Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 25 de outubro de 2014

Campanha anti-bully usa música "I will Survive"

Eu acho estranho como o bully parece ser algo forte nos Estados Unidos, tudo bem que quando eu estava na escola, realmente tinham alguns garotos que enchiam o saco, mas eu não acho que era a ponto de me deixar traumatizado. Pra falar a verdade só tem uma garota que até hoje eu lembro e ela era infernizada por toda a turma, me dava pena dela, era mais ou menos a primeira ou segunda série e a chamavam de bruxa por ter um cabelo muito crespo e volumoso, e tudo queriam minimizar ela, realmente demonstrava bem o quanto crianças podem ser cruéis.

Fora essa menina, as pessoas que eu via sendo infernizadas costumava ser algo mais comum, nada capaz de deixar um trauma. Eu sei que realmente existe o bully e crianças que ficam extremamente introvertidas, mas nos EUA isso parece ser um problema absurdo, afinal de conta por que diabo esses moleques não falam para os pais? Será parte da cultura "Se fala pra mamãe é porque é fracassado"? Os professores não veem essas coisas acontecerem? E se o negócio não for quanto a humilhação, mas sim porrada, agressão física não é algo sério pra caramba ainda mais nos EUA? Realmente é algo que estranho. 

Mas enfim, esse é o tipo de tema que chama a atenção, afinal de contas bully mesmo de humilhações de crianças e adolescentes são coisas capazes de deprimir uma pessoa. Então foi feita uma campanha bem interessante usando a música super simbólica para o público gay "I will survive" que para quem nunca parou para prestar atenção na letra, fala de um relacionamento que acabou e a mulher fala que irá conseguir sobreviver a isso e que não está mais nem aí.

A campanha coloca um monte de nerds tomando porrada e cantando uma versão mais zuada da música sobre como irão sobreviver, virá os chefes e transformar os bullies em seus animaizinhos de estimação e abusar muito do poder hahahahaha, confiram:

Nenhum comentário: