Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Como publicar seu livro, conto, HQ ou mangá de graça!

Uma das coisas que muitas pessoas que produzem histórias se preocupam é se ela um dia poderá ser comercializada, afinal de contas todos sabem muito bem que a publicação é cara e no final das contas o retorno é pouco pra caramba, é o mercado... Porém existe uma opção bastante interessante e que nem todos sabem, mas pode realmente levar alguém a um baita sucesso e gerar uma legião de fãs, mas o melhor é que a pessoa não precisa gastar nem um centavo com isso.

Ok, vamos começar, eu nunca botei muita fé em e-books, afinal de contas convenhamos que piratarias de livros rola solta né? Então por que diabos alguém pagaria por uma coisa que pode pegar de graça? Esse é um pensamento que eu tinha antes de descobrir as maravilhas que a Amazon tem a oferecer, e que acaba salvando muitos autores. Lá por 2011 mais ou menos, eu vi uma matéria sobre uma garota que ganhava milhões vendendo e-books, é claro que aquilo me surpreendeu pra caramba, no entanto saber que ela era gringa foi desanimador, e o que imaginei logo foi "Lá fora o mercado é diferente, e meu inglês não é bom o suficiente para escrever sem erros gramaticais, seria feio publicar um livro com "Mim fazer! Mim tentar falar inglês correto!", e assim eu simplesmente desanimei e esqueci esse papo de e-books.


O tempo passou, escrevi um livro e me preparei para lançar, e eu era bem ignorante a publicação de livros, pensava inicialmente que era grátis, no entanto editoras não arriscam lançar o livro de um iniciante de graça, é muito dinheiro para sair por aí dando tiro no escuro, então me preparei para pagar no máximo três mil reais. Tomei um GRANDE susto ao descobrir que sairia por 18 mil reais a impressão de 1000 livros, foi uma tristeza enorme, aquilo foi devido ao tamanho do livro, que daria umas 500 páginas, decidi então escrever um livro menor com uma ideia que eu estava tendo há algum tempo, e assim me programei pra ele acabar com pouco mais que 100 páginas pra eu ficar aliviado, e consegui. Mas uma outra editora leu meu primeiro livro e fez uma proposta menor, era uns 10 mil, só que eu disse que não poderia pagar isso tudo e pedi para fazer por menos de alguma maneira, e assim tive que pagar 5 mil e receber 10% das vendas por esse livro.

Como podem ver, a vida de escritor é um tanto sofrida, você paga muito, e o retorno é realmente muito pouco, além de coisas como a editora ter o poder para fazer diversas coisas como mudar o título, escolher a capa que quiser, entre outras coisas. Nem todos os autores podem receber isso de uma maneira sorridente, mas definitivamente causa uma grande satisfação ver a sua obra sendo lançada.
O tempo passou após eu assinar o contrato e o tempo de lançamento foi chegando, eu todo feliz vendo que iria sair e tudo mais. Mas de repente uma noite que eu estava sem sono, e em meio a essa vontade de ver o lançamento, por acaso me veio na cabeça a ideia de lançar aquele outro livro que escrevi e deixei guardado, porém é tão caro lançar um livro, e tão cansativo, e assim lembrei dos ebooks. Decidi então procurar informações sobre o lançamento disso na internet.

Achei relatos sobre o site da Amazon e vi todo aquele negócio deles lançarem ebooks, até então o meu pensamento era aquele "A pessoa vai lá e paga, depois baixa um PDF bizarro no PC e fica lendo, e se ela quiser, taca no piratebay e faza alegria da turma". Além do pensamento de que ninguém iria comprar uma tranqueira dessas, afinal de contas quem diabos pagaria por um bagulho virtual? Pois é... Foi realmente uma surpresa quando comecei a ver mais a fundo a coisa.
Achei um relato de uma dentista que teve que ficar de cama por nove meses, e no meio do tédio, ela acabou resolvendo escrever. Isso gerou um livro e ela acabou resolvendo lançar na Amazon americana. Na hora o que pensei foi "Ah... Outra que fala inglês perfeito e escreveu um livro pronto para gringos comprarem.", mas continuei vendo. Ela disse que não investiu em marketing, só colocou lá e a única coisa que fez, foi criar uma página pro livro e contato com o autor, daí se surpreendeu quando percebeu que tinha gente indo falar com ela sobre a história, e cada vez foi aumentando. E assim ela entrou em algumas listas como livro mais vendido.

Claro que achei isso legal, mas a questão do inglês não me deixava animar muito com isso, só que no fim falaram o nome do livro e achei estranho ser em português o título, e beleza, fui procurar. Daí vi que realmente tava em português, mas ao olhar as análises da página é que me assustei com 131 análises, e EM PORTUGUÊS! Ou seja, brasileiros realmente desembolsaram dinheiro para comprar um ebook, o que me foi uma baita surpresa e naturalmente animei na hora! Quem se interessar pelo livro da moça, é o NÃO PARE!

Fui então ver mais a fundo esse negócio de livro digital e me cadastrei na Amazon (Clique aqui se quiser se cadastrar nesse sistema), atualmente ele já tem esse sistema no Brasil e tudo o que precisa é ter a sua obra e você pode lançar. Mas o negócio é realmente muito bom, e eu fiquei mais feliz ainda ao ver que você recebe 70% do valor, o que é uma baita de uma bolada. Caso depois vocês queiram se cadastrar também, vale a pena dar uma olhadinha nesse vídeo tutorial explicando passo a passo:


Então após o cadastro, fui lá no botão de adicionar obra e fui preenchendo os dados do meu livro, título, descrição, gênero, se a obra é minha ou de domínio público, e outras coisas. Na parte da capa existe um gerador para aqueles autores que não sabem mexer em programa de imagens, mas você pode pedir pra alguém fazer. No meu caso eu sei mexer, então usei um quadro de domínio público como base, peguei uma fonte para o texto ficar legal também de domínio público, e fia uma capinha, depois fiz upload do arquivo no word (mas eles aceitam diversos formatos como html e pdf).

Então chegou a hora de escolher o preço, e vi que tinham duas opções, a de receber 35% do dinheiro da compra e a de receber 70%, obviamente fui na maior, e foi então que vi que tinham condições. Para escolher a maior, o valor do livro tinha que ser no mínimo 2.99, enquanto se fosse 35% tinha que ser entre 0.99 centavos (que é o valor mínimo que você pode por o ebook a venda) até 2.98, e então decidi escolher a de 2.99 mesmo, afinal de contas não é um preço absurdo, e assim cliquei em lançar e apareceu o botão de espera para que analisada a obra (Afinal de contas vai saber se você não colocou altas sacanagens no texto e na imagem né?). Eu fiquei empolgado ao ver que tudo foi tão simples, eu mesmo escolhi o título, eu mesmo escolhi a capa, não tinha nenhuma editora para me ditar o que fazer, eu estava livre.

O tempo máximo de espera é de 48 horas, no entanto em no máximo 6 horas o meu livrinho estava lá online, claro que fiquei todo feliz! Mas aí vi algo estranho, o preço estava mais de sete reais, e foi então que vi que eu não tinha me tocado que o valor era em dólar, e assim mandei alterar, o que levou mais algumas horas pois tem análise do produto. Só que nesse meio tempo, pude ficar emocionado ao ver no gráfico de vendas, o traço subir um nível, fui olhar e vi que eu tinha feito a minha primeira venda! Aquilo foi emocionante pra caramba, afinal de contas pode ser algo pequeno, mas ninguém nunca comprou algo que escrevi, e ver isso acontecer quase fez cair uma lágrima hahaha, até tirei um printscreen da coisa, aqui:
Foi mais emocionante ainda porque o preço não tinha sido alterado ainda, hahaha, então eu recebi 70% de um preço muito maior! Não aparece quem foi, mas algumas horas mais tarde, vi na lista de origem da compra, que foi feita na Amazon americana, a teoria que tenho é que algum brasileiro mora lá e teve a curiosidade despertada quando viu o livro, eu nunca vou saber, mas realmente foi incrível ver a coisa acontecer, minha primeira venda e ainda em algo que nunca coloquei fé alguma, que foi o ebook.

Depois disso vi alguns conhecidos dispostos a comprar, foi muita camaradagem deles mesmo, eu não pedi, mas eles quiseram, e foi legal demais ver o apoio deles. Também notei que o sistema não é como eu imaginava, que é o de PDF e a pessoa só baixa e se vira, aqui o formato usado é o ePub e existe todo um sistema sofisticado pra caramba e bem seguro, o Kindle (Vale a pena ler a matéria), que é um aplicativo pra android, iphone, windows phone, blackberry, mac e PC super sofisticado e que permite você escolher se vai ou não ter pirataria do seu livro, afinal de contas como todos sabem, pirataria pode ser algo realmente muito bom e trazer vários benefícios com a popularidade, mas quem não quiser pode bloquear essa opção e impedir que outros abram o livro. O próprio Amazon já converte o formato que você enviar para ePub.

Como não revisei o livro, um amigo meu que comprou, passou a me falar os erros que viu enquanto lia, e eu fui arrumando o arquivo e enviando para o Amazon, isso funciona como pacotes de atualização, e assim todos os que compraram recebem uma mensagem em seus aplicativos Kindle que tal livro da biblioteca deles recebeu uma atualização nova e se eles quiserem podem sincronizar para deixar aquele livro atualizado, o negócio é muito chique!

Mas eu falei apenas de livros, só que uma coisa legal é que o Amazon também publica quadrinhos em geral, e ainda oferece ferramentas para a pessoa se organizar facilmente. E se você não sabe desenhar, e não se sente confortável em escrever algo muito longo, é possível escrever contos e publicar, pois eles também aceitam!

Então, essa é uma ferramenta que pode gerar muito dinheiro pra muita gente, e quanto mais você lançar, mais fácil é de vender, até porque dependendo da qualidade da sua obra, a pessoa pode procurar mais do autor, e assim os fãs vão se formando, eles leem um, e querem mais. É ótimo até para quem estiver começando, como falei, a pessoa pode escrever um conto e publicar lá, se alguém comprar e der uma nota alta, outros vão ver a análise e empolgar de comprar também. E você não precisa ser bom, você pode simplesmente ir escrevendo e lançando lá, colocando em um preço barato, ou mesmo gratuito, porque SIM eles tem uma área para livros grátis, isso pode ser uma ótima forma de divulgação de seu trabalho, começar colocando contos e gerando fãs, ver as pessoas dizendo o que precisa melhorar e assim evoluindo, e depois que ganhar alguma popularidade é só começar a cobrar. Os trabalhos ficam expostos em listas, e inclusive tem por exemplo "Os 100 livros gratuitos mais baixados", sendo assim você pode aparecer lá e o povo começar a baixar só pra saber quem é, e assim você vai fazendo seu nome!

Enfim, fica aí essa dica pessoal, sei que tem muita gente que produz conteúdo e simplesmente não o lança, ou então coloca em lugares que jamais irão gerar algumas verdinhas! Quem quiser conferir o livro e ler a sinopse, pode dar uma olhada na página de venda de o O céu não existe, e se quiserem ler os primeiros 10% do livro, pode ir do lado direito da página em um quadradinho com o título "Amostra grátis", e assim baixar o Kindle e ver como funciona. E quem gostar pode adquirir o aparelho fodão do Kindle.

5 comentários:

Danil BR disse...

Ótimo texto, bem instrutivo e motivador para quem deseja publicar seus livros de graça. Outra boa opção é o Clube dos Autores, o qual também publica o livro impresso: https://clubedeautores.com.br/backstage/book_registrations/simulation

E a Amazon brasileira já está vendendo livros impressos com bons preços!

Mateus Cesar disse...

Gostei muito!
Obrigado, foi útil 👏👏

Adriano M. V. disse...

Muito interessante, eu estou escrevendo meu primeiro livro (propaganda sem-vergonha) e isso pode ser bem útil, eu não fazia idéia desses preços absurdos que um autor precisa pagar para uma editora publicar seus livros. Obrigado por este post, ele será de muito ajuda no futuro em que eu acabe o livro.
Agradeço.

Renan Alvarenga disse...

Gostaria de saber como vai a venda do seu livro. Você foi surpreendido tendo que pagar algo, após a publicação? Pergunto, por conta do item 5.7 Autorização de Direitos e Resolução de Litígios: "Você receberá e pagará por todas as autorizações e licenças necessárias para os Livros Digitais". Obrigado pela atenção.

Skywalkerpg disse...

Oi Renan, atualmente eu só tenho me concentrado na venda do meu livro físico, que finalmente foi lançado e é mais importante pra mim. O livro do amazon continua a vender, mas está meio catado depois que parei de fazer propaganda, de vez em quando alguém compra. Quanto a pagamentos, a minha surpresa foi ser necessária uma conta corrente, como só tenho conta poupança, não dá para eu receber, porém sinceramente não é algo que eu esteja preocupado... Mas a Amazon é um ótimo lugar, só que precisa que a pessoa invista tempo, lancei apenas um livro meu, e outro lancei tirando sarro (Na verdade era só um conto) e mesmo assim vendeu, é o "Meu namorado é o Anticristo", que coloquei como pseudônimo o nome de uma gringa, pra parecer um crepúsculo da vida, mesmo assim consegui umas vendas nele e até hoje ainda vende uma ou outra. Então pra um autor que vai mesmo por obras direto, isso vai gerando fãs que começa a olhar a ficha do autor e conferir seus outros livros, a pessoa começa a comprar e comprar... E assim a fama vai crescendo. Mas como falei, tenho outras prioridades, só que sem dúvidas pra quem quer investir tempo lá, vale a pena.