moreno que é o cara mais foda do filme ótimo ator.
filme muito bom pra quem gosta de trash.

Alex Nogueira disse...

Pra quem não viu, imagina só um filme de terror brasileiro? Soa estranho, né? pois, é. Esse é o único filme nacional de terror até hoje. Bem que o Brasil poderia produzir mais filmes assim. Seria mais legal os filmes de terror nacional do que os americanos, que já não tem mais graça.

Alex Nogueira disse...

Pra quem não viu, imagina só um filme de terror brasileiro? Soa estranho, né? pois, é. Esse é o único filme nacional de terror até hoje. Bem que o Brasil poderia produzir mais filmes assim. Seria mais legal os filmes de terror nacional do que os americanos, que já não tem mais graça.

Paulo A Lourenço disse...

O filme se esforça pra agradar, mas é bizarro. Em nenhum momento assusta ou deixa espectativa.
Por que esse tipo de filme não é estrelado por atores de renome??