Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Guilty Gear Isuka - Um jogo para apaixonados por porrada

Até então eu nunca tinha jogado um jogo da série Guilty Gear, que se iniciou em 1998 para playstation, para falar a verdade, o nome pareceu familiar quando o vi, mas não algo que realmente me fazia recordar de algo claro, e então experimentei Guilty Gear Isuka, que foi lançado em 2004 para playstation 2, e depois em outras plataformas, inclusive uma década após o seu lançamento foi quando voltou à tona com o seu lançamento na steam, embora já tenha dado as caras em uma versão para computador em 2005.

A parte da história, pelo o que eu vi é bastante básica quanto a jogos de luta, ou seja trata-se de um torneio onde vários lutadores se unem para cair na pancadaria e essa coisas toda. Algo bem simples, no entanto compreensível, visto que esse jogo foi desenvolvido especialmente para ser usado em torneios, o que dispensa bastante a parte de história em si.

A adaptação para computador infelizmente ficou com muito cara de emulada, o que não é muito agradável, por exemplo se você apertar ESC, a qualquer momento, o jogo imediatamente sai sem nem ao menos perguntar, o que pode fazer com que aquele jogador que que fazer uma parada de emergência acabe por sair de uma partida em que estava se divertindo. Mas apesar de tudo os controles em si respondem muito bem, só que também são um tanto estranhos e pode ser um pouco ruim de se acostumar no começo, mas para quem configurar as teclas, a coisa pode ser bem diferente.

Agora uma coisa que foi uma baita surpresa e que eu adorei nesse jogo e não lembro de ter visto em nenhum outro, foi a possibilidade de se jogar com quatro jogadores  simultaneamente em um jogo de luta do estilo clássico. Eu sei que Super Smash Bros tinha inventado isso há séculos, no entanto o diferencial é que na hora em que vi que dava pra escolher quatro personagens, eu logo pensei que cada jogador escolheria dois e poderia trocar durante a partida, no entanto quando ela começou, eu tomei um susto ao ver que tinham quatro personagens de uma vez na tela, só que o cenário usa a base clássica de jogos de luta, e não aquele sistema de Super Smash Bros onde a tela se afasta em um cenário grande.

Infelizmente eu não tive a oportunidade de jogar com um amigo, e o modo multiplayer suporta apenas jogos locais, ou seja não é possível jogar pela internet, mesmo estando na steam. Mesmo assim, para aqueles que costumam receber amigos em casa pode ser uma bela oportunidade de voltar aos velhos tempos de gritaria e jogos bastante agitados.

Os gráficos me lembraram muito os dos personagens de The king of Fighters, onde os personagens tem traços bastante característicos, no entanto esses em especial parecem ser um pouco mais baixos, e não naquele estilo de personagens altões. Como o jogo é um port aparentemente feito às pressas, infelizmente é possível ver alguns quadrados nos personagens, mas nada que chega a incomodar.

Enfim, para quem está procurando um jogo de pancadaria à moda antiga para computador e não tem um vídeo game disponível, fica aí a dica, no entanto se você tiver um console, eu realmente acho que esse jogo se adequa mais a ele, já que não existe um modo online, que seria a grande vantagem no computador. Para quem se interessar pode dar uma conferida na página do jogo. Agora confiram o empolgante trailer:

2 comentários:

zingame eskimo disse...

pode ser um/uma drag queen lutador/lutadora ( eu vi essa zueira sky ._. )

Buggy disse...

Eu espero que o tegra5 aguente emulação de ps2, pq só assim vou conseguir reviver meus tempos de ps2.