Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 18 de janeiro de 2014

A dificuldade em se criar sua própria equipe de jogos

Uma coisa que aprendi durante a minha vida, foi que é complicado depender de outras pessoas em um projeto. Enquanto criar o seu próprio jogo pode ser moleza mesmo sem a maioria das pessoas saber, por mais irônico que seja, o que deveria ser a parte fácil da coisa, que é achar pessoas com esse sonho, pode ser realmente desafiador, para não dizer um verdadeiro inferno.

Eu já nem tenho mais raiva das pessoas em si, isso porque aparentemente essa falta de empolgação trata-se de uma condição humana. Parece que é simplesmente natural que a pessoa ouça um projeto e pense "Caramba, isso vai ser incrível!" mas a pessoa se anima só no começo, depois ela começa a se enganar dizendo "Amanhã eu vou fazer!" e fala a mesma coisa, e vai enrolando e enrolando, até o dia em que a pessoa começa a perceber que ela é incapaz, que a preguiça não vai deixar aquilo acontecer. Isso normalmente leva a segunda fase, que é dizer para o parceiro alguma mentira do tipo "Ah, o trabalho da faculdade..." "Ah minha doença..." "Ah o filho do pai do tio do irmão da sobrinha do meu vizinho morreu e eu estou tão triste que to de luto...", e o interessante é que ela não vai se dar o trabalho de esconder em redes sociais as suas saídas, os jogos que ta jogando e tudo que ta fazendo, mas claro, nada disso vai atrapalhar o trabalho da faculdade, só o compromisso que tem com você. Isso quando a pessoa não é mais sem noção ainda e continua se enganando, fingindo que é capaz, e que vai voltar, te deixando esperando eternamente, e só se você pressionar muito é que ela acaba finalmente dando o fora.

Para as pessoas que tem o sonho de ter um jogo próprio e também que sabem que isso é muito possível ser realizado, a ideia de se ter uma equipe é simplesmente muito atraente. Isso porque em um jogo existem vários tipos de talentos que podem ser aproveitados, portanto se um grupo de amigos se unir e cada um tiver um talento diferente, é possível sair uma baita obra prima. Imagina que maravilha você se juntar com um povo e conversarem sobre como fazer um jogo, gerando ideias incríveis, para então dividirem as tarefas e você apenas fazer o que gosta enquanto os outros cuidam do resto? Só de pensar já é algo empolgante, não acham? Infelizmente isso não funciona na prática, pois por mais que você ame uma ideia, esses amigos irão te enrolar, ou você mesmo vai enrolar a pessoa que deu a ideia.

Aparentemente, quase sempre a única pessoa capaz de manter um sonho, é aquele que deu o primeiro passo. Pelo jeito todos os que estão ao redor precisam de incentivo constante e o dono da ideia tem que manter a "magia" do momento em que deu a ideia, vivo. Aquela empolgação tem que continuar, isso porque as pessoas só pensam no final, elas não pensam que terão que andar um caminho para chegar a algum lugar. Isso sem contar com as dúvidas que podem começar a surgir "Será que vou conseguir? Será que isso vai dar em alguma coisa? Será que vale a pena investir meu tempo nisso?". Então assim que a pessoa dá o primeiro passo e percebe que acabou de se meter em um longo caminho que terá que ser percorrido, ela já amolece.

O mais chato disso é saber que o tempo está passando e quando menos se espera, já se foram cinco anos, que se a pessoa tivesse investido em um projeto, teria chegado a um lugar e poderia estar grande naquilo. Eu estou usando jogos como exemplo, mas isso é referente a tudo quanto é projeto, as pessoas são naturalmente preguiçosas e moles. Quando eu quase fui contratado para uma empresa de jogos, eu olhei pra aqueles caras e pensei "Nossa meu, que sonho... Os caras desenvolvem jogos e são pagos por isso ainda? Que coisa perfeita!" mas a verdade é que depois pensei bem, e é lógico que eles tinham que ser pagos, por mais que gostassem, porque as pessoas tem que se prender a alguma coisa pra continuar em um projeto.

Obviamente existem casos que mostram que mais de uma pessoa é capaz de seguir um sonho junto, no entanto chega a dar um pouco de medo até, porque as coisas podem ir para um lado um tanto perigoso, como é apresentado o caso do Phil Fish, no filme Indie Game The Movie, o cara começou o projeto com um parceiro, mas aparentemente o Phil era tão CHATO que o parceiro dele foi embora, mas ele continuou lá, só que o parceiro já tinha feito muita coisa e assim durante o lançamento de FEZ, as coisas foram complicadas, já que um pedaço do jogo pertencia ao parceiro dele, então imagina alguém sair da equipe, mas precisar receber os créditos, só que uma briga ter feito o negócio ficar feio?

