Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 3 de agosto de 2014

Contos de terror de Tóquio e outros lugares pelo Japão

Essa é uma série não muito popular, mas que tem foco em contos de terror que são apresentados em formato de curtas, que na maioria tem apenas cinco minutos de duração. Até então nada demais, afinal de conta existem muitos curtas de terror por aí, além de vários seriados que também se baseiam em contar histórias diferentes a cada episódio, como por exemplo Masters of Horror. Só que o que tem de tão especial é que é uma série japonesa e assim acaba tendo foco em terror oriental, uma bela de uma oportunidade de se ter o gostinho daquele tipo de filme de uma maneira rápida.

As histórias são bem variadas e usam muito daquelas técnicas que você certamente já conhece de filmes orientais. São coisas como pessoas completamente retorcidas, aparições com uma pele super branca no estilo de O grito, e claro, muitos ambientes japoneses que deixam o climinha ainda mais especial e leva os admiradores de cultura oriental a loucura.

Mas existe também um diferencial nas histórias, e que certamente jamais seria usado no modelo atual ocidental de filmes, séries, e etc, que são vários episódios que não contém um fim certo, ou uma explicação, o episódio apenas é finalizado de forma brusca. Esse tipo de coisa faz notar bem o choque cultural que temos e em como certas coisas podem ser difíceis para que compreendamos, e até mesmo levar a afirmações do tipo "Como diabos esses caras podem gostar de algo assim? Nem ao menos deram respostas para as perguntas!", e isso me faz lembrar na hora de Bollywood, que... OK não é estiloso como o Japão, mas ao vermos o cinema indiano e aquelas dancinhas todas são vistas como "Só pode ser sacanagem que gostam disso de verdade! É tão óbvio que isso é muito ruim!", mas teve uma época que eu tava trabalhando em uma agência de viagens e tinha um paquistanês lá, daí ele falava muito sobre o Paquistão, e como o país dele já foi parte da India (ou algo assim) e que as culturas são muito ligadas, e com Bollywood é genial, uahahaha. Eu morria de rir e zuava muito ele, mas ele não aceitava que eu não conseguia ver o quanto era divertido e bem feito aquilo.

Mas voltando ao Japão, o que quero dizer é que essa série é não apenas uma boa forma de entretenimento, mas também pode acabar sendo uma boa forma de aprendizado sobre como outra cultura apresenta a arte de uma maneira tão distinta e coisas bem sem noção podem parecer completas. Confiram os quatro primeiro episódios:

Um estranho atrás da porta
É o que falei, simplesmente muito estranho, não? Afinal de contas o que era o espírito? Será mesmo que era a tia dela que morreu? Quando aparece a lembrança da garota e mostra a foto, a sensação que tive foi essa, que ela morreu. Mas se for o caso, por que diabos a velha voltou pra sacanear com a família? Ou será que é só um tipo de espírito do folclore japonês que vaga pelas cidades e tenta entrar nas casas? Ou talvez seja apenas uma história de assombração que vai direto ao ponto "Ele foi lá na casa da família e matou todo mundo, FIM!". Alguém aí chuta algo? =D

O visitante
Era exatamente disso que eu estava falando, mesmo com no começo aparecendo que foi baseado em um evento real, o que significa que houve um desfecho, simplesmente ele não é colocado, o que automaticamente acaba fazendo parecer que eles simplesmente não quiseram apresentar o final. Por outro lado isso acaba fazendo pensar, pode ser que eles tenham dirigido dessa maneira especialmente para a pessoa ficar pensativa que a qualquer momento algo assim pode surgir do nada, e também "O que você faria?". Talvez a pessoa fosse simplesmente uma louca que entrou lá e falou algo bizarro, afinal não é falado nada sobre espíritos, o que para alguns pode ser ainda mais assustador, algo bem no estilo do filme Os estranhos.

A relíquia de Família
Outro conto que faz ficar pensativo sobre o que diabos foi isso, mas que pode ter a ver com cultura, vocês sabem, os japoneses são cheios de misticismo, então é bem possível que esse Samurai seja o espírito do filho que morreu, mas se esse for o caso, por que a senhora temeu quando a mulher contou o sonho? Esquisito, não? Algum de vocês tem um palpite sobre o que exatamente a história quis passar?

A excursão escolar

Esse já é mais fechadinho em seu contexto ein? Uma história sobre um espírito preso em algum lugar, e com aquele toque bizarro que já tanto conhecemos. Acho que não precisa de grandes explicações hehehe.

Outros episódios

Enfim, espero que tenham gostado, vou começar a postar aqui no blog os episódios com textos sobre o que achei, e claro, vocês também podem dizer as suas próprias interpretações dos episódios mais complicados de se absorver. Mas quanto a esses que já postei, vocês entenderam de forma diferente? Ou não entenderam nada?

Um comentário:

Cyberzedd disse...

Esse contos de terror de Tóquio são muito legais, sutis mas conseguem incutir medo...^^