Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 17 de março de 2014

Nosferatu: The Wrath of Malachi - Pra quem ama sustos!

Esse é um jogo que joguei pela primeira vez há muito tempo, devia ser 2004 quando eu era muito viciado nele, no entanto acabei parando de jogar e desde então não retornei, ao menos até o seu lançamento na steam em 2014, o que me empolgou bastante, já que trata-se de um jogo de vampiros que me surpreendeu demais e ficou marcado como muito divertido embora me fizesse gritar feito uma garotinha.

A história se passa no ano de 1912 e você assume o papel de um membro de uma família inglesa falida, no entanto a oportunidade de restabelecer a família surge quando a filha mais velha vai se casar com o filho do conde do castelo Malachi, e assim a família inteira e alguns amigos partem para o lugar pra que ocorra a celebração. No entanto você acaba se atrasando e logo descobre que na verdade toda a promessa de melhora de vida não passava de uma armadilha, e que os membros da família são agora prisioneiros, restando a você resgatá-los antes que seja tarde demais.

Talvez esse tenha sido o primeiro jogo que eu joguei que tem coisas aleatórias toda vez que você joga, o castelo Malachi simplesmente não se mantém o mesmo, e se não fosse a possibilidade de dar load no jogo em um momento anterior à morte, certamente ele poderia ser considerado como um Roguelike. Pois um roguelike até pode dar pra salvar, mas só pra continuar depois, já que se morreu é permanente e não existe load.

A ideia de um castelo aleatório na época me deixou muito empolgado, mas ao mesmo tempo tornava as coisas ainda mais medonhas, toda vez que eu jogava acabava morrendo ou me desesperando e ficando em um estado péssimo pra salvar o jogo, isso naturalmente fazia com que as coisas se complicassem quando eu recomeçava e sabia que não imaginava o que me esperava, já que toda vez as salas estavam diferentes.

Os itens que você escolhe também são aleatórios, e há uma ação bem frenética, pois os inimigos aparecem do nada e cada um tem estilo próprio, sendo assim você pode achar criaturas que surgem no cemitério e correm em sua direção dando saltos bem altos, cachorros, vampiros e outras coisas. Há momentos bem tensos como você achar um vampiro em um caixão e não ter uma estaca na hora, pois ele pode se levantar a qualquer momento e partir pro ataque, ou mesmo vir correndo pelo teto do lugar e saltar em você.

O visual é muito bom, esse jogo é de 2003, mas tem gráficos muito decentes e firmes para a época, e embora seja em primeira pessoa, você pode ver bem a interação com as armas que carrega, por exemplo o crucifixo que mantém as criaturas distantes e benze água pra usar como arma, mesmo sendo só um crucifixo aparece toda uma movimentação quando você carrega sua fé e também efeito de brilho quando você aponta pra uma criatura.

Enfim, ta aí um jogo bastante tenso e divertido, ele é baseado no filme Nosferatu de 1922 e contém um clima muito agradável que vale a pena. Pra quem se interessar pode dar uma conferida no site do jogo na steam.

Um comentário:

David Soares disse...

Comecei a jogar esse game a uns 6 dias, e de boa, é o melhor game de terror que ja joguei. a historia não é la das melhores mas é muito foda. Recomendo muito =D