Claro, que existem casos muito mais lindos e que dão até uma inspiração de tão bonito que foram as coisas acontecendo. Por exemplo a equipe do jogo Forced, que se juntou e começou a trabalhar em cima do jogo, e foram para uma sala vazia em uma universidade, alguns até se mudaram pra lá e eles ficaram vivendo por um tempo e se dedicando puramente ao jogo, no entanto quando os responsáveis pela universidade descobriram, os expulsaram, e eles procuraram pelo lugar mais barato pra se viver no país deles, mudaram pra lá, e após muito esforço e passar por um sufoco enorme, os caras conseguiram lançar seu jogo na steam. Quem quiser ver um quadrinho com a história dos caras vale muito a pena clicar aqui. Mas aí já é um caso raro, imagine achar oito caras tão apaixonados quanto por um mesmo sonho e dedicados a levar isso pra frente? Porque como falei, por mais que você ame algo, se o sonho vier de outra pessoa, a tendência é você se tornar um preguiçoso que não segue em frente.

E o pior de tudo é que realmente não dá pra saber quem é capaz, porque TODO MUNDO se sente capaz, eu já comecei inúmeros projetos e sempre quando falo pra pessoa no começo que todo mundo acaba abandonando, ela acha um absurdo alguém fazer isso e tudo mais, e diz que ela é diferente, e no fim é exatamente igual. O negócio é que a própria pessoa desconhece o quanto ela é preguiçosa, e por isso que eu disse que já nem sinto mais raiva das pessoas em si quando elas desistem de projetos, mas sim uma frustração com o universo. Isso porque todos acreditam que são capazes, as pessoas não vão mentir pra você quando você chamá-las para uma equipe, elas vão falar o que pensam ser a verdade, mas ainda não sabem que não irão conseguir.

Se você for começar um projeto, você até pode chamar outras pessoas, mas esteja preparado porque elas VÃO SAIR da equipe, não se surpreenda, e principalmente, não desanime, apenas espere pelo pior porque a chance disso acontecer é quase 100%, isso porque você não está pagando e não importa se elas receberão o mesmo dinheiro que voce(caso seja um projeto que vai gerar renda), elas querem os resultados AGORA e não daqui um ano, então se você não pode oferecer os frutos a serem colhidos antes deles nascerem, se prepare pra ser abandonado, porque elas não vão querer ficar sem ganhar nada até o sonho estar pronto.

Por isso, quanto a matéria anterior sobre criar jogos, saiba que é algo bem fácil sim, porém começar sozinho pode ser algo assustador, é sempre bom ter alguém do seu lado, alguém que você vê que ta se esforçando também e que pode conversar com você sobre aquilo, é bom se sentir seguro. Mas realmente se você quer sentir segurança total, comece a pensar em cuidar de você mesmo, não se irrite com os outros e apenas mantenha o foco, por isso comece com um projeto pequeno e nada ambicioso. Se você quiser compartilhar o seu projeto na medida que evolui, uma coisa que estou fazendo é postando o meu aprendizado diariamente no grupo Criadores de jogos Indie Iniciantes, e está sendo realmente uma experiência recompensadora, então fica aí a dica. =)

5 comentários:

Yan Chaves disse...

e ai sky queria fazer um pedido,joga esse jogo aqui AntiChamber esepro que goste

Skywalkerpg disse...

Cara eu conheço ele, tenho até um amigo que joga, no entanto ele nunca me empolgou muito não, talvez depois eu dê uma olhada.

Gabriel disse...

Por essas e outras um portfólio é bem útil. Além de oferecer uma demonstração das habilidades da pessoa, é um indicador do nível de comprometimento da mesma.

stefano simonato disse...

Cara eu entendo completamente essa situação, até porque passei pela mesma coisa.

Sempre tive o sonho de trabalhar com o desenvolvimento, tanto que meu TCC na faculdade foi um jogo feito em Java ME.
Então após acabar a faculdade decidi que iria começar um projeto de jogo de estrategia com meus amigo de faculdade e trabalho, quando comecei a convidar para se juntar a mim, não faltou gente, porem só eu trabalhava, só eu dava ideias, no fundo eu só estava compartilhando o que estava fazendo e planejando fazer e obviamente o resultado foi um fracasso, afinal uma pessoa sozinha fazer um jogo de estrategia e quase impossível.

Comecei um segundo projeto de jogo com escopo bem menor e a mesma coisa aconteceu.

Conclusão dessa minha experiencia que consumiu 3 anos da minha vida sem produzir nada relevante.
-Sou um líder de merda.
-Não sei julgar bem as pessoas.
-Jogos 3D são realmente complicados mesmo com engines muito boas como Unity e Unreal.
-Esperar as pessoas fazerem os seus próprios projetos e se for algo que acredito que irá dar certo, embarco junto.
-Começar com escopos de projeto que posso fazer sozinho.

Agora estou dando um tempo do desenvolvimento de jogos, estou atualmente fazendo outros projetos de desenvolvimento de sofware e desenhando historias em quadrinhos, mas planejo que assim que essa decepsão for esquecida e ter acabado alguns volumes da minhas historia voltar a desenvolver algum jogo.

Desculpa pelo longo comentaria mais eu tinha que exteriorizar isso...

Parzival Leprechaun disse...

senti uma leve indireta no primeiro parágrafo... hehe