Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 10 de agosto de 2014

Zankyou no Terror - Um anime com terrorismo juvenil

Esse é um anime que acabei achando por acaso, e me agradou um bocado, apresentando uma história um tanto diferente, e de uma maneira bastante adulta. Não é um típico anime envolvendo algo sobrenatural, ou coisas muito fora da realidade, mas que mesmo assim tem os seus pontos exagerados, porém de uma maneira que seria possível na realidade, fazendo assim com que tenha um foco mais voltado para aquele público que gosta de tramas mais "calmas", dando ênfase a inteligência dos personagens.

Na história é mostrado um ataque terrorista que resulta na queda de um enorme prédio e no desespero dos habitantes de Tóquio. Um brilhante detetive é chamado para resolver o caso, que logo descobrem ser obra de dois adolescentes, que usam o pseudônimo de Esfinge 1 e Esfinge 2, e começam a por vídeos na internet com enigmas, que devem ser decifrados para que não ocorra o próximo ataque. A partir daí começa um jogo de inteligência que passa a envolver não apenas Tóquio, mas todo o Japão.

Eu gostei um bocado desse anime, não foi algo que posso dizer que foi apaixonante de primeira, mas realmente gostoso de assistir, bem tranquilo, porém mais movimentado do que eu esperava que um anime assim fosse. Existe aquele mistério que é apresentado aos poucos, sobre o motivo dos garotos estarem fazendo isso, alguns flashbacks vão sendo mostrados aos poucos e assim você vai tendo aquela satisfação de começar a compreender o que está acontecendo.

Uma outra coisa bem legal é em como você acaba torcendo para os dois lados, afinal de contas são duas posições interessantes, o detetive que tenta defender a população e evitar mortes, e os garotos revolucionários, que carregam motivos notavelmente profundos para fazer o que estão fazendo. A ideia de jogo de inteligência já foi apresentada anteriormente em animes como Death Note, e acho que acaba caindo muito bom essa forma estratégica de apresentar as coisas, como se estivessem fazendo seus movimentos, e não o tradicional combate direto e pancadaria, ver essa variação na forma de se enfrentar é muito bom.

Não sei se minha percepção estava certa, ou se os traços do anime é que são muito bem feitos, mas eu sinto que a animação foi feita com mais quadros do que é normal, isso porque é impressionante como diversas vezes me peguei admirando a movimentação dos personagens, não é algo como em Fate/Zero, que o visual é lindo pela resolução altíssima, pareceu mesmo que eram mais quadros para animar as cenas, fazendo com que as movimentações apresentem um grande número de detalhes na tela. Posso estar errado, mas realmente é o que pareceu, ou talvez sejam apenas os traços, que achei parecidos com os de Paranoia Agent, não sei, alguém que tenha um conhecimento mais técnico da produção talvez possa responder nos comentários. =)

Enfim, para quem está procurando por um anime sem frescura, e que procura ter os pés no chão, porém sem ser a ponto de se tornar uma novela em versão animada, esse pode ser uma ótima opção, gostei um bocado e recomendo.

Nenhum comentário